Fórmula 1 GP do Catar

F1: Equipes temem prejuízos com zebras do GP do Catar

Danos no chassi, asa dianteira, assoalho e componentes de fibra de carbono foram registrados pelo paddock na sexta-feira

Lando Norris, McLaren MCL35M

Foto de: Glenn Dunbar / Motorsport Images

As equipes da Fórmula 1 alertaram os pilotos para evitarem ao máximo as zebras instaladas no circuito de Losail para o GP do Catar deste fim de semana, para que os carros não sofram novos prejuízos após os problemas na sexta.

O piloto mais afetado foi Nikita Mazepin, cujo chassi da Haas foi danificado, obrigando a equipe a trocar o componente, forçando o russo a perder o TL2. Outras equipes tiveram ainda problemas com o assoalho e peças de fibra de carbono.

Leia também:

As zebras da FIA foram colocadas na pista como parte do programa de atualizações para deixar a pista pronta para a etapa. Gunther Steiner, chefe da Haas, insistiu que Mazepin não excedeu o limite de pista, que é um ponto focal do fim de semana.

"Diria que, se fosse apenas o assoalho, seria ok. Foi o chassi, e esse é o problema. O assoalho dá para trocar e sair novamente, mas seu dano foi no chassi, o que é uma pena. Acho que algumas pessoas tiveram danos no assoalho, nós tivemos no chassi e a troca leva o dia todo".

"Ele apenas passou pela zebra, não escapou nem nada, ele estava dentro do regulamento. E ele disse que sentiu porque teve dores nas costas também. Falei com Michael [Masi] e ele afirmou que são zebras padrão da FIA".

Kimi Raikkonen, Alfa Romeo Racing C41

Kimi Raikkonen, Alfa Romeo Racing C41

Photo by: Charles Coates / Motorsport Images

Steiner disse que a mensagem aos pilotos é simples: "Não passe pelas zebras. Acho que todos serão cuidadosos agora".

Andreas Seidl, da McLaren, acredita que a natureza de alta velocidade dos impactos nas zebras contribuíram para os danos.

"As zebras são muito duras aqui. Acho que vimos muitos carros, os nossos também, com danos. Então é algo que precisamos ficar de olho. É uma pista rápida e quando você passa por elas, passa com força. E é uma pista que te permite correr riscos ao sair, porque você não é freado".

A Aston Martin foi outra equipe com danos nos carros na sexta-feira.

"Pilotos e engenheiros gostaram da pista. Exceto pelas zebras agressivas que parecem danificar os carros. Tivemos alguns danos no TL1, que não antecipávamos. E agora precisamos ser cuidadosos e lidar com as peças extras de modo correto".

"Dano na asa dianteira, assoalho, peças de fibra de carbono, não acho que foi apenas conosco. Esse ponto não gostamos, mas o circuito é bom. Infelizmente os pilotos acham que conseguem melhorar o tempo ao passar pela zebra. Então aí há um impasse! Não podemos arriscar o carro ao ser muito agressivo".

F1 AO VIVO: Veja TUDO dos treinos livres do GP do CATAR, com Verstappen INOCENTADO e mais POLÊMICAS

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #147 – TELEMETRIA: O que a Red Bull tem que fazer no Catar? Hamilton favorito?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior ANÁLISE: O que está acontecendo com a asa traseira "solta" da Red Bull?
Próximo artigo F1: Hamilton voa e crava a pole para o GP do Catar; Verstappen é 2º

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil