Após confirmar entrada na Fórmula E, Maserati não considera retorno à F1 no momento

Montadora italiana esteve presente no grid nos primórdios da F1, conquistando dois títulos de pilotos com Juan Manuel Fangio

Após confirmar entrada na Fórmula E, Maserati não considera retorno à F1 no momento
Carregar reprodutor de áudio

Na segunda (10), a Maserati fez um anúncio histórico confirmando seu retorno ao automobilismo com uma entrada na Fórmula E a partir do próximo ano. E o CEO da marca afirmou que o objetivo no momento é focar na participação da montadora no Mundial de carros elétricos, dizendo que "apenas o tempo dirá" sobre um possível retorno à Fórmula 1.

A Maserati foi uma das primeiras marcas a se juntar à F1 quando a categoria foi criada na década de 1950. No total, a montadora disputou 43 provas entre os GPs da Grã-Bretanha de 1950 e da Itália de 1957 como equipe oficial, fazendo nove poles e. nove vitórias. Depois disso, os carros da Maserati seguiram marcando presença no grid, mas apenas como entradas privadas.

Leia também:

A marca ainda conquistou dois títulos de pilotos, ambos com Juan Manuel Fangio, em 1954 (bicampeonato, quando ele dividiu a temporada entre Maserati e Mercedes) e 1957 (pentacampeonato). Os Mundiais de Construtores passaram a ser distribuídos apenas a partir de 1958.

Após muitos anos longe do esporte, a Maserati teve um programa de sucesso nos carros esportivos com o MC12, entre 2004 e 2010 no Mundial de GT da FIA e, desde então, manteve o foco apenas na produção de veículos de rua.

Davide Grasso, CEO da Maserati, foi questionado durante o anúncio da entrada da montadora na Fórmula E se isso seria o pontapé inicial de um envolvimento maior da marca no esporte, com participações em outras categorias no futuro, ao qual ele respondeu que "apenas o tempo irá dizer".

Grasso tratou de deixar claro que o foco da marca no momento é realizar um bom trabalho na F-E, mas destacou a importância da F1 para o mundo esportivo.

"O campeonato é liderado por meu amigo Stefano Domenicali, e só o tempo dirá se isso é uma especulação ou não", disse Grasso ao portal Race Fans. "Devemos esperar e focar na Fórmula E, que já é um grande passo para nós. Sim, a Fórmula 1 claramente é a líder mundial, o evento mais importante em termos de corridas de carro atualmente".

"A Fórmula 1 é uma grande competição e a Maserati já ganhou ali, inclusive foi campeã mundial com Juan Manuel Fangio há muitos anos. Essa pergunta não está fora do lugar, o que estaria fora do lugar seria minha resposta neste momento".

Editor revela BASTIDORES da cobertura ESPECIAL no GP DE SÃO PAULO: "Band ABRAÇOU a F1"

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #156 – Mariana Becker traz bastidores de Verstappen x Hamilton na F1 2021

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1 - Ocon "aprendeu muito" no primeiro ano com Alonso: "Um privilégio trabalhar com uma lenda como ele"
Artigo anterior

F1 - Ocon "aprendeu muito" no primeiro ano com Alonso: "Um privilégio trabalhar com uma lenda como ele"

Próximo artigo

VÍDEO: Como é a rotina de uma equipe no fim de semana de F1? Conheça tudo com a Aston Martin

VÍDEO: Como é a rotina de uma equipe no fim de semana de F1? Conheça tudo com a Aston Martin