Fórmula 1
25 mar
Próximo evento em
65 dias
06 mai
Próximo evento em
107 dias
20 mai
Próximo evento em
121 dias
R
GP do Azerbaijão
03 jun
Próximo evento em
135 dias
10 jun
Próximo evento em
142 dias
24 jun
Próximo evento em
156 dias
R
GP da Áustria
01 jul
Próximo evento em
163 dias
R
GP da Grã-Bretanha
15 jul
Próximo evento em
177 dias
29 jul
Próximo evento em
191 dias
R
GP da Bélgica
26 ago
Próximo evento em
219 dias
02 set
Próximo evento em
226 dias
09 set
Próximo evento em
233 dias
23 set
Próximo evento em
247 dias
R
GP de Singapura
30 set
Próximo evento em
254 dias
07 out
Próximo evento em
261 dias
21 out
Próximo evento em
275 dias
28 out
Próximo evento em
282 dias
05 nov
Próximo evento em
290 dias
R
GP da Austrália
18 nov
Próximo evento em
303 dias
R
GP da Arábia Saudita
03 dez
Próximo evento em
318 dias
R
GP de Abu Dhabi
12 dez
Próximo evento em
327 dias

F1: GP da Emilia Romagna acontecerá com portões fechados devido à evolução da Covid-19 na Itália

compartilhar
comentários
F1: GP da Emilia Romagna acontecerá com portões fechados devido à evolução da Covid-19 na Itália
Por:

Previsão da organização era de receber 13 mil fãs, mas documento divulgado pelo Primeiro-Ministro italiano obrigou o fechamento dos eventos ao público

O retorno da Fórmula 1 à Ímola após 14 anos acontecerá com portões fechados. A decisão foi tomada pelo governo italiano nesta quarta (28) em meio a um rápido crescimento de casos de Covid-19 no país europeu. Inicialmente, a organização pretendia receber 13 mil fãs para o GP da Emilia Romagna.

Apesar da venda de ingressos ter acontecido, a organização ainda não sabia no início da semana se poderia receber o público, dependendo da decisão do governo italiano. Com isso, a prova no Autódromo Enzo e Dino Ferrari, a última das três em solo italiano em 2020, acontecerá com portões fechados.

Leia também:

As autoridades locais esperavam acomodar as pessoas que já haviam comprado ingressos para o fim de semana, mas a decisão do governo também põe um fim a essas esperanças através do documento divulgado pelo Primeiro-Ministro italiano Giuseppe Conte.

O documento ordenou o fechamento de eventos esportivos para o público. O circuito de Ímola não foi considerado exceção, apesar da venda de ingressos já ter sido realizada.

Após essa decisão, a organização iniciará o processo de reembolso. A Fórmula Ímola, companhia responsável pelo local, deixou claro que o dinheiro será retornado a todos que já haviam adquirido ingressos.

Isso também impede a execução do plano inovador adotado pela organização para acomodar o público enquanto respeitando as regras de distanciamento social e demais normas determinadas recentemente pelo governo.

O sistema era chamado de "arquibancada pétalas", com essas funcionando como microcosmos reais, contendo no máximo mil espectadores, com acesso exclusivo e, o seguimento do distanciamento social além do uso obrigatório de máscaras.

Além disso, havia a proposta de grandes telas em cada arquibancada, que permitiriam aos fãs seguirem confortavelmente toda a corrida sem precisar sair de seu lugar. O sistema ainda teria instalações de alimentação e banheiros para cada bolha interna no autódromo.

O documento do governo italiano também introduz restrições gerais como o fechamento de restaurantes e cafés ao redor do país após as 18h. 

Nos últimos dias, o governador da Emilia Romagna, Stefano Bonaccini, conversou com o Primeiro-Ministro e o Ministro da saúde em busca de uma exceção para a corrida.

"O governo baniu a presença dos fãs e isso nos deixa muito desapontados", disse o chefe de Ímola Uberto Selvatico Estense ao Motorsport.com. "Estamos muito triste pela inconveniência que enfrentamos com essa decisão".

"Não é fácil explicar aos fãs que o governo mudou de opinião em tão pouco tempo, porque há apenas uma semanas tínhamos a confirmação de que poderíamos receber público. Então demos sequência à organização. Gastamos muito dinheiro para deixar tudo pronto".

"É tarde. Faltam apenas quatro dias para o evento, então é um período de tempo muito curto para anunciar que cancelamos a presença do público. Agora temos que explicar a todos que certamente vamos reembolsá-los".

"Certamente vamos ter problemas com pessoas tentando entrar. Eles compraram ingressos e não entendem porque foram excluídos".

Um porta-voz da F1 falou ao Motorsport.com: "Esperávamos receber fãs neste fim de semana mas entendemos e respeitamos completamente a decisão tomada pelas autoridades. Esperamos que estes fãs ainda possam curtir a prova de casa".

A proibição de público em Ímola vem pouco após uma decisão similar na Turquia, enquanto na Alemanha o público de certas áreas só puderam entrar se apresentassem um resultado negativo de Covid-19.

Houve também uma restrição tardia em Portugal, que também sofre com o crescimento de casos. A organização do GP já havia interrompido a venda de ingressos antes, afirmando que o local havia atingido a capacidade máxima.

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Norris IRONIZA e DIMINUI recorde de Hamilton, mas volta atrás e pede DESCULPAS; entenda a polêmica

PODCAST: O mercado da F1 para 2021 e os 30 anos do bicampeonato de Senna

 

.

F1: Equipes aprovam teto salarial para pilotos de R$170 mi a partir de 2023

Artigo anterior

F1: Equipes aprovam teto salarial para pilotos de R$170 mi a partir de 2023

Próximo artigo

Wolff: futuro de Russell na Williams é "uma decisão política e comercial"

Wolff: futuro de Russell na Williams é "uma decisão política e comercial"
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Giacomo Rauli