F1: Todt relembra primeira vez que ouviu falar "de um tal" Schumacher

Chefe da Ferrari durante a era de sucesso de Schumacher com equipe italiana lembrou quando alemão o surpreendeu durante uma corrida no Japão em 1991

F1: Todt relembra primeira vez que ouviu falar "de um tal" Schumacher

Michael Schumacher e Jean Todt, cada um em seu papel, estrelaram uma das eras de maior sucesso da história da Fórmula 1 no início dos anos 2000, quando piloto e equipe dominaram a categoria, ganhando cinco campeonatos consecutivos de pilotos e seis de construtores.

A relação de trabalho se transformou em uma estreita amizade e Todt é atualmente um dos poucos que tem acesso a visitas a Schumacher em sua residência.

Em entrevista recente ao beIN SPORTS, o atual presidente da FIA relembrou seu primeiro encontro com Schumacher, que aconteceu muito antes de ele assinar com a Ferrari em 1996. Foi antes mesmo da estreia do alemão na F1.

"Acho que a primeira vez que o encontrei foi em 1991 no aeroporto de Osaka, no Japão. Naquela época, ele corria pela Mercedes no campeonato de carros esportivos e eu era o chefe da Peugeot", lembrou Todt.

"Acho que foi a primeira vez que o vi. Tínhamos vencido a corrida e lembro que um piloto fez uma temporada extremamente brilhante e eu perguntei quem ele era. Eles me disseram que era um jovem piloto chamado Schumacher."

A corrida a que se refere Todt ocorreu em 14 de abril de 1991 em Suzuka e foi vencida pela equipe Peugeot Talbot Sport com os pilotos Mauro Baldi e Philippe Alliot, enquanto Schumacher se destacou com o Team Car Sauber Mercedes que compartilhou com Karl Wendlinger antes que ele tivesse que deixar a competição.

Michael Schumacher y Jean Todt celebran la victoria y el título en Japón 2000.

Michael Schumacher y Jean Todt celebran la victoria y el título en Japón 2000.

Photo by: Sutton Images

Questionado se eles se deram bem assim que Schumacher chegou à Ferrari na Fórmula 1, Todt respondeu: "Sim, imediatamente. Porque acho que tínhamos a mesma ambição, a mesma abordagem para o trabalho, compromisso. E então entendemos que precisávamos um do outro."

“Muitas vezes tivemos momentos difíceis, provas difíceis de passar, em que sempre estivemos muito próximos. Fora do trabalho, como ele não gosta de perder e nem eu, se jogássemos gamão, ou jogos desse tipo, poderíamos ter um pouco de tensão, mas era realmente fora do trabalho."

Apesar dos sete campeonatos mundiais de Schumacher na F1, um recorde que Lewis Hamilton igualou no ano passado e pode superar nesta temporada, Todt não acredita que seja justo colocar o alemão como o melhor piloto da história.

“Não. Nunca o considerei o melhor piloto da história, porque acho muito difícil dizer. A Fórmula 1 comemorou seu 70º aniversário não faz muito tempo. Acho que há pilotos melhores em épocas diferentes. Lembramos do Fangio, que era o melhor piloto de sua época. Michael foi o melhor piloto de sua época. Hoje podemos dizer que Hamilton é o melhor piloto de sua época. Mas havia Jim Clark, que foi o melhor piloto de sua época", explicou.

“Muitas vezes, por dez anos, você pode dizer que tem um piloto que se destacou. Então, é verdade, você pode tentar quantificar isso pelos títulos, mas na época de Fangio eram oito GPs por ano. Você poderia trocar de carro durante a corrida, você poderia usar o carro do seu companheiro de equipe. O sistema de pontuação era diferente. As coisas são diferentes, então não acho que possa ser comparado. Mas acho que isso é em qualquer esporte", concluiu.

Verstappen QUEIMOU LARGADA ou SAIU DA POSIÇÃO ERRADA no GP do Catar? Veja o que diz a regra da F1

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #148: O jogo virou a favor da Mercedes? Quem é o favorito ao título?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Kubica segue como piloto reserva da Alfa Romeo em 2022
Artigo anterior

F1: Kubica segue como piloto reserva da Alfa Romeo em 2022

Próximo artigo

F1: FIA rebate pilotos e diz que regras ficaram bem claras após reunião no Catar

F1: FIA rebate pilotos e diz que regras ficaram bem claras após reunião no Catar
Carregar comentários