F1: Alpine revela que problemas no motor foram consequências do porpoising

Alonso perdeu uma unidade de potência no GP da Arábia Saudita, enquanto o motor do carro de Ocon teve que ser substituído por precaução antes da classificação em Ímola

F1: Alpine revela que problemas no motor foram consequências do porpoising
Carregar reprodutor de áudio

Os problemas de confiabilidade do motor da Alpine no início da temporada de 2022 da Fórmula 1 foram uma consequência do porpoising e não de qualquer fraqueza inerente ao design, revelou a equipe.

Enquanto a equipe mostrou um ritmo forte no início da campanha, Fernando Alonso e Esteban Ocon sofreram dramas com o motor.

Leia também:

Alonso já perdeu uma unidade de potência como resultado de um problema na bomba de água no GP da Arábia Saudita, enquanto o motor do carro de Ocon teve que ser substituído por precaução antes da classificação em Ímola.

Falando antes do GP da Emilia Romagna, o chefe de motores da equipe disse que os problemas que está enfrentando estão mais relacionados às consequências do porpoising do que qualquer coisa inerentemente errada com seu conceito de design.

Os intensos tremores e impactos com a pista que os carros de 2022 da F1 estão experimentando graças ao porpoising levaram alguns componentes ao limite, o que desencadeou as primeiras dores de cabeça da Alpine.

Bruno Famin, que é diretor executivo da divisão de motores da Renault em Viry-Chatillon, disse ao Motorsport.com: “Acho que a nova geração de carro, com o novo chassi e a nova aerodinâmica, está gerando um nível diferente de restrição no carro."

“Os carros são muito rígidos, muito baixos e têm um impacto bastante grande. Os problemas que tivemos não eram do ICE (Internal Combustion Engine). Eles eram de componentes ao redor do ICE, infelizmente, com algum impacto às vezes no ICE."

“O ICE em si é muito bom. Não temos um único problema no ICE, mas os impactos estão gerando novos níveis de limitação que estamos resolvendo."

“O problema que tivemos em Jeddah com o motor do Fernando [problema na bomba de água], já pedimos uma modificação na FIA. Isso foi aceito. A modificação já está no motor para este final de semana.”

Famin deixou claro que a Alpine não era a única com problemas de confiabilidade.

“Todos os fabricantes estão enviando solicitações de confiabilidade para a FIA, e isso é público entre os fabricantes de unidade de potência”, disse ele. “Vemos que não somos os únicos a ter pequenos problemas de confiabilidade."

“Mas quando você está falando sobre um período de congelamento de quatro anos, acho que você não tem outra escolha a não ser usar o melhor motor possível, sabendo que a FIA não aceitará nenhuma modificação, nenhuma melhoria, em termos de desempenho. algumas modificações para problemas de confiabilidade.”

Enquanto o motor saudita de Alonso está fora de ação, Famin confirmou que a unidade de potência com a qual o piloto espanhol começou a temporada, mas foi retirada por precaução para a Arábia Saudita, agora estava de volta e poderia ser reutilizada.

No entanto, a situação da primeira unidade de potência de Ocon não foi tão clara, pois a Renault enfrentou problemas em termos de como inspecioná-la sem quebrar os selos da FIA.

"Ainda estamos investigando", disse ele. “O problema que temos com o motor de Esteban é que gostaríamos de colocá-lo no dinamômetro novamente para ver se ele pode continuar. Mas, infelizmente, não é possível com os regulamentos da FIA."

“Não podemos colocar o motor no dinamômetro sem quebrar o selo. E nosso problema é que não podemos entender completamente o problema sem quebrar o selo. É por isso que estamos fazendo todo o possível para não abrir o motor sem tocar no selo da FIA para tentar entender o problema", concluiu.

VÍDEO: Vai ter chuva na Corrida Sprint de Ímola?

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast debate classificação para o GP da Emilia Romagna, com Verstappen na pole

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
A curiosa "Última Ceia" da F1 em Ímola
Artigo anterior

A curiosa "Última Ceia" da F1 em Ímola

Próximo artigo

F1: Como a Mercedes tenta resolver problemas "dolorosos" que atrapalham Hamilton

F1: Como a Mercedes tenta resolver problemas "dolorosos" que atrapalham Hamilton