F1: Conversas com Honda abrem semana decisiva para Red Bull

Resultado da investigação da FIA referente ao teto orçamentário e possível título de Verstappen no Japão endossam importância

Red Bull Racing RB18

A semana do GP do Japão de Fórmula 1 será decisiva e muito importante para a Red Bull: Max Verstappen pode se sagrar bicampeão mundial e, ao que tudo indica, as conversas com a Honda para a renovação - e retorno - da parceria começaram para valer.

Leia também:

De acordo com o site The Race, nesta terça-feira a Red Bull teve um grande encontro com a Honda afim de retomar silenciosamente a parceria entre as duas marcas. O atual contrato entre a montadora japonesa e a equipe de Milton Keynes vai até o fim de 2025, um ano antes da implementação oficial do novo regulamento de motores que iria ser feito ao lado da Porsche, mas não será mais por conta da não realização do acordo.

Saindo da categoria oficialmente no fim de 2021, a Honda viu o fracasso na cooperação entre Porsche e Red Bull como uma maneira 'suave' de retornar à F1 - opção que a marca japonesa considerava possível pouco tempo depois de ter 'ido embora'. O possível novo acordo deve englobar a HRC e Red Bull Power Trains em duas frentes: a primeira cuidaria do lado híbrido da unidade de potência e o segundo cuidaria do motor de combustão interna.

O processo de negociação entre as velhas conhecidas deve se estender por algum tempo, uma vez que é entendido que nesta terça-feira foi a primeira vez que os dois lados se apresentaram oficialmente para conversar sobre a extensão da parceria. Além disso, o sucesso do acordo pode estar nos detalhes: o quão envolvida a Honda vai estar no processo, qual o compromisso financeiro necessário e como a montadora reconciliaria o projeto com a busca de tecnologias em carbono neutro.

Além disso, nesta quarta-feira, a FIA vai revelar os documentos referentes ao teto orçamentário das equipes em 2021 e a Red Bull aguarda ansiosamente, uma vez que conversas no paddock entregam que o time de Milton Keynes teria superado o limite financeiro em valores altos - acima de 5%.

Recentemente, Helmut Marko, consultor da equipe, revelou que a Red Bull interpretou o regulamento de forma diferente da entidade, mas o CEO do time está confiante que esteve dentro das conformidades e que, se algo for encontrado, certamente não será em números exorbitantes. 

Por fim, a semana pode encerrar com Max Verstappen se consagrando bicampeão mundial na madrugada de domingo. Para que isso aconteça, o holandês precisa 'apenas' de uma vitória com volta mais rápida para levar o segundo título para casa.

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Verstappen não sentiu "prazer algum" ao fazer corrida de recuperação em Singapura
Próximo artigo F1: Vice-campeão? Red Bull 'projeta' Pérez após vitória em Singapura

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil