Button admite que Abu Dhabi deve ser corrida final na F1

compartilhar
comentários
Button admite que Abu Dhabi deve ser corrida final na F1
Por:
Traduzido por: Gabriel Carvalho

Apesar de opção para voltar à McLaren em 2018, britânico crê que prova em Yas Marina será a última na categoria

Jenson Button, McLaren F1
Jenson Button, McLaren
(L to R): Fernando Alonso, McLaren with team mate Jenson Button, McLaren
Jenson Button, McLaren MP4-31
Jenson Button, McLaren MP4-31
Jenson Button, McLaren MP4-31 locks up under braking
Jenson Button, McLaren

Jenson Button não será piloto titular da McLaren em 2017, sendo substituído por Stoffel Vandoorne. Quando anunciou a decisão, o britânico disse que ainda tinha contrato com o time, permanecendo como embaixador e piloto reserva, podendo voltar em 2018 - caso fosse a vontade da equipe e do piloto.

Button, entretanto, admite que não deve retornar à Fórmula 1 e que o GP de Abu Dhabi, prova que encerra esta temporada, deve ser a última da carreira dentro da categoria. "Chego a este final de semana pensando que é minha última corrida, é o melhor jeito de ver as coisas no momento. Além disso, não quero mais correr na F1 - essa é a ideia", disse.

Creio que é minha corrida final e espero que os demais encarem da mesma forma. É verdade que tenho contrato para 2018, mas no momento digo que não vou correr em 2018. A ideia de ter um contrato serve para o caso de, daqui a três meses, eu perceber que preciso da F1 de volta em minha vida. No momento, não é o caso - então esta é a minha última corrida", afirmou.

Button deixa a F1 com um título, 15 vitórias e 50 pódios, dizendo-se orgulhoso do que alcançou em 17 temporadas.

"Tem sido uma longa jornada desde os oito anos de idade. Tudo o que fiz antes da F1 foi buscando chegar à categoria. Quando você chega, há muitos sonhos e a aspiração de ser alguém, deixando o esporte com boas memórias", destacou.

"É o que tenho destes 17 anos na F1: muitas memórias, momentos marcantes - e deixar a categoria tendo um título no bolso é um sentimento especial. Corri por duas equipes com as quais sonhava desde criança - Williams e McLaren - e conquistei um título por um time privado, o que é especial", ressaltou.

"São tantas lembranças que não consigo colocar todas na mesa no momento. Saio da F1 feliz com o que conquistei e sabendo que minha vida começa agora", completou.

Reportagem adicional por Jonathan Noble

Hamilton descarta tática de segurar Rosberg em Abu Dhabi

Artigo anterior

Hamilton descarta tática de segurar Rosberg em Abu Dhabi

Próximo artigo

Nasr crê que pontos o ajudem a permanecer na Sauber

Nasr crê que pontos o ajudem a permanecer na Sauber
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP de Abu Dhabi
Localização Yas Marina Circuit
Pilotos Jenson Button
Equipes McLaren
Autor Pablo Elizalde