Fórmula 1 GP dos Estados Unidos

F1: Hamilton e Leclerc são investigados por irregularidades nos seus carros após GP dos EUA; Lewis foi P2 e Charles, P6

Questão está relacionada à altura dos monopostos e pode resultar na desclassificação dos pilotos; saiba mais no Motorsport.com

Lewis Hamilton, Mercedes-AMG, 2nd position, on the podium with his trophy

Lewis Hamilton e Charles Leclerc estão sob investigação por uma possível violação das regras relativas ao 'solo' dos carros -- trata-se justamente da placa (ou prancha) abaixo do monoposto, instalada perto do assoalho. A questão tem a ver com a altura dos veículos.

Com isso, os pilotos de Mercedes e Ferrari, respectivamente, têm seus resultados em xeque no GP dos Estados Unidos de Fórmula 1. O britânico terminou em segundo, enquanto o monegasco cruzou a linha de chegada em sexto.

O editor recomenda:

Os dois pilotos potencialmente violaram o Artigo 3.5.9 e) dos regulamentos técnicos da F1 2023.

Tal seção diz: “A espessura do conjunto da 'prancha' medida normal à superfície inferior deve ser de 10 mm [mais ou menos] 0,2 mm e deve ser uniforme quando nova".

“Será aceita uma espessura mínima de 9mm devido ao desgaste, e a conformidade com esta disposição será verificada nas 'periferias' dos furos designados", regem as regras.

Devido à rodada de Austin, no Texas, ser realizada com o formato de corrida sprint, os regulamentos do parque fechado foram estabelecidos após a única sessão de treinos livres com duração de uma hora no início da tarde de sexta-feira. Isso limita o trabalho das equipes no que tange às revisões de set-up que as escuderias podem fazer.

Por exemplo, antes do GP do Azerbaijão no início desta temporada, etapa que também teve sprint, a Alpine optou por uma largada no pitlane para o francês Esteban Ocon, com o time podendo driblar as restrições do parque fechado e ajustar as configurações da suspensão para preservar a prancha.

Neste fim de semana, os pilotos notaram que o Circuito das Américas está com ainda mais ondulações do que nas visitas anteriores da F1, com os carros sofrendo no aclive da curva 1.

Piloto holandês da Red Bull, Max Verstappen referiu-se à pista como sendo um “palco de rally” e não mais de acordo com os padrões da categoria máxima do automobilismo mundial.

O autódromo foi recapeado na curva 12 e nas curvas 14 a 16 em uma tentativa de aliviar o problema, o que fez com que o diretor de desempenho da Aston Martin, Tom McCullough, comparasse as diferentes asfaltos a uma “colcha de retalhos”.

Mais informações em instantes.

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

OUÇA: Pérez e até Marko na 'corda bamba' da RBR. Andretti-Ferrari na F1? Caos pré-EUA

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Após Austin, Pérez fala de GP do México "mais importante"
Próximo artigo Verstappen 'manda a real' após ser vaiado no GP dos Estados Unidos; confira

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil