Fórmula 1
19 mar
-
22 mar
Próximo evento em
23 dias
02 abr
-
05 abr
Próximo evento em
37 dias
30 abr
-
03 mai
Próximo evento em
65 dias
07 mai
-
10 mai
Próximo evento em
72 dias
21 mai
-
24 mai
Próximo evento em
86 dias
R
GP do Azerbaijão
04 jun
-
07 jun
Próximo evento em
100 dias
11 jun
-
14 jun
Próximo evento em
107 dias
25 jun
-
28 jun
Próximo evento em
121 dias
R
GP da Áustria
02 jul
-
05 jul
Próximo evento em
128 dias
R
GP da Grã-Bretanha
16 jul
-
19 jul
Próximo evento em
142 dias
30 jul
-
02 ago
Próximo evento em
156 dias
R
GP da Bélgica
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
184 dias
03 set
-
06 set
Próximo evento em
191 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Próximo evento em
205 dias
24 set
-
27 set
Próximo evento em
212 dias
08 out
-
11 out
Próximo evento em
226 dias
R
GP dos Estados Unidos
22 out
-
25 out
Próximo evento em
240 dias
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
247 dias
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
261 dias
R
GP de Abu Dhabi
26 nov
-
29 nov
Próximo evento em
275 dias

Chefe nega que Renault tenha herdado quarto lugar em 2018

compartilhar
comentários
Chefe nega que Renault tenha herdado quarto lugar em 2018
Por:
22 de dez de 2018 13:45

Cyril Abiteboul acredita que maneira como equipe lidou com “problemas” foi crucial para conquista

O diretor da Renault, Cyril Abiteboul, disse em entrevista ao Motorsport.com que o quarto lugar da equipe no campeonato mundial de Fórmula 1 na temporada de 2018 é satisfatório, justamente porque não há dúvidas sobre isso e elogiou os envolvidos pelo feito.

"É oficial, claro, não há debate", declarou. "Há dúvida quando você soma mais pontos do que Force India ou Haas? É claramente um quarto lugar.”

"Mas não foi uma temporada fácil. Em muitas ocasiões com certeza não tínhamos o quarto melhor carro. Então, eu realmente gostaria de dar crédito à equipe de corrida, incluindo os pilotos, que fizeram um trabalho notável.”

Para Abiteboul, a maneira como a equipe encarou os problemas técnicos fez a diferença para entrega do resultado.

"Eu acredito que a Haas tinha um carro mais veloz, mas não é só o carro, é a maneira de operá-lo, e novamente é por isso que eu quero dizer essas palavras sobre a nossa equipe e pilotos.”

"Em muitas ocasiões, estávamos com as costas para a parede, tendo que lidar com alguns problemas na garagem, na estratégia, lidando também com a situação do pneu na qualificação.” 

“E em muitas ocasiões foi difícil, mas mostramos resiliência e, no geral, conseguimos essa posição, que era nossa ambição para este ano”, acrescentou.

Sobre as metas para 2019, o responsável da Renault disse que o próximo passo é desafiar as três melhores equipes, Mercedes, Ferrari e Red Bull, mas reconhece que será uma tarefa difícil.

"Agora, precisamos ter uma meta maior. Estamos cientes de que existe um mundo entre onde estamos e onde queremos estar. Isso nos dá ainda mais energia para trabalhar ainda mais durante o inverno."

Cyril Abiteboul, Renault Sport F1 Managing Director on the pit wall gantry

Cyril Abiteboul, Renault Sport F1 Managing Director on the pit wall gantry

Photo by: Mark Sutton / Sutton Images

Próximo artigo
Alonso: Mudanças no carro de 2018 renderam "apenas desvantagens"

Artigo anterior

Alonso: Mudanças no carro de 2018 renderam "apenas desvantagens"

Próximo artigo

Sainz diz que Alonso poderia andar bem no Dakar

Sainz diz que Alonso poderia andar bem no Dakar
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Renault Sport
Autor Adam Cooper