Fórmula 1
04 set
Próximo evento em
24 dias
R
GP da Toscana
11 set
Próximo evento em
31 dias
R
GP de Singapura
17 set
Canceled
R
GP da Rússia
25 set
Próximo evento em
45 dias
R
GP do Japão
08 out
Canceled
R
GP dos Estados Unidos
23 out
Canceled
R
GP do México
30 out
Canceled
R
GP do Brasil
13 nov
Canceled
R
GP de Abu Dhabi
27 nov
Próximo evento em
108 dias

'Declaração de guerra': veja como o GP da Áustria de F1 gerou uma grande treta entre Mercedes e Red Bull

compartilhar
comentários
'Declaração de guerra': veja como o GP da Áustria de F1 gerou uma grande treta entre Mercedes e Red Bull
7 de jul de 2020 15:38

Sucessão de fatos em Spielberg levou a um clima tenso entre equipes e pilotos

O GP da Áustria, que abriu a temporada 2020 da Fórmula 1 no último fim de semana, não ficou marcado apenas pela vitória categórica de Valtteri Bottas e pelas grandes atuações de Charles Leclerc e Lando Norris. O evento de Spielberg também gerou uma grande treta entre Mercedes e Red Bull, que rivalizaram em um clima tenso desde os treinos livres.

O 'conflito' entre as equipes vem desde a pré-temporada, quando o time alemão mostrou ao mundo o Sistema de Direção de Eixo Duplo (DED). E a equipe austríaca disse que iria protestar contra a nova tecnologia caso ela fosse utilizada no campeonato deste ano.

Leia também:

Dito e feito: a Mercedes usou o DED no último fim de semana e foi alvo de protesto da Red Bull. Entretanto, a Federação Internacional de Automobilismo (FIA), que já proibiu o sistema para 2021, liberou o uso da tecnologia em 2020. Por isso, a equipe alemã foi inocentada.

Porém, o protesto relativo ao DED não foi o único do time de energéticos contra a Mercedes. No domingo, antes da corrida, a Red Bull apresentou novas provas de uma infração cometida por Lewis Hamilton no treino classificatório. O hexacampeão havia sido inocentado no sábado, mas a punição por desrespeito a bandeira amarela foi confirmada no dia da prova, de modo que o britânico caiu do segundo para o quinto lugar do grid de largada.

Na corrida, Hamilton foi protagonista de incidente polêmico, pelo qual foi punido com acréscimo de 5s no tempo de prova após toque com Alexander Albon. O piloto, que corre pela Red Bull, levou a pior e acabou no fim do pelotão. Foi o segundo incidente entre os dois desde o GP do Brasil de 2019, no qual o tailandês também levou a pior.

Depois da etapa austríaca, o que se viu foi uma série de discordâncias entre os pilotos e os chefes das equipes. Christian Horner, da Red Bull, cornetou Hamilton pela batida. Já Toto Wolff, da Mercedes, 'declarou guerra' ao time rival. É o que o Motorsport.com explica no vídeo abaixo, com detalhes sobre a treta entre as escuderias. Confira:

PODCAST: Entrevista com Bruno Senna: a trajetória no automobilismo e histórias com tio Ayrton Senna

 

Ex-pilotos detonam Vettel por performance na Áustria: "Na F1, você só é tão bom quanto sua última corrida"

Artigo anterior

Ex-pilotos detonam Vettel por performance na Áustria: "Na F1, você só é tão bom quanto sua última corrida"

Próximo artigo

Análise técnica: as atualizações apresentadas por Mercedes, Red Bull e Renault no GP da Áustria de F1

Análise técnica: as atualizações apresentadas por Mercedes, Red Bull e Renault no GP da Áustria de F1
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1