F1: Após parceria com Porsche 'melar', Marko admite interesse de outras marcas na Red Bull

Consultor da equipe deixou claro que no momento equipe não precisa de ninguém, mas está aberta para eventual acordo

Christian Horner, Team Principal, Red Bull Racing, Helmut Marko, Consultant, Red Bull Racing

Red Bull e Porsche não estarão mais juntas na Fórmula 1. O acordo acabou caindo por terra, mas desde então, de acordo com o conselheiro da equipe, Helmut Marko, outras marcas mostraram interesse em se juntar a Red Bull.

Tudo parecia caminhar perfeitamente para que o anúncio da entrada da Porsche na F1 acontecesse, a montadora inclusive tinha chegado a registrar o slogan "F1nally" e gerado grande expectativa em todos sobre quando finalmente oficializariam o acordo.

Leia também:

Mas, uma divergência em razão ao valor das ações e quem estaria no comando da equipe acabou sendo motivo para o fim da parceria. Contudo, de acordo com Marko - em entrevista à rádio austríaca OE3, desde que o fim da negociação com a Porschei veio à tona, outras marcas apareceram interessadas em estar ao lado da Red Bull, mesmo com a equipe entendendo que é completamente autossuficiente.

"Surpreendentemente, recebemos alguns inquéritos [de outras marcas] agora que o cancelamento da Porsche se tornou oficial”, revelou. “Não precisamos de ninguém neste momento. Mas se se verificar que existem sinergias e vantagens, então estamos abertos."

O conselheiro da Red Bull também contou um pouco mais sobre os motivos que levaram ao fim da parceira entre as duas marcas.

“No decurso das conversações, tornou-se claro que, para o projeto global, esta cooperação não teria trazido qualquer vantagem a nenhuma das partes”, disse Marko. “A eficiência da Red Bull Racing foi primordial, a equipa deve continuar a ser tão bem-sucedida como tem sido nos últimos dez ou doze anos”.

“Estamos numa boa posição. Temos o piloto mais rápido da grid até 2028, temos Adrian Newey, o melhor projetista, e temos uma fábrica de motores que está totalmente operacional dentro de 55 semanas, o primeiro motor já funcionou, o que significa que somos completamente autossuficientes."

Vale lembrar que a Honda volta a ser um nome fortemente ligado a Red Bull. Ao lado da equipe até 2025, a montadora, recentemente, deixou a entender que pode renovar a parceria para além do contrato atual.

Podcast #195 - Fantasma de Abu Dhabi assombra Monza: o que mudar na F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 
 
 
 
 
 
 

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Após 'veto' a Herta, veterano da Indy detona F1 e cita pagantes: "Fatos"
Próximo artigo Executivo da Fórmula 1 abre possibilidade de mais corridas nos EUA

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil