F1 atrai público mais jovem e diverso, diz pesquisa global

Pesquisa foi conduzida pelo Motorsport Network em parceria com a F1 e a Nielsen Sports, ouvindo mais de 167 mil fãs ao redor do mundo

F1 atrai público mais jovem e diverso, diz pesquisa global

Segundo a Pesquisa Global 2021, conduzida pelo Motorsport Network em parceria com a Fórmula 1 e a Nielsen Sports, os fãs da categoria estão se tornando cada vez mais jovens e mais diversos.

A pesquisa, que atingiu mais de 167 mil fãs de 187 países, teve uma idade média de 32 anos, quatro a menos que a última edição, feita em 2017, enquanto a participação feminina dobrou em quatro anos.

Leia também:

Essa tendência reflete bem na abordagem da F1 com foco no digital e em projetos como a série documental da Netflix Drive to Survive. Essa audiência mais jovem, que indicou que segue o esporte a menos de cinco anos, teve o maior crescimento em mercados como Estados Unidos, Índia, China e México.

"Aumento de diversidade e um público mais jovem nos permite ser mais ricos em termos de poder capturar a atenção de mais pessoas", disse o CEO Stefano Domenicali. "Isso é algo que vimos o efeito ao adotar a linguagem correta, a narrativa ideal e as ferramentas ideais, que são mais próximas da geração mais jovem".

"Isso é algo que vamos levar além. É com certeza algo encorajador e uma busca importante para nos mantermos no futuro".

"Consigo ver resultados similares nos próximos quatro ou cinco anos se compararmos a média de idade das pessoas que estão comprando ingressos para os GPs, e isso também nos leva a imaginar como o evento fica incrível quando as pessoas comparecem. É ótimo ver a imagem do futuro que temos com essa pesquisa".

"Tomamos esses resultados de modo sério. Sem os fãs não estaríamos aqui. Apesar das diferentes áreas, culturas, ver as tendências que emergem é realmente crucial para nós tomarmos as decisões corretas para o futuro".

Fernando Alonso, da Alpine, comentou sobre o assunto: "Há uma geração mais jovem seguindo a F1, então fico feliz em ver o que eles acham do esporte. Acho que a base de fãs é diferente da de antes, com a Netflix nos últimos três anos e mais".

"Essas pesquisas são muito importantes. Tivemos uma há alguns anos, com alguns resultados bem interessantes e essa é a maior de todas, então dará respostas ainda mais interessantes dos fãs".

A pesquisa contou também com uma penetração geográfica ainda maior, com uma resposta dobrada em comparação à 2017 em áreas como Ásia-Pacífico, África e Oriente Médio.

A positividade dos fãs também foi refletiva no top 5 de atributos da marca, identificada pelo público como "emocionante", "tecnológico", 'competitivo", "caro" e "entretenimento". É a primeira vez que "competitivo" e "entretenimento" aparecem nesta lista, sendo que, em 2015, "chato" foi um dos mais votados.

Quando questionado se a F1 está mais saudável do que antes, 55% dos fãs concordaram. Aumentos também foram registrados em atributos-chave como "entrega de corridas emocionantes", "apresenta os carros mais rápidos", "apresenta os melhores pilotos" e "tem tecnologia pioneira".

O atributo "tem muitas ultrapassagens" foi o único que apresentou uma redução, provando a necessidade da geração de carros de 2022 nesse sentido.

"A boa notícia é que a ação já foi tomada", disse Domenicali. "Em 2022 veremos uma nova era de carros que melhorará a batalha nas pistas".

F1 2021: Mercedes FAVORITA em Austin? Pista será um PROBLEMA? RICO PENTEADO responde | TELEMETRIA

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #138 – Red Bull não sabe o que fazer contra Mercedes após GP da Turquia?

 

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1 - Alonso defende DRS mesmo com novo regulamento: "Sempre precisaremos dele"
Artigo anterior

F1 - Alonso defende DRS mesmo com novo regulamento: "Sempre precisaremos dele"

Próximo artigo

F1 "nem considera" expandir corridas sprints a todos os GPs no futuro

F1 "nem considera" expandir corridas sprints a todos os GPs no futuro
Carregar comentários