Fórmula 1 IndyCar
12 set
Evento encerrado
NASCAR Cup
25 out
Evento encerrado
R
Martinsville II
01 nov
Próximo evento em
4 dias
Stock Car Brasil
03 out
Evento encerrado
R
06 nov
Próximo evento em
9 dias
MotoGP
23 out
Evento encerrado
R
GP da Malásia
29 out
Canceled

VÍDEO: A era brutal do Grupo B e um carro que assustava até 'pilotos durões'

compartilhar
comentários

No episódio gratuito da Duke Classic Video, reviva o Mundial de Rally dos anos 1980, que foi simbolizado pelas máquinas do Grupo B

Durante o período de quarentena, o Motorsport.tv liberou episódios selecionados do rico acervo da Duke Classic Video. Se você gostar, não deixe de assinar o Motorsport.tv para ter acesso a mais de 750 episódios, apresentando milhares de horas de imagens digitalizadas exclusivas.

Visite o canal da Duke AQUI.

O ex-piloto de rali, Markku Alen, tem boas lembranças da era mais reverenciada do esporte. Em entrevista exclusiva, ele, conhecido como “Mr. Maximum Attack” ou "Sr. Ataque Máximo", falou um pouco sobre época mais brutal do rali, o Grupo B, nos anos 1980. 

Markku Alen

Markku Alen

Photo by: Motorsport Images

"Carro bonito, hein?" ele diz ele se referindo ao S4. “Carro bonito e as cores, tão fantásticas. Eu gosto desses patrocinadores legais. Martini sempre foi o melhor para mim.”

Três décadas depois, o modelo ainda resiste ao tempo. Parece totalmente moderno e profundamente capaz. Mas era brutal.

"Às vezes eu ficava com medo no S4", diz Alen. “Lembro que aqui em Ouninpohja, 1986, estávamos indo de lado e depois rodando em velocidade muito alta. Grande momento. Eu estava com medo dessa vez. Saí do estágio e a asa traseira estava faltando, sem força de tração. Muito assustador.”

Apenas alguns meses depois de ver seus companheiros de equipe Toivonen e Sergio Cresto morrerem em um incêndio no Tour de Corse, esses medos eram totalmente compreensíveis.

"Foi um momento muito ruim. Henri era um cara bom, durão. Piloto profissional, ele só queria a vitória, o segundo não é nada.”

Esse tempo foi ainda mais difícil para Alen, que perdeu seu companheiro de equipe favorito 12 meses antes, quando Attilio Bettega bateu de frente com uma árvore em sua Lancia 037.

“Você não pensava nas coisas naquela época", diz ele. “Sentado no tanque de combustível no S4. E espectadores, alguns eram muito estúpidos. Você estava guiando contra uma parede de pessoas, então ela se abriria. Não podíamos mudar a maneira como dirigíamos.

"Nas retas, o carro era louco", lembra Alen. "Muito rápido. Me lembro de quando testamos o Delta do Grupo A no final de 1986. ‘Ei, o que é isso? O carro não é nada."

Durante o período de quarentena, o Motorsport.tv liberou episódios selecionados do rico acervo da Duke Classic Video. Se você gostar, não deixe de assinar o Motorsport.tv para ter acesso a mais de 750 episódios, apresentando milhares de horas de imagens digitalizadas exclusivas.

Visite o canal da Duke AQUI.

 

 

Heroes: Michele Mouton conta como decidiu encerrar carreira no WRC

Artigo anterior

Heroes: Michele Mouton conta como decidiu encerrar carreira no WRC

Próximo artigo

Com Hamilton e Rossi no Top 10, jornal espanhol elege os 100 maiores atletas do século XXI

Com Hamilton e Rossi no Top 10, jornal espanhol elege os 100 maiores atletas do século XXI
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria WRC