Fórmula 1 GP da Itália

F1: Confira quais pilotos terão punições de grid no GP da Itália

Max Verstappen, Lewis Hamilton, Carlos Sainz, entre outros não largarão na posição que conquistarem no classificatório deste sábado

Lewis Hamilton, Mercedes W13

As características do circuito de Monza proporcionam às equipes da Fórmula 1 uma oportunidade de realizar trocas de componentes em suas unidades de potência, que eventualmente excedem o limite anual, resultando em punições de grid.

Leia também:

Nada menos que cinco pilotos terão penalidades desse tipo para o GP da Itália: Max Verstappen, Sergio Pérez, Carlos Sainz, Lewis Hamilton e Valtteri Bottas. Soma-se a eles Yuki Tsunoda, que não começará a corrida em Monza do lugar que conquistará no quali por questões disciplinares.

Primeiro, por acumular cinco reprimendas em 2022, sendo a última por ter andado com o cinto de segurança desfivelado em Zandvoort, e ter 10 posições de grid subtraídas. O japonês ainda não respeitou as bandeiras amarelas durante o TL2 nesta sexta-feira e recebeu mais três posições como punição.

Confira os punidos:

Piloto Equipe Elementos Penalizações
Max Verstappen Red Bull Uso de novo ICE 5 posições
Esteban Ocon Alpine Uso de novo ICE 5 posições
Sergio Perez Red Bull Uso de novo ICE  10 posições
Valtteri Bottas Alfa Romeo ICE, turbo, MGU-H 15 posições
Mick Schumacher Haas Caixa de câmbio, ICE 15 posições
Kevin Magnussen Haas ICE, turbo, MGU-H 15 posições
Carlos Sainz Ferrari Caixa de câmbio, MGU-K, CE, ES Fim do grid
Lewis Hamilton Mercedes Nova unidade de potência completa Fim do grid
Yuki Tsunoda AlphaTauri Nova unidade de potência completa Fim do grid

* Como é a primeira vez que Pérez excede o limite, ele perde 10 posições. Se ele utilizar um novo elemento, ele perderá cinco, assim como Verstappen. 

Verstappen

Duas semanas depois de adquirir uma unidade de potência totalmente nova na Bélgica, a Red Bull decidiu adicionar um novo motor de combustão interna ao conjunto de motores de Verstappen, incorrendo em uma penalidade de cinco posições para o GP da Itália de domingo.

Ocon

No sábado, foi anunciado que Esteban Ocon, da Alpine, também adicionaria um novo motor de combustão interna, desistindo de uma possível largada na primeira fila, devido às penalidades para outros favoritos.

Pérez

Como amplamente esperado, o companheiro de equipe de Verstappen, Perez, também instalou um novo motor V6. Como é a primeira vez que Perez excede seu limite de três ICEs, ele terá uma penalidade de 10 posições no grid. Perez também levou sua quarta caixa de câmbio, que ainda está dentro dos limites.

Bottas

Valtteri Bottas, da Alfa Romeo, também foi penalizado com 15 posições no grid por levar um novo ICE, turbocompressor e MGU-H da Ferrari.

Mick Schumacher

Schumacher recebeu um novo motor V6 da Ferrari, que se espera que o acompanhe até o final da temporada. O alemão também teve uma nova caixa de câmbio montada, levando sua punição para 15 lugares.

Magnussen

O outro carro Haas de Kevin Magnussen foi equipado com um novo ICE, turbo e MGU-H, com o dinamarquês caindo 15 lugares.

Sainz

Na sexta-feira, foi inicialmente revelado que o piloto da Ferrari levaria uma nova unidade de energia, MGU-K e caixa de câmbio, o que lhe custaria 25 lugares no grid.

À frente do FP2, Sainz também assumiu novos controles eletrônicos, o que desencadeou uma largada no final do grid para o espanhol.

PODCAST #194 - Qual será o futuro de Felipe Drugovich?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Fãs da Ferrari criam campanha "Binottout" pedindo pela saída de Binotto
Próximo artigo F1: Verstappen "não está preocupado" com ritmo da Ferrari

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil