Fórmula 1
R
GP da Austrália
12 mar
-
15 mar
Próximo evento em
46 dias
19 mar
-
22 mar
Próximo evento em
53 dias
02 abr
-
05 abr
Próximo evento em
67 dias
16 abr
-
19 abr
Próximo evento em
81 dias
30 abr
-
03 mai
Próximo evento em
95 dias
07 mai
-
10 mai
Próximo evento em
102 dias
21 mai
-
24 mai
Próximo evento em
116 dias
R
GP do Azerbaijão
04 jun
-
07 jun
Próximo evento em
130 dias
11 jun
-
14 jun
Próximo evento em
137 dias
25 jun
-
28 jun
Próximo evento em
151 dias
R
GP da Áustria
02 jul
-
05 jul
Próximo evento em
158 dias
R
GP da Grã-Bretanha
16 jul
-
19 jul
Próximo evento em
172 dias
30 jul
-
02 ago
Próximo evento em
186 dias
R
GP da Bélgica
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
214 dias
03 set
-
06 set
Próximo evento em
221 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Próximo evento em
235 dias
24 set
-
27 set
Próximo evento em
242 dias
08 out
-
11 out
Próximo evento em
256 dias
R
GP dos Estados Unidos
22 out
-
25 out
Próximo evento em
270 dias
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
277 dias
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
291 dias
R
GP de Abu Dhabi
26 nov
-
29 nov
Próximo evento em
305 dias

Chefe da Toro Rosso diz que carros mais “físicos” não garantem melhores corridas

compartilhar
comentários
Chefe da Toro Rosso diz que carros mais “físicos” não garantem melhores corridas
Por:
Traduzido por: Erick Gabriel
17 de jun de 2019 17:45

Franz Tost compara preparação física dos pilotos atuais da F1 com os do passado, dizendo que muitos deles não estava aptos a competir

A F1 trouxe um novo modelo de carro em 2017, com pneus mais largos, mais agressivos e mais rápidos também, mas Lewis Hamilton falou várias vezes sobre os pilotos precisarem enfrentar um desafio físico maior.

No entanto, o chefe da Toro Rosso, Franz Tost, não acredita que teríamos pilotos exauridos como Nelson Piquet e Nigel Mansell estiveram nos anos 1980.

Leia também:

Ele apontou para o nível de experiência que os pilotos chegam à F1, graças aos anos de kart e em categorias de acesso, e um foco de dieta mais moderno e de preparo físico torna a geração atual a mais adequada para a história da F1.

"Claro, você não pode comparar hoje com, deixe-me dizer, 20 ou 30 anos atrás, quando Nelson Piquet e Nigel Mansell ou quem desmoronava depois de uma corrida", disse Tost.

"Eles nunca viram um centro fitness e alguns deles estavam fumando também e antigamente, me lembro que alguns carros não terminavam corridas e depois falaram sobre problemas na caixa de câmbio.”

"Ei, eles estavam fumando antes e não estavam aptos o suficiente para terminar a corrida e, em seguida, colocaram em qualquer marcha para que o carro parasse. Eles não estavam aptos o suficiente. Esta é a realidade."

No entanto, Tost acredita que os fãs da F1 devem estar felizes em testemunhar a habilidade da era atual.

"Hoje em dia temos pilotos muito bons na Fórmula 1", disse ele. "Portanto, você não vê acidentes, que de um lado é muito bom, mas do ponto de vista da diversão, é chato.’

"Amigos meus dizem que você nem vê um acidente depois da largada na primeira curva porque todos conseguem fazê-la de modo limpo.”

"É porque o nível é muito alto, acho que o mais alto que já vimos na Fórmula 1 e isso nós devemos continuar.”

"Isso não tem nada a ver apenas com a Fórmula 1, isso é em todos os outros esportes também. Acho que devemos ficar felizes em ver esses pilotos em ação."

Nigel Mansell, Williams

Nigel Mansell, Williams

Photo by: Sutton Images

Próximo artigo
Ecclestone curte show das Spice Girls com Horner, Verstappen e Gasly

Artigo anterior

Ecclestone curte show das Spice Girls com Horner, Verstappen e Gasly

Próximo artigo

Ferrari terá “pequenas melhorias” para o GP da França de Fórmula 1

Ferrari terá “pequenas melhorias” para o GP da França de Fórmula 1
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Scott Mitchell