Fórmula 1
10 out
-
13 out
Evento encerrado
24 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
14 nov
-
17 nov
Evento encerrado
28 nov
-
01 dez
Evento encerrado

Corrida ruim na Austrália deixa Ferrari confusa sobre causas

compartilhar
comentários
Corrida ruim na Austrália deixa Ferrari confusa sobre causas
Por:
18 de mar de 2019 14:28

Chefe da equipe diz que terá de analisar desempenho do SF90 na Austrália para entender o que melhorar para sequência do mundial

A Ferrari ainda não entende por que sua boa forma dos testes de pré-temporada se traduziu em um decepcionante GP da Austrália, onde o time enfrentou problemas de equilíbrio e de pneus.

Questionado pelo Motorsport.com sobre o inesperado fim de semana e o que descobriu para explicar as dificuldades do time, o diretor da equipe Ferrari, Mattia Binotto, disse: "acho que você está certo, não é o que esperávamos. Os testes de inverno foram certamente diferentes”.

Leia também:

"Desde sexta-feira no TL1 nunca encontramos o equilíbrio certo no carro e tivemos dificuldade com os pneus.”

"Tentamos diferentes abordagens durante o fim de semana, mas devo dizer que nunca conseguimos o equilíbrio certo. A equipe ficou infeliz na qualificação, e quando você está em condições de parque fechado [nas quais mudanças de acerto não são permitidas antes da corrida] é isso o que você tem. O desempenho está simplesmente refletindo no que tivemos na qualificação também.”

"Nós não encontramos o equilíbrio certo. Estávamos com falta de aderência. Mas nós entendemos isso ainda? Provavelmente não. É algo que precisamos voltar, analisar todos os dados e tentar avaliar o que aconteceu."

Sebastian Vettel e seu novo companheiro de equipe, Charles Leclerc, descreveram o carro como ágil e fácil de dirigir há algumas semanas, mas o circuito de Albert Park, em Melbourne, é muito diferente do de Barcelona.

A pista da Austrália tem baixa aderência, é mais lenta e tem mais ondulações, enquanto temperaturas ambiente e de pista mais altas valorizam a preparação e o gerenciamento de pneus.

A volta também inicia com duas curvas rápidas à direita e à esquerda, o que exige que o piloto tenha confiança no carro – algo que Vettel disse que faltou durante todo o final de semana. No ano passado, o time teve dificuldades semelhantes na Austrália, mas venceu devido a uma sorte em um período de Safety Car Virtual.

Depois disso, Vettel se classificou na pole no Bahrein e venceu novamente, com a Ferrari saindo com o carro mais rápido no início da temporada.

No entanto, Vettel descartou a comparação, alegando que as dificuldades do ano passado na Austrália foram por causa do comportamento difícil da traseira do carro. Ele disse que a Ferrari teve melhorias no Bahrein, o que desencadeou uma reviravolta.

"O problema não tem nada a ver com o que vimos no ano passado", disse ele. "Ainda assim o carro de 2019, todos os seus números e assim por diante, fazem sentido.”

"Claramente estamos perdendo alguma coisa. Agora não temos uma resposta, mas tenho certeza que encontraremos alguma coisa. Sabemos que o carro é melhor do que o que vimos, não apenas hoje, mas todo o final de semana."

Próximo artigo
Williams é único time da F1 a não bater tempo de classificação feito em 2018

Artigo anterior

Williams é único time da F1 a não bater tempo de classificação feito em 2018

Próximo artigo

Leclerc começa na Ferrari sofrendo mesmo 'pesadelo' de Rubinho e Massa

Leclerc começa na Ferrari sofrendo mesmo 'pesadelo' de Rubinho e Massa
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Austrália
Equipes Ferrari Compre Agora
Autor Scott Mitchell