Fórmula 1
R
GP da Austrália
12 mar
-
15 mar
Próximo evento em
44 dias
19 mar
-
22 mar
Próximo evento em
51 dias
02 abr
-
05 abr
Próximo evento em
65 dias
16 abr
-
19 abr
Próximo evento em
79 dias
30 abr
-
03 mai
Próximo evento em
93 dias
07 mai
-
10 mai
Próximo evento em
100 dias
21 mai
-
24 mai
Próximo evento em
114 dias
R
GP do Azerbaijão
04 jun
-
07 jun
Próximo evento em
128 dias
11 jun
-
14 jun
Próximo evento em
135 dias
25 jun
-
28 jun
Próximo evento em
149 dias
R
GP da Áustria
02 jul
-
05 jul
Próximo evento em
156 dias
R
GP da Grã-Bretanha
16 jul
-
19 jul
Próximo evento em
170 dias
30 jul
-
02 ago
Próximo evento em
184 dias
R
GP da Bélgica
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
212 dias
03 set
-
06 set
Próximo evento em
219 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Próximo evento em
233 dias
24 set
-
27 set
Próximo evento em
240 dias
08 out
-
11 out
Próximo evento em
254 dias
R
GP dos Estados Unidos
22 out
-
25 out
Próximo evento em
268 dias
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
275 dias
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
289 dias
R
GP de Abu Dhabi
26 nov
-
29 nov
Próximo evento em
303 dias

Andretti: F1 deveria ter 3º carro para pilotos convidados

compartilhar
comentários
Andretti: F1 deveria ter 3º carro para pilotos convidados
Por:
13 de set de 2018 21:09

Campeão de 1978 acredita que categoria deva utilizar entradas extras para ganhar popularidade em países como os EUA

Lenda da Fórmula 1, Mario Andretti acredita que as principais equipes do campeonato devam ter terceiros carros para pilotos convidados em determinados GPs.

O campeão mundial de 1978 teve sua primeira oportunidade na F1 nesta situação. E depois de ler a recente sugestão do chefe da Mercedes, Toto Wolff, de que equipes deveriam ter terceiros carros para os jovens pilotos, Mario quer que isso seja reintroduzido.

Em 1968, então líder da USAC IndyCar, Andretti guiou um terceiro carro da Lotus no GP dos Estados Unidos, em Watkins Glen, conquistando a pole position.

Leia também:

Três anos depois, ele dirigiu um terceiro carro da Ferrari em sete corridas, conquistando sua primeira vitória no GP da África do Sul;

"Estamos sempre buscando um ângulo para tentar promover a F1 de maneira diferente e tentar alcançar torcedores", disse Andretti ao Motorsport.com.

"Primeiro de tudo, foi assim que consegui entrar. Colin Chapman me deu um lugar em um time top em um carro competitivo, e essa é a razão pela qual eu estive na pole em um terceiro carro. Ganhei minha primeira corrida na África do Sul com um terceiro carro da Ferrari.”

"O meu ponto é que isso lançou minha carreira, porque eu tive um carro competitivo debaixo de mim.”

"A grande coisa para a F1 nos Estados Unidos é chegar a outra base de fãs. Você pode imaginar a promoção se Josef Newgarden, como campeão da IndyCar, fosse convidado pela Mercedes, ou pela Ferrari, ou pela Red Bull para pilotar um terceiro carro para o GP dos Estados Unidos? Mais 40 mil pessoas provavelmente comprariam ingressos.”

"Você pode se esconder atrás de coisas como a situação do motor, mas você pode trabalhar. O carro convidado poderia não somar pontos, por exemplo.”

"Não seria uma maneira interessante de aumentar a popularidade? Traga um piloto chinês, um piloto japonês. Qualquer país diferente para o qual você fosse, se tivesse um piloto estrela que a equipe estivesse disposta a dar uma oportunidade. Pelo menos mantenha a porta aberta para essa possibilidade.”

"Eu percebo que os tempos mudam, mas você pode imaginar o valor da promoção para o esporte? Eu acho que é imensurável."

A Andretti entende por que as equipes de meio de grid não querem ver entradas extras dos três primeiros colocados no grid, mas insiste que o valor do terceiro carro para a F1 é mais significativo.

"Concorrência é competição. Você está olhando para o quadro geral", acrescentou.

"Se de repente você tem que pensar em favorecer uma equipe, não é isso que faz você crescer. Você tem que usar cada bala na arma que puder para tentar avançar. Se a coisa se tornar mais popular, as equipes menores terão uma chance maior de conseguir um patrocinador maior também.”

"Qualquer equipe obviamente teria a oportunidade, não apenas as melhores equipes, mas qual é o objetivo de um atual campeão da Indy ir para a Sauber ou para a Haas, onde sua única chance talvez seja um top 10?"

"Quem for convidado também pode ter uma performance desastrosa, mas que assim seja. É disso que se trata."

Próximo artigo
Graças a Stroll, Force India terá inovações em Singapura

Artigo anterior

Graças a Stroll, Force India terá inovações em Singapura

Próximo artigo

Sainz: "Singapura é nossa melhor oportunidade do ano"

Sainz: "Singapura é nossa melhor oportunidade do ano"
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Adam Cooper