Domenicali não vê falta de competitividade em 2022 como empecilho para futuro da Fórmula 1

CEO da categoria está confiante que temporada 2023 terá final apoteótico como Abu Dhabi no ano passado

World Champion Max Verstappen, Red Bull Racing

O CEO da Fórmula 1, Stefano Domenicali, minimizou qualquer sugestão de que a falta de competitividade e o 'fim' antecipado da batalha pelo título mundial de 2022 afetará o interesse nas corridas que restam ainda neste ano e para o futuro da categoria.

Em contraste com o final 'apoteótico' do ano passado em Abu Dhabi, Max Verstappen conquistou o campeonato mundial de 2022 em Suzuka com quatro rodadas ainda por disputar, enquanto sua equipe Red Bull garantiu a versão de construtores corrida seguinte, nos EUA.

Leia também:

Domenicali diz que ainda há muito interesse nas corridas restantes de 2022 e insiste que não haverá impacto negativo nos negócios da F1. Ele também está confiante de que a luta do próximo ano será mais competitiva e potencialmente irá para o último 'round' mais uma vez.

“Bem, na verdade, não vemos nenhum tipo de risco”, disse ele quando perguntado em uma ligação com analistas de Wall Street se a falta de um confronto pelo título seria ruim para as finanças da categoria. “Em primeiro lugar, temos a última corrida com ingressos esgotados e os números são muito bons. A atenção será direcionada, é claro, para outras lutas pela perspectiva esportiva. Isso faz parte das corridas.

“E gostaria de acrescentar, se me permite, estamos totalmente positivos sobre o impacto que a mudança de regulamentação trouxe este ano e não podemos deixar de comentar o fato de que uma equipe, mais especificamente neste caso a Red Bull, ou Max Verstappen, fez um trabalho incrível. Talvez algumas outras equipes não tenham aproveitado as oportunidades certas."

“Mas o que vimos na pista são corridas roda a roda. Isso é o que queríamos. Estou totalmente confiante de que ano que vem a luta na pista chegará até o final do calendário e como você verá, nas últimas corridas, no lado esportivo há muita atenção.

“Existe uma luta das equipes por posições em relação à perspectiva financeira. Haverá muito interesse em jogo no Brasil e em Abu Dhabi."

Stefano Domenicali, CEO, Formula 1

Stefano Domenicali, CEO, Formula 1

Photo by: Carl Bingham / Motorsport Images

Domenicali também rebateu qualquer sugestão de que problemas econômicos na Europa possam afetar as vendas de ingressos da F1 e, portanto, a receita em 2023.

“Primeiro de tudo, sendo um campeonato mundial, podemos espalhar pelo mundo o risco de ter esse tipo de situação para gerenciar”, disse ele. “Por outro lado, o fato de termos acordos de longo prazo reduzirá a exposição a esse risco. O que posso compartilhar com vocês é que já vemos um número incrível de pré-inscrições com relação à emissão de ingressos do próximo ano.

“Este é um bom sinal que estamos vendo principalmente na Europa, onde está claro que esta recessão está ocorrendo. Mas acho que a maneira como estamos estruturados, a maneira como fizemos os negócios, nos permitirá avançar nessa direção. Portanto, eu diria que esta situação atual nos permite pensar que devemos ser otimistas neste contexto. Claro, nós monitoramos, mas é isso que vemos hoje."

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast Motorsport.com debate se punição à RBR 'saiu barato': o 'crime compensa' na F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1 - Coro de octa, tributo a Senna, Abu Dhabi e mais: os destaques da homenagem a Hamilton na Câmara
Próximo artigo RETA FINAL: Hamilton 'brasileiro' e Verstappen também em Brasília; a prévia para o GP de São Paulo

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil