F1: Ferrari "esquenta" prévia do GP da Austrália com mensagem para Red Bull

Equipe italiana espera repetir batalha contra a equipe austríaca neste fim de semana

F1: Ferrari "esquenta" prévia do GP da Austrália com mensagem para Red Bull
Carregar reprodutor de áudio

Depois de anos de frustrações, a Ferrari parece sentir que tem potencial para ser protagonista na temporada de 2022 da Fórmula 1. E na semana do GP da Austrália, terceira etapa de um campeonato que já mostra ser emocionante, a equipe italiana usou as redes sociais para enviar uma mensagem simpática à Red Bull.

A Ferrari iniciou a temporada com uma vitória sólida de Charles Leclerc no Bahrein, em dobradinha com Carlos Sainz. Na sequência, a equipe voltou a ser protagonista. Com Leclerc batendo na trave de mais um triunfo e Max Verstappen levando a melhor, a dupla subiu novamente ao pódio, e agora chega à Austrália liderando ambos os Mundiais.

Leia também:

E com a aproximação do retorno do GP da Austrália após dois anos, a Ferrari espera seguir lutando na ponta, demonstrando isso em sua conta no Twitter. Os italianos publicaram uma foto de Mattia Binotto, chefe da Ferrari, ao lado de Christian Horner, da Red Bull, com a mensagem "que as batalhas continuem", seguido de um emoji de espadas.

 

Parece que a Ferrari espera repetir a luta apertada contra a Red Bull em Melbourne, enquanto a Mercedes segue trabalhando para se juntar à festa o mais rápido possível. No momento, Leclerc tem 45 pontos contra 33 de Sainz enquanto Verstappen tem 25. Entre os construtores, o time italiano tem 78, mais que o dobro dos rivais austríacos e alemães.

No detalhe: o que de fato muda no Circuito de Albert Park em Melbourne?

Podcast #171 - Má fase da Mercedes indica fim de uma era na F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: FIA confirma quatro zonas de DRS para o GP da Austrália
Artigo anterior

F1: FIA confirma quatro zonas de DRS para o GP da Austrália

Próximo artigo

ANÁLISE: Entenda por que as novas regras de freio na F1 apresentam desafios inéditos para as equipes

ANÁLISE: Entenda por que as novas regras de freio na F1 apresentam desafios inéditos para as equipes