Ecclestone fica na F1 mesmo com a mudança dos proprietários, afirma Mosley

O ex-Presidente da FIA, Max Mosley acredita que Bernie Ecclestone ficaria à frente do comando da F1, mesmo com a venda de parte da categoria a novos donos.

Ecclestone fica na F1 mesmo com a mudança dos proprietários, afirma Mosley
Bernie Ecclestone
Bernie Ecclestone
Donald Mackenzie, CVC Capital Partners Managing Partner, Co Head of Global Investments com Bernie Ecclestone,
Carregar reprodutor de áudio

Como foi revelado nesta semana, a empresa RSE Ventures em parceria com uma empresa do Catar estão se candidatando para compra de cerca de 35% das ações da Fórmula 1, junto a atual detentora, o Grupo CVC (Citigroup Ventures Capital). Entretanto, mesmo com novos donos, a categoria ainda ficaria sob comando de Bernie Ecclestone, pelo menos é o que acredita o ex-presidente da FIA, Max Mosley.

Em entrevista para a rádio BBC de Londres, Mosley opinou sobre a possível mudança de proprietários na Fórmula 1. "Eu acho que ainda é muito cedo para uma possível aquisição. Porque antes que eles façam realmente a mudança, vai levar um tempo", afirma.

O ex-Presidente da FIA ainda comentou como seria a situaçao de Bernie Ecclestone, que hoje é presidente da FOM, empresa que administra a categoria - "eu acho que o papel do Bernie não será alterado – a menos que, e até que ele deseje alterar. Porque ele é a pessoa que conseguiu vendê-la (a F1) em qualquer lugar", acredita.

"Tenho certeza de que a CVC tem pensado no fato de ter um comandante executivo de 84 anos. Mas o fato é que não existe ninguém que faz o trabalho tão bem quanto ele. Essa é a minha intuição", acrescentou.

Ao ser perguntado sobre Ecclestone, Mosley não poupou elogios ao chefão da F1 - "eu acho que ele é incrível, a maneira como ele leva a sua função. A maioria de nós, quando chegamos a uma certa idade, ficamos cada vez mais cansados, levando em consideração que eu sou mais jovem que ele. Outro dia eu perguntei a ele se não sentia cansado durante a tarde, e ele disse, em seguida - 'o telefone toca, os e-mails chegam e a adrenalina vem'", relembrou.

Erros estratégicos

Mosley ainda comentou que os altos custos da categoria é o maior problema na atualidade: "Eu acho que houve alguns erros estratégicos, mas o principal é o porque a categoria se tornou tão cara, pois temos três equipes que gastam uma quantidade alta de dinheiro e outras que sofrem com a falta de verba, o que acaba deixando a F1 desnivelada", explicou.

 

compartilhar
comentários
Representantes de Monza revelam não ter interesse em revezar o GP da Itália
Artigo anterior

Representantes de Monza revelam não ter interesse em revezar o GP da Itália

Próximo artigo

Red Bull pode brigar com a Williams em Silverstone, afirma Ricciardo

Red Bull pode brigar com a Williams em Silverstone, afirma Ricciardo