Últimas notícias

Serra celebra título "tenso": "achei que o pneu furou umas 6 vezes"

Piloto da Eurofarma RC conquista bicampeonato da Stock Car em Interlagos e vê constância durante o ano como chave

Daniel Serra levanta a taça de campeão da Stock Car de 2018

Daniel Serra levanta a taça de campeão da Stock Car de 2018

Fernanda Freixosa

Depois de ver Felipe Fraga ficando com 18º tempo no grid, Daniel Serra sabia que tinha a melhor das chances para se sagrar bicampeão da Stock Car neste domingo em Interlagos. E, com muita cautela, ele aproveitou a oportunidade.

Apenas administrando a diferença que tinha para Felipe Fraga – que se recuperava a todo instante e chegou justamente atrás de Serra na pista, em quinto lugar – o piloto pôde celebrar no fim da prova seu segundo título seguido e o 100% de aproveitamento na equipe Eurofarma RC, com o quarto lugar na pista beneficiado por abandonos de Antonio Pizzonia e Ricardo Maurício na última volta por pane seca.

“Ganhar um campeonato não dá tranquilidade para o segundo”, definiu Serra aliviado depois da corrida. “Essa corrida foi muito tensa.”

“Tem muita coisa que a gente não controla, por isso foi uma corrida tensa. Eu sofri um pouco com o desgaste de pneus. Mas de dentro do carro a gente nunca sabe. Eu achei que o pneu tinha furado umas seis vezes. Eu pensava: ‘acho que furou’. E não tinha furado. Você vai sentindo coisas, é a cabeça, é o nervosismo. Coisas que você não tem como controlar.”

“Mas estávamos de olho na posição do Felipe. Mas agora estou muito feliz. Este é o momento em que tudo vale a pena. Toda a dedicação do ano. Me dedico para isso 24 horas por dia. Faço todo o possível para chegar o mais preparado possível para o fim de semana. Só minha mulher sabe o quanto eu me dedico me preparo e ponho tempo para evoluir como piloto.”

Analisando a temporada, o 29 acredita que a melhor constância em corridas 2 lhe deu este título – algo que não conseguiu fazer durante o ano passado, quando conquistou seu primeiro título.

“A chave foi a consistência”, seguiu.

“Não era o mais rápido em todas as corridas, mas sempre estávamos entre os mais rápidos. Não fomos o carro que mais ganhou, mas fomos o que mais subiu no pódio. Fomos 11 vezes ao pódio, fomos para dez Q3.”

“Isso mostra como fomos consistentes, diferentemente do ano passado, onde éramos muitos rápidos e sempre devíamos na corrida 2. Neste ano, fui duas vezes para o pódio no mesmo fim de semana. Isso foi o que aprendemos do ano passado, as lições.”

“Aos poucos vai caindo a ficha. Assim como no ano passado, foi muito bom, porque estão todos os amigos aqui e toda a minha equipe. Só aparece a gente no pódio mas todo mundo faz parte. A equipe inteira, os meus amigos. Então isso é muito especial.”

Be part of Motorsport community

Join the conversation
Artigo anterior Conformado com vice, Fraga admite que “precisava de um milagre”
Próximo artigo Zonta se anima com vitória: “no ano que vem, quero disputar o título”

Top Comments

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Sign up for free

  • Get quick access to your favorite articles

  • Manage alerts on breaking news and favorite drivers

  • Make your voice heard with article commenting.

Motorsport prime

Discover premium content
Assinar

Edição

Brasil