Fórmula 1 GP de Singapura

F1: Verstappen não sentiu "prazer algum" ao fazer corrida de recuperação em Singapura

Holandês falou sobre o fim de semana decepcionante, com problemas na classificação e na corrida

Yuki Tsunoda, AlphaTauri AT03, Lance Stroll, Aston Martin AMR22, Sebastian Vettel, Aston Martin AMR22, Kevin Magnussen, Haas VF-22, Max Verstappen, Red Bull Racing RB18, the remainder of the field at the start

Max Verstappen teve um fim de semana complicado no GP de Singapura de Fórmula 1. No sábado, precisou abortar sua volta final de classificação e, na corrida, largou em oitavo para terminar em sétimo após uma saída ruim e um erro durante a prova, que o forçaram a escalar o pelotão, algo que, segundo o atual campeão, não lhe deu prazer algum.

Além de perder posições na largada, Verstappen acabou tendo uma forte travada de pneus ao tentar ultrapassar Lando Norris, forçando-o a trocar de pneus na reta final antes de terminar em sétimo.

Leia também:

Nas últimas temporadas, vimos poucas vezes Verstappen em situação de ter que passar carros mais lentos, e ele insiste que não foi uma experiência prazerosa.

"Zero", questionado se sentiu prazer ao fazer a corrida de recuperação. "Não é o que eu gosto. Quero vencer ou pelo menos estar lutando competitivamente na frente. É frustrante, ficar parado atrás dos carros, tendo um problema na largada, a frenagem, voltar ao fundo".

Verstappen disse ainda que sua decepção não foi menor pelo fato de ter uma vantagem boa o suficiente pelo título.

"Normalmente não é o problema. Ainda acho que temos 104 na frente, mas foi um fim de semana frustrante. Poderia dizer que não liga. Temos cinco corridas ainda e tenho uma boa vantagem. Mas eu quero ter bons finais de semana sempre. E este foi terrível, começando no sábado com o erro na classificação".

Max Verstappen, Red Bull Racing RB18

Max Verstappen, Red Bull Racing RB18

Photo by: Zak Mauger / Motorsport Images

"Já havia acontecido na largada, o que me fez perder mais posições. Não sei como ou por que. Eu senti que tinha feito o procedimento normal. E aí você se coloca em uma posição ainda mais difícil para ter um bom resultado. Eu passei alguns carros, mas acabei ficando preso, é impossível ultrapassar aqui".

"E quando eu estava em uma posição decente, tentei passar Lando. Mas, de alguma forma, eu acabei acertando o assoalho no chão assim que freei, então minhas rodas dianteiras levantaram, eu travei e estraguei o pneu. Eu já estava sofrendo um pouco na trajetória certa. Eu sequer freei tão tarde assim".

"Claro, a pressão dos pneus talvez estivesse baixa. Mas sim, acertei o freio e o asfalto fora da linha era mais sinuoso. Por isso travei as rodas. Então precisei parar de novo, colocar novos pneus para terminar nos pontos. Não é o que queríamos. Mas após ontem, não tinha como não pedir por um milagre".

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Red Bull admite ter interpretado regulamento orçamentário de maneira diferente da FIA
Próximo artigo F1: Conversas com Honda abrem semana decisiva para Red Bull

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil