Fórmula 1
01 ago
-
04 ago
Evento encerrado
29 ago
-
01 set
Próximo evento em
10 dias
MotoGP
09 ago
-
11 ago
Evento encerrado
IndyCar
26 jul
-
28 jul
Evento encerrado
16 ago
-
18 ago
Evento encerrado
Fórmula E
12 jul
-
13 jul
Evento encerrado
14 jul
-
14 jul
Evento encerrado

Chefão da Stock alfineta autódromo de Curitiba após mudança no calendário

compartilhar
comentários
Chefão da Stock alfineta autódromo de Curitiba após mudança no calendário
Por:
, Repórter
Co-autor: Erick Gabriel
25 de jul de 2019 19:56

CEO da Vicar, empresa que promove a categoria, Carlos Col comentou as alterações no restante do campeonato de 2019

Na última terça-feira, a Stock Car anunciou duas mudanças para o restante da temporada 2019. As etapas de Curitiba (PR) e de Tarumã (RS) saíram da disputa e foram substituídas por Velopark (RS) e Velo Città (SP). 

Em entrevista exclusiva ao Motorsport.com, o CEO da Vicar (promotora do campeonato), Carlos Col, explicou as razões por trás das mudanças no planejamento deste ano, em que a Stock comemora quatro décadas (relembre todos os carros campeões da categoria em galeria exclusiva no fim desta matéria).

Leia também:

CURITIBA

A prova de Curitiba saiu do calendário por problemas com o Instituto Ambiental do Paraná (IAP), que multou a Vicar em 50 mil reais por "excesso de pressão sonora" pela corrida de 2017. Já a corrida de Tarumã ficou de fora por não realizar obras necessárias, o que deixou o circuito do Rio Grande do Sul sem a homologação da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) para receber eventos automobilísticos.

Col detalha o caso paranense: "Fomos surpreendidos com uma multa do IAP por excesso de pressão sonora. Nosso jurídico investigou a situação e descobriu que esse valor é arbitrado e pode chegar a valores monstruosos. Nesse caso, não chegou a ser um valor exorbitante, embora seja alto. Mas há o risco iminente de uma outra multa grande".

"Eles demoram muito para enviar a multa. A Stock Car esteve lá também em 2018 e não se sabe se receberemos multa referente a aquele evento. E diz a legislação estadual que a multa pode triplicar em caso de reincidência, então o autódromo tem que resolver com este órgão, fazendo algum tipo de acordo, como um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), no sentido de voltar a viabilizar a realização de corridas", continuou o dirigente.

"Tem um nível de decibéis determinado e detectaram que foi ultrapassado. É evidente que, com o automobilismo, isso é ultrapassado, sem sombra de dúvidas. A questão é que isso pontual, não ocorre o tempo inteiro. É uma coisa de análise subjetiva, de bom senso", ponderou Col, antes de mencionar a relação conturbada também com os administradores do autódromo curitibano.

ESPECULAÇÃO IMOBILIÁRIA

"Há alguns anos, dizia-se que o autódromo fecharia, mas o uso foi se prorrogando. Uma empresa de intermediação imobiliária (AREA41CWB) loca a área. A forma de relacionamento com os promotores piorou muito, com cláusulas contratuais inadequadas, além dos valores terem aumentado. Mas a gente manteve negociações, procurando sempre encaminhar de forma positiva".

O CEO da Vicar não quis associar a multa à situação do circuito, que é alvo da especulação imobiliária já há alguns anos. "Eu não consigo avaliar o que mais tem por trás disso. Não consigo saber os motivos que levaram tudo isso a acontecer e qual é a correlação disso com a situação de o autódromo estar em vias de receber uma especulação imobiliária", disse.

"Enquanto o autódromo não nos apresentar condições adequadas, tanto de cláusulas contratuais quanto financeiras, e de solução das licenças, com um acordo com o Instituto Ambiental, nós não podemos mais marcar provas lá. Não queremos agir em não conformidade com o Instituto ou com os órgãos competentes, quaisquer que sejam. Até pela nossa imagem. É lamentável que a gente perca tanto a praça de Curitiba quanto a de Tarumã", sentenciou Col.

OUTRO LADO

Em nota, a AREA41CWB, que administra o autódromo curitibano, emitiu sua posição: "Não medimos esforços para viabilizar a locação do imóvel para a Vicar, porém infelizmente a mesma não apresentou nenhuma justificativa coerente e/ou proposta para a concretização da locação. Fomos surpreendidos com tal posicionamento, uma vez que as tratativas comerciais
estavam bem adiantadas, faltando apenas assinatura e pagamento do contrato de locação".

"Em relação ao suposto excesso de ruídos, em 2017 durante o período em que a Vicar locou o
imóvel para realizar o evento, o IAP emitiu multa por tal suposto excesso de ruídos dos veículos. Em 2018, não ocorreu multa. Considerando que o campeonato realizado pela Vicar é nacional, o suposto excesso de ruídos seria um problema em todas as etapas e não somente a que seria realizada em Curitiba", diz outro trecho da nota, assinada por Manuel de Oms Neto.

TARUMÃ

O chefão da Stock Car também falou sobre o caso gaúcho. "Tarumã é um autódromo que, há muitos anos, eu venho sempre ajudando para que viabilizem as pequenas obras que se precisa fazer em incrementos de segurança para manter a homologação", iniciou o dirigente. Col chegou a confirmar o circuito como sede da etapa 500 do campeonato, na abertura desta temporada. Tarumã recebeu a primeira corrida da história da categoria, mas foi substituída pelo Velopark para a 500ª.

"Em janeiro, eu fui a Tarumã. Convidei o presidente da CBA, o presidente da federação local e o diretor do clube que faz a gestão do autódromo. Fizemos uma avaliação conjunta das obras mínimas necessárias e elas foram orçadas. Eu colaborei, de minha parte, na questão de garantir que, nos próximos três anos, iria levar os eventos e fazer a antecipação das receitas de locação para que as obras pudessem ser executadas a partir daquele momento", disse Col.

"Infelizmente houve problemas internos na gestão quanto a esse assunto e as obras não foram realizadas a tempo, então tive que mudar de data. Mesmo assim, as obras não foram realizadas. Mandei uma carta à Confederação na semana passada, pedindo uma posição. A resposta foi negativa, então tive que mudar".

"Fiquei sem alternativa, com muita tristeza, porque é um autódromo que não pode ser perdido pelo automobilismo brasileiro. É um circuito histórico, com traçado maravilhoso para pilotagem, então é uma grande pena que essas falhas de gestão das entidades gerem esse tipo de situação", completou o CEO da Vicar.

Ano especial para a Stock Car

A temporada 2019 marca 40 anos de vida da categoria, a maior do automobilismo brasileiro. Confira como essa história se desenrolou com todos os carros campeões na galeria abaixo.

Galeria
Lista

1979 - Paulo Gomes - Chevrolet Opala

1979 - Paulo Gomes - Chevrolet Opala
1/40

Foto de: Divulgacao

1980 - Ingo Hoffmann - Chevrolet Opala

1980 - Ingo Hoffmann - Chevrolet Opala
2/40

1981 - Afonso Giaffone Jr. - Chevrolet Opala

1981 - Afonso Giaffone Jr. - Chevrolet Opala
3/40

1982 - Alencar Jr. - Chevrolet Opala

1982 - Alencar Jr. - Chevrolet Opala
4/40

Foto de: Divulgacao

1983 - Paulo Gomes (2) - Chevrolet Opala

1983 - Paulo Gomes (2) - Chevrolet Opala
5/40

Foto de: Divulgacao

1984 - Paulo Gomes (3) - Chevrolet Opala

1984 - Paulo Gomes (3) - Chevrolet Opala
6/40

Foto de: Divulgacao

1985 - Ingo Hoffmann (2) - Chevrolet Opala

1985 - Ingo Hoffmann (2) - Chevrolet Opala
7/40

Foto de: Divulgacao

1986 - Marcos Gracia - Chevrolet Opala

1986 - Marcos Gracia - Chevrolet Opala
8/40

Foto de: Divulgacao

1987 - Zeca Giaffone - Chevrolet Opala

1987 - Zeca Giaffone - Chevrolet Opala
9/40

Foto de: Divulgacao

1988 - Fábio Sotto Mayor - Chevrolet Opala

1988 - Fábio Sotto Mayor - Chevrolet Opala
10/40

Foto de: Divulgacao

1989 - Ingo Hoffmann (3) - Chevrolet Opala

1989 - Ingo Hoffmann (3) - Chevrolet Opala
11/40

Foto de: Divulgacao

1990 - Ingo Hoffmann (4) - Chevrolet Opala

1990 - Ingo Hoffmann (4) - Chevrolet Opala
12/40

Foto de: Divulgacao

1991 - Ingo Hoffmann (5) e Ângelo Giombelli - Chevrolet Opala

1991 - Ingo Hoffmann (5) e Ângelo Giombelli - Chevrolet Opala
13/40

Foto de: Divulgacao

1992 - Ingo Hoffmann (6) e Ângelo Giombelli (2) - Chevrolet Opala

1992 - Ingo Hoffmann (6) e Ângelo Giombelli (2) - Chevrolet Opala
14/40

Foto de: Divulgacao

1993 - Ingo Hoffmann (7) e Ângelo Giombelli (3) - Chevrolet Opala

1993 - Ingo Hoffmann (7) e Ângelo Giombelli (3) - Chevrolet Opala
15/40

Foto de: Divulgacao

1994 - Ingo Hoffmann (8) - Chevrolet Omega

1994 - Ingo Hoffmann (8) - Chevrolet Omega
16/40

Foto de: Divulgacao

1995 - Paulo Gomes (4) - Chevrolet Omega

1995 - Paulo Gomes (4) - Chevrolet Omega
17/40

Foto de: Divulgacao

1996 - Ingo Hoffmann (9) - Chevrolet Omega

1996 - Ingo Hoffmann (9) - Chevrolet Omega
18/40

Foto de: Divulgacao

1997 - Ingo Hoffmann (10) - Chevrolet Omega

1997 - Ingo Hoffmann (10) - Chevrolet Omega
19/40

1998 - Ingo Hoffmann (11) - Chevrolet Omega

1998 - Ingo Hoffmann (11) - Chevrolet Omega
20/40

Foto de: Divulgacao

1999 - Chico Serra - Chevrolet Omega

1999 - Chico Serra - Chevrolet Omega
21/40

Foto de: Divulgacao

2000 - Chico Serra (2) - Chevrolet Vectra

2000 - Chico Serra (2) - Chevrolet Vectra
22/40

Foto de: Divulgacao

2001 - Chico Serra (3) - Chevrolet Vectra

2001 - Chico Serra (3) - Chevrolet Vectra
23/40

Foto de: Divulgacao

2002 - Ingo Hoffmann (12) - Chevrolet Vectra

2002 - Ingo Hoffmann (12) - Chevrolet Vectra
24/40

Foto de: Divulgacao

2003 - David Muffato - Chevrolet Vectra

2003 - David Muffato - Chevrolet Vectra
25/40

Foto de: Divulgacao

2004 - Giuliano Losacco - Chevrolet Astra

2004 - Giuliano Losacco - Chevrolet Astra
26/40

Foto de: Divulgacao

2005 - Giuliano Losacco (2) - Chevrolet Astra

2005 - Giuliano Losacco (2) - Chevrolet Astra
27/40

Foto de: Divulgacao

2006 - Cacá Bueno - Mitsubishi Lancer

2006 - Cacá Bueno - Mitsubishi Lancer
28/40

Foto de: Divulgacao

2007 - Cacá Bueno (2) - Mitsubishi Lancer

2007 - Cacá Bueno (2) - Mitsubishi Lancer
29/40

Foto de: Divulgacao

2008 - Ricardo Maurício - Peugeot 307

2008 - Ricardo Maurício - Peugeot 307
30/40

Foto de: Divulgacao

2009 - Cacá Bueno (3) - Peugeot 307

2009 - Cacá Bueno (3) - Peugeot 307
31/40

Foto de: Divulgacao

2010 - Max Wilson - Chevrolet Vectra

2010 - Max Wilson - Chevrolet Vectra
32/40

Foto de: Divulgacao

2011 - Cacá Bueno (4) - Peugeot 408

2011 - Cacá Bueno (4) - Peugeot 408
33/40

Foto de: Divulgacao

2012 - Cacá Bueno (5) - Chevrolet Sonic

2012 - Cacá Bueno (5) - Chevrolet Sonic
34/40

Foto de: Duda Bairros

2013 - Ricardo Mauricio (2) - Chevrolet Sonic

2013 - Ricardo Mauricio (2) - Chevrolet Sonic
35/40

Foto de: Chris Fabbri / CFR Media - Brazil

2014 - Rubens Barrichello - Chevrolet Sonic

2014 - Rubens Barrichello - Chevrolet Sonic
36/40

2015 - Marcos Gomes - Peugeot 408

2015 - Marcos Gomes - Peugeot 408
37/40

2016 - Felipe Fraga - Peugeot 408

2016 - Felipe Fraga - Peugeot 408
38/40

Foto de: Fábio Davini

2017 - Daniel Serra - Chevrolet Cruze

2017 - Daniel Serra - Chevrolet Cruze
39/40

2018 - Daniel Serra (2) - Chevrolet Cruze

2018 - Daniel Serra (2) - Chevrolet Cruze
40/40

Foto de: Fernanda Freixosa

Próximo artigo
Stock Car: Etapas de Tarumã e Curitiba são substituídas por Velo Città e Velopark

Artigo anterior

Stock Car: Etapas de Tarumã e Curitiba são substituídas por Velo Città e Velopark

Próximo artigo

VÍDEO: A Stock Car será elétrica um dia?

VÍDEO: A Stock Car será elétrica um dia?
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Stock Car Brasil
Autor Carlos Costa
Seja o primeiro a receber as últimas notícias