F1: FIA rebate pilotos e diz que regras ficaram bem claras após reunião no Catar

Encontro foi feito com o objetivo de entender os limites de pista e em disputas após inconsistência nas punições, mas terminou com críticas

F1: FIA rebate pilotos e diz que regras ficaram bem claras após reunião no Catar

O diretor de provas da Fórmula 1 da FIA, Michael Masi, insiste que as regras foram deixadas claras, apesar de alguns pilotos sugerirem que não sabem onde estão os limites. O assunto foi discutido longamente no briefing regular de sexta-feira no Catar, logo depois que os comissários do GP de São Paulo confirmaram que não haveria revisão do incidente entre Max Verstappen e Lewis Hamilton na volta 48 da corrida de Interlagos.

Após a reunião, vários admitiram que ainda não sabiam exatamente quando as penalidades seriam aplicadas. No entanto, o homem-forte da federação insiste que eles foram mantidos devidamente informados.

Leia também:

"Acho que ficou claro para eles o que era esperado", disse Masi. "Eu acho que sobre as outras partes, algumas concordam, outras discordam, e é sempre assim, tem opiniões diferentes o tempo todo."

"Portanto, demos a eles alguma orientação geral, mas também deixamos muito claro que cada caso será julgado por seus méritos."

Masi negou que a falta de uma punição a Verstappen no Brasil sugerisse que as regras foram relaxadas recentemente.

"Eu não diria que é isso, é olhar cada incidente de acordo com seu merecimento", comentou. "Como já fizemos com todos e cada um, existe um painel de comissários independentes. Ao contrário do que muitos pensam, não sou eu o juiz e o júri."

"Nós damos uma olhada em cada incidente. E então, como vimos no fim de semana passado, eles determinam se vale a pena uma investigação, se o fizerem, é investigado e em seguida determinam se há uma violação ou não violação."

Sergio Perez, Red Bull Racing RB16B, and Sebastian Vettel, Aston Martin AMR21, run wide ahead of Charles Leclerc, Ferrari SF21, at the start

Sergio Perez, Red Bull Racing RB16B, and Sebastian Vettel, Aston Martin AMR21, run wide ahead of Charles Leclerc, Ferrari SF21, at the start

Photo by: Jerry Andre / Motorsport Images

Questionado se o movimento de Verstappen no Brasil teria sido tratado de forma diferente se houvesse uma superfície diferente da área de escape - como brita em vez de asfalto, por exemplo - ele confirmou a possibilidade: "Muito provavelmente sim, mas você precisa olhar para toda a situação e cenário, clima, escoamento, etc.".

Sobre a razão específica pela qual o holandês da Red Bull escapou da sanção depois que a Mercedes solicitou uma revisão, ele respondeu: "Não sei, não posso dar a vocês a consideração exata, obviamente eu não estava sentado lá quando eles tomaram essa decisão.

"Eu estava na primeira parte do direito de revisão como um observador, mas nada mais", concluiu.

Verstappen QUEIMOU LARGADA ou SAIU DA POSIÇÃO ERRADA no GP do Catar? Veja o que diz a regra da F1

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #148: O jogo virou a favor da Mercedes? Quem é o favorito ao título?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Todt relembra primeira vez que ouviu falar "de um tal" Schumacher
Artigo anterior

F1: Todt relembra primeira vez que ouviu falar "de um tal" Schumacher

Próximo artigo

F1: Alonso quer disputa em igualdade com Hamilton antes de encerrar carreira

F1: Alonso quer disputa em igualdade com Hamilton antes de encerrar carreira
Carregar comentários