Drugovich inaugura o Programa de Jovens Pilotos da Aston Martin na Fórmula 1

Campeão da Fórmula 2 participará do primeiro treino oficial do GP de Abu Dhabi em novembro

Felipe Drugovich, piloto reserva de Aston Martin

Recém coroado campeão da Fórmula 2, título conquistado neste sábado (10) no Circuito de Monza, na Itália, o brasileiro Felipe Drugovich foi anunciado nesta segunda-feira (12) como o primeiro membro do programa de jovens pilotos da equipe Aston Martin Aramco Cognizant Formula One™ Team.

Drugovich, de 22 anos, venceu cinco corridas nesta temporada para conquistar o Campeonato de Fórmula 2 FIA e assinou seu contrato com a equipe da F1 no mesmo dia em que foi coroado campeão. O Young Driver Program foi projetado em conjunto com os engenheiros e a gerência da Aston Martin e destina-se a fornecer uma “escada” para os pilotos juniores chegarem à Fórmula 1.

Leia também:

Como membro do programa, Felipe se tornará um dos pilotos reserva da equipe e pilotará no primeiro treino oficial no Grande Prêmio de Abu Dhabi, que será realizado entre os dias 18 e 20 de novembro, substituindo Lance Stroll.

O brasileiro participará do teste de jovens pilotos no Yas Marina Circuit e em 2023 realizará um extenso programa de testes ao volante do carro AMR21 de 2021, também participando de GPs selecionados como membro da equipe.

“Tornar-me membro do Programa Aston Martin Young Driver é uma oportunidade fantástica para mim – e só contribui para o que foi uma temporada extremamente agradável e bem-sucedida em 2022", disse Drugovich. "Vencer na Fórmula 2 há muito é considerado o melhor ponto de partida possível para uma carreira na Fórmula 1, e vejo meu papel na Aston Martin como ferramenta para dar o próximo passo crucial".

"Para mim, 2023 será uma curva de aprendizado. Trabalharei com a equipe de F1, mas meu objetivo principal é aprender e me desenvolver como piloto. Espero que isso me dê a oportunidade de correr na Fórmula 1 no futuro”.

“O Felipe mostrou incrível talento, determinação e consistência para vencer o Campeonato de Fórmula 2 FIA deste ano", declarou o chefe da Aston Martin, Mike Krack. Lembro-me particularmente de suas fantásticas vitórias de Sprint e Feature em Barcelona em maio, que foram extremamente impressionantes".

"Estamos muito satisfeitos por ele se juntar a nós como membro do nosso Programa de Jovens Pilotos e esperamos recebê-lo como parte de nossa equipe em Abu Dhabi em novembro”.

“Estou muito orgulhoso por ter inaugurado o Programa Aston Martin Young Driver", disse o presidente executivo Lawrence Stroll. "Acredito muito em recompensar jovens talentos e esta é uma maneira fantástica de ajudar a desenvolver a próxima geração de pilotos de corrida".

"Vimos e admiramos o caminho de Felipe para o sucesso na Fórmula 2 este ano e pretendemos fornecer a ele todas as habilidades e experiência necessárias para poder dar o próximo passo em sua carreira. Com o tempo, seria a validação definitiva se ele se tornasse um piloto de Fórmula 1, juntando-se ao grande panteão de pilotos brasileiros como Emerson Fittipaldi e Ayrton Senna”.

VÍDEO: Rico Penteado analisa ida de Felipe Drugovich para a Aston Martin

PODCAST #194 - Qual será o futuro de Felipe Drugovich?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Horner sugere que Honda pode colaborar com o projeto Red Bull Powertrains em 2026
Próximo artigo F1: Wolff acredita que Abu Dhabi deu confiança à FIA para seguir as regras em Monza

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil