F1: Hamilton diz que é importante "vencer cada corrida ou maximizar pontos" na luta pelo título

Heptacampeão chega a Austin seis pontos atrás de Verstappen no Mundial de Pilotos

F1: Hamilton diz que é importante "vencer cada corrida ou maximizar pontos" na luta pelo título

Lewis Hamilton chega ao GP dos Estados Unidos em busca de retomar a liderança do Mundial de Pilotos da Fórmula 1 em cima de Max Verstappen. E, para isso, espera contar com a força que sempre mostrou na pista de Austin. Mas o heptacampeão sabe que, para conquistar o oitavo título, não pode desperdiçar nenhuma oportunidade de pontuar.

Com a chuva interferindo nos planos da Mercedes em Istambul, Hamilton foi apenas o quinto colocado no GP da Turquia, após chegar a estar em terceiro, e agora se encontra seis pontos atrás de Verstappen, com seis corridas pela frente e 159 pontos ainda em jogo no ano.

Leia também:

A coletiva pré-GP dos Estados Unidos não começou do melhor modo para o heptacampeão. Dividindo a entrevista com Charles Leclerc, o piloto da Mercedes chegou alguns minutos atrasado, devido a um contratempo.

"Desculpa pelo meu atraso. Fiquei preso na minha sala! A porta não abria e eu não conseguia sair, sem brincadeira".

Desde o início do ano, a tensão da batalha pelo título com Verstappen vem crescendo, especialmente após os acidentes em Silverstone e Monza, com algumas trocas de farpas entre ambos os lados ao longo da temporada.

Questionado se seu relacionamento com Verstappen mudou do ano passado pra cá por conta da batalha, Hamilton diz que nada mudou, mas que naturalmente já possui pouco contato com os demais pilotos.

"Acho que não tenho muito a dizer. Temos comunicação limitada entre nós. Talvez alguns pilotos se encontrem mais do que outros. Não diria que, particularmente, eu conviva com alguém aqui, então no ano passado eu veria os outros, diria oi e neste ano fazemos a mesma coisa. Então, pessoalmente, nenhuma diferença".

Muitos apontam que os Estados Unidos sejam um palco favorável para a Mercedes, e um local estratégico na luta pelo título, já que as etapas seguintes, no México e no Brasil, devem favorecer a Red Bull. Mas Hamilton afirma que tem apenas um objetivo em mente: maximizar as oportunidades.

"É importante vencer cada corrida, ou maximizar nossos pontos. Esse é o nosso objetivo para as próximas seis corridas. Será incrivelmente difícil e sei que haverão momentos em que poderemos superá-los. Não quero dizer que o México não será forte para nós, mas eles sempre são muito fortes no México".

"Mas há muito que pode acontecer nessas seis corridas, então acho que precisamos abordar essas provas uma por vez, dando o nosso máximo".

Dividindo a coletiva com Leclerc, que completou 24 anos no último sábado, Hamilton aproveitou para elogiar o piloto da Ferrari.

"Tem sido incrível ver o crescimento de Charles, ele está se tornando um líder em uma equipe fenomenal. Claro, eles tiveram um momento difícil, mas estão crescendo novamente. Eles estão mais rápidos, subindo o grid, começando a incomodar os da frente".

"E ele ainda é muito jovem. Parabéns pelo aniversário, alias. Acho que ele está em uma jornada própria, e seguirá crescendo, tornando-se mais forte. Ele já mostrou muito potencial desde cedo".

"O único caminho é pra cima, e ele tem uma grande equipe para crescer. Estou animado para termos mais corridas juntos no futuro".

F1 2021: Mercedes FAVORITA em Austin? Pista será um PROBLEMA? RICO PENTEADO responde | TELEMETRIA

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #139 – Qual o campeonato da F1 mais emocionante do século?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1 "nem considera" expandir corridas sprints a todos os GPs no futuro
Artigo anterior

F1 "nem considera" expandir corridas sprints a todos os GPs no futuro

Próximo artigo

Hamilton aprova terceira corrida nos Estados Unidos, mas quer ver F1 de volta à África do Sul

Hamilton aprova terceira corrida nos Estados Unidos, mas quer ver F1 de volta à África do Sul
Carregar comentários