WEC Spa-Francorchamps

Após 58 anos, Ferrari faz história e vence a edição centenária das 24 Horas de Le Mans

Inter Europol venceu na categoria LMP2 e a Corvette Racing foi a grande campeã no GTE-Am na tradicional prova francesa

#51 Ferrari AF Corse Ferrari 499P of Alessandro Pier Guidi, James Calado, Antonio Giovinazzi

Foto de: Marc Fleury

Em uma das edições mais disputadas dos últimos anos, a Ferrari superou a Toyota e levou a vitória  no geral da centésima edição das 24 Horas de Le Mans com o carro #51, que teve o trio Antonio Giovinazzi, Alessandro Pier Guidi e James Calado pilotando, encerrando o domínio japonês na prova de endurance mais importante do planeta. Essa foi a primeira vitória ferrarista no geral após 58 anos - se conderarmos só como equipe de fábrica, o jejum seria maior, de 59 anos.

O duelo entre o #51 e o #8 da Toyota do trio Sebastien Buemi, Brandon Hartley e Ryo Hirakawa foi muito intenso durante quase 12 horas de provas, com ambos os times separados por poucos segundos, alternando a liderança – e também as estratégias desde o início da noite no Circuito de la Sarthe.

O editor recomenda:

O time italiano chegou a ter problemas nas primeiras horas do domingo na França, quando Pier Guidi rodou para evitar uma batida e parou na caixa de brita. O #51 recuperou terreno e travou uma batalha até cerca de duas horas para o final, quando Hirakawa bloqueou suas rodas após pisar no freio e bateu nas barreiras de proteção das curvas Arnage.

Este foi um dos acidentes que teve a prova. Claro, estes fatores fazem parte de um endurance de longa duração, mas a chuva e o início mais duro do grid fez com que as batidas tivessem um nível um pouco mais elevado. A título de comparação, 1/8 dos carros que alinharam para a corrida abandonaram nas duas primeiras horas de prova.

Sobrou para a Toyota buscar o segundo lugar, mas já sem competitividade para tentar a vitória. Só um lance de sorte poderia mudar o resultado e ele quase aconteceu: com 23 minutos para o final, no pitstop derradeiro do #51, o carro demorou a pegar e o clima de apreensão ficou no ar, mas logo Pier Guidi voltou à pista.

 

Na sequência, os dois Cadillacs da Chip Ganassi Racing. O pódio foi completo pelo número 2 – Alex Lynn, Earl Bamber e Richard Westbrook – com o #3, de Scott Dixon, Sebastien Bourdais e Renger van der Zelde. O top 5 ficou com a Ferrari #50, que largou na pole da prova com Antonio Fuoco, Nicklas Nielsen e Miguel Molina – eles superaram a Porsche Penske #5 na hora final de corrida, já que o bólido da montadora alemã teve problemas.

LMP2

Na categoria LMP2, o duelo também foi intenso também. Pela variação de estratégias, a Inter Europol, do trio Jakub Smiechowski, Fabio Scherer e Albert Costa, chegou a ter uma vantagem mínimas – sete segundos – na hora final de corrida para a WRT #41, que tinha Rui Andrade, Robert Kubica e Louis Deletraz.

Deletraz vinha voando na pista, mas como precisavam parar nos pits, foi o que deixou, digamos, a Inter Europol mais tranquila para a vitória.

A terceira colocação ficou com o WRT #31, que teve Sean Gelael, Robin Frijns e Ferdinand Habsburg se revezando na condução ao longo das 24 Horas.

 

GTE-Am

A Corvette, com seu time oficial, levou para casa a vitória da categoria com o carro #33. Longe de se envolver em confusão, cumpriu com a ‘receita’ para triunfar. O trio do norte-americano Ben Keating, o holandês Nicky Catsburg e o argentino Nicolas Varrone terminaram na frente.

Eles superaram a Aston Martin #25 da ORT by TF, que teve o Ahmad Al Harthy, Michael Dinan e Charlie Eastwood. A terceira colocação comprova o equilíbrio da prova e das forças das 24 Horas de Le Mans, com a Porsche #86 finalizando o pódio – este time foi formado pelo trio Michael Wainwright, Benjamin Barker e Riccardo Pera.

 

Os brasileiros

Não foi uma corrida com grandes resultados para o brasileiros, quase todos envolvidos em acidentes ou problemas mecânicos.  Pipo Derani, por exemplo, não chegou a andar no Cadillac da Action Express inteiro, isso pelo fato de Jack Aitken, um de seus companheirox no #311, bateu logo na primeira volta, o que tirou qualquer competitividade do bólido.

Correndo no carro #75 da Porsche Penske, que tinha esse número em alusão aos 75 anos da Porsche, Felipe Nasr iniciou de maneira bem competitiva a corrida, mas uma falha na bomba de combustível obrigou a equipe a abandonar.

Competindo na categoria LMP2, Pietro Fittipaldi foi o responsável por colocar o carro #28 da Jota Racing na liderança em boa parte da corrida, mas as chances de vitória acabaram no início da noite, após David Hansson bater o carro.

Na mesma categoria, André Negrão viu sua Alpine envolvida em uma confusão com três carros e o acidente acabou com o sonho da vitória para a equipe. Antes da metade da prova, o brasileiro cheegou a colocar o carro na liderança, mas Memo Rojas se envolveu em uma confusão com outros dois bólidos – inclusive a Toyota #7 com Kamui Kobayashi pilotando -, o que entortou a roda da Alpine.

Daniel Serra foi um dos destaque na categoria GTE-Am, chegando a liderar a corrida durante o período noturno com a Ferrari da Kesser Racing, mas um problema mecânico no início da manhã francesa acabou com as chances de tricampeonato para o brasileiro.

Aston-Honda na F1 2026: Detalhes, impacto para RBR/Mercedes e o fator Alonso

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #233 - Leclerc ou Pérez: quem passou mais vergonha nas últimas provas?

 

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior VÍDEO: Os principais acidentes das 24 Horas de Le Mans
Próximo artigo Giovinazzi 'sem palavras' para descrever vitória em Le Mans

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil