Dakar: Dupla da MSL completa primeira etapa em terceiro entre os novatos da Challenger

Hinkelmann e Bianchini escalam 17 posições e finalizam o trecho cronometrado em 6h35m55s, na 19ª posição da categoria

Gunter Hinkelmann e Fabrício Bianchini

Gunter Hinkelmann e Fabrício Bianchini

Vinicius Branca

Gunter Hinkelmann e Fabrício Bianchini demonstraram competência e astúcia na primeira etapa da 46ª edição do Dakar, em disputa na Arábia Saudita, neste sábado (06). Na categoria Challenger (UTVs T3), a dupla da MSL Rally, que integra o time francês da BBR Motorsport, conseguiu escalar 17 posições na classificação geral da categoria, finalizando os 414 quilômetros de trecho cronometrado entre Al’Ula e Al Henakiyah em 6h35m55s, conquistando a 19ª posição e ficando em terceiro entre os Rookies (novatos) da divisão.

Apesar das várias quebras e trocas de pneus registrados no roteiro do dia, o UTV T3 Max (FIA) Taurus #343 da dupla deu conta do traçado desafiador da prova. Nos primeiros pontos de controle do trecho cronometrado até o km 225, a dupla vinha oscilando nos tempos entre a 11ª e a 13ª posição.

Leia também:

No trecho mais complicado do dia, o desempenho do conjunto deu uma queda, com o 18º lugar no km 281, 20º no km 318, e 21º no km 367. Já na chegada ao penúltimo waypoint (km 394) a performance melhorou, completando o trecho em 19º e mantendo a posição na linha de chegada.

Hoje a dupla da MSL Rally estava mais entrosada tanto entre sí quanto com a prova e o carro. Que por sinal, o Taurus T3 tem se mostrado um tanque de guerra. A evolução dele após o Marrocos é incrível. O carro é forte e foi posto a prova hoje. Não aqueceu, teve força e não quebrou em um dia onde um mar que carros quebrados dominaram a temática da prova foi motivo de conforto para a dupla. A segunda etapa promete ser um dia duro. A expectativa segue alta.

“Por mais experiência que tenhamos competir no Dakar não é para qualquer um e a prova de hoje deu essa amostra. Foi um percurso com um piso completamente diferente com o que estamos acostumados, estava repleto de rochas vulcânicas e bem complicado de passar. Nos trechos mais complicados, preferimos não arriscar para evitar qualquer problema, principalmente com os pneus, afinal é o primeiro dia. Teve parte do caminho que estava complicado de visualizar e nesse ponto o Fabrício foi fantástico e seguro. Mas estou satisfeito de ter chegado inteiro e finalizado esta primeira especial. Agora é revisar o carro e preparar para a pedreira deste domingo”, relata o piloto.

Para Bianchini, a especial também teve dificuldades na navegação. “Navegar hoje, definitivamente não foi uma missão para amadores. A atenção à planilha e aos pontos de referência exigiu muita concentração, pois tinham diversas mudanças súbitas de direção. E isso aliado à poeira no ar levantou ainda mais o sarrafo da dificuldade. Mas chegamos bem, e é o que importa e era nosso objetivo. E amanhã estaremos ainda mais atentos ao desafio”, promete o navegador.

Neste domingo (7), a segunda etapa da maior prova de off-road do planeta reserva um trecho de grandessíssimos desafios. De início, serão 30 km de dunas. No entanto, a maior parte da especial será de trechos rápidos, no qual a sorte favorecerá os corajosos, mas não os imprudentes. Com este percurso, o Dakar porá a resiliência dos competidores e a resistência de suas máquinas. E este será um longo dia no caminho para Al Duwadimi, com 192 quilômetros de deslocamentos e uma especial de 463 quilômetros.

O Dakar é o maior rali off-road do mundo e acontece sob regulamento do W2RC, o Mundial organizado pela FIA que conta com cinco etapas. A distância total percorrida pelos competidores da edição 2024 é de 7.891 km, nos quais 4.727 km são de especiais cronometradas. Este ano, o percurso do Dakar terá até 60% de trechos inéditos e em quase todas as etapas passam por dunas.

A novidade em 2024 será a etapa de 48 horas, a sexa da competição, partindo e chegando em Shubaytah, na região desértica chamada de “Quarteirão Vazio” (Empty Quarter), no deserto Rub’Al Khali, que cobre 650 mil km², sendo a maior área contínua coberta de areia no mundo. Neste trecho, os competidores têm horário determinado – até às 16 horas – para alcançarem um dos oito acampamentos para passar a noite. Assim, recebem duas horas para reparos nos veículos e têm suprimentos para dormir e completar a especial a partir das 7 horas da manhã do dia seguinte.

Esta é a estreia da MSL Rally no Dakar, mas não é a primeira vez da parceria de Gunter Hinkelmann e Fabrício Bianchini em eventos internacionais. A dupla atuou em conjunto no South América Rally Race (SARR), em fevereiro do ano passado, na Argentina, na qual ganhou a última etapa; no Rally Marrocos, em que venceu oito etapas; a última edição realizada do Rally Sertões, em que terminou na segunda colocação na categoria T1-FIA; e o Baja Portalegre 500, em setembro passado, disputado em Portugal, em que ficou em segundo lugar na categoria T8 no primeiro dia de competições.

O Dakar 2024 conta pontos para o Mundial de Rally Cross Country (FIA e FIM).

Para acompanhar o Dakar, na TV aberta, a Bandeirantes apresenta reportagens diárias in loco nos programas Jogo Aberto (11 horas) e Esporte Total (meia noite e meia), além de boletins nos semanais Band Esporte Clube (sábado, 13 horas) e Show do Esporte (domingo, 10 horas). Na TV por assinatura, o canal BandSports apresenta cobertura nas edições do programa Supermotor, com Celso Miranda, nos dias 10, 17 e 24 de janeiro (quartas-feiras), às 20 horas. A ESPN tem programas diários a partir das 20h30, até o dia 19 de janeiro, com apresentação de Thiago Alves  e comentários de  Edgard Mello Filho e Matheus Pinheiro.

DRUGOVICH e BORTOLETO na mesma equipe de F1? Brasileiros falam sobre 2024 e ALÉM na ASTON e McLAREN

Podcast #263 – Max mais incomodado? Briga pela P2 acirrada? O que esperar da F1 2024?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Be part of Motorsport community

Join the conversation
Artigo anterior Entre pedras e... banheiros, irmãos Baumgart finalizam etapa inicial do Dakar deixando "problema" para os ponteiros
Próximo artigo Dakar: Peterhansel vence e iguala recorde mas Sainz assume liderança nos carros; Medeiros vence e lidera nos quads

Top Comments

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Sign up for free

  • Get quick access to your favorite articles

  • Manage alerts on breaking news and favorite drivers

  • Make your voice heard with article commenting.

Motorsport prime

Discover premium content
Assinar

Edição

Brasil