F1: Hamilton vê como positiva mudança de cor da Mercedes por desempenho

Piloto comentou nova mudança de cor do carro de sua equipe e apoia que ela tenha ocorrido para poupança de peso

Lewis Hamilton, Mercedes-AMG F1 W14

Lewis Hamilton está satisfeito com a decisão da Mercedes de voltar a usar uma pintura preta na Fórmula 1 em 2023 para atingir suas metas de economia de peso, já que “está tudo voltado para o desempenho”.

Para a próxima temporada, a Mercedes voltou a usar o esquema de cores que utilizou durante as temporadas de 2020 e 2021, quando os W11s e W12s foram pintados de preto a pedido de Hamilton para destacar os problemas de diversidade do automobilismo, bem como o problema da desigualdade racial global.

Leia também:

Desta vez, no entanto, enquanto a Mercedes está satisfeita por sua pintura poder novamente ajudar a promover essas mensagens importantes, o objetivo principal é garantir que o W14 esteja rodando o mais próximo possível do limite de peso do carro de 798 kg.

Esse número foi reduzido para 796 kg neste ano, antes que a FIA decidisse manter o limite anterior em parte porque os compostos de pneus de 2023 são mais pesados e todos os carros precisam usar uma nova caixa eletrônica.

A Mercedes também adicionou peças aerodinâmicas extras para recuperar o downforce perdido no projeto problemático do W13, que veio com uma ‘penalidade’ de peso adicional.

Quando questionado pelo Motorsport.com sobre o que ele pensava sobre o retorno à pintura preta e as decisões por trás disso no lançamento da equipe Mercedes 2023, Hamilton disse: “Praticamente todos na equipe, ou pelo menos na garagem, preferiram o carro preto de antes – então todo mundo está com ele. Todo mundo gosta na equipe.

Mercedes W14

Mercedes W14

Photo by: Mercedes AMG

"E, em última análise, o peso é uma meta importante para nós. Estávamos acima do peso o ano todo, no ano passado. E, portanto, estávamos carregando uma penalidade de peso, mesmo na última corrida.

“Portanto, esse tem sido um foco pesado, para tentar garantir que esse não seja o caso este ano.

“Vamos descobrir mais tarde se atingimos ou não essa marca.

"Então, estou feliz que isso tenha sido levado a sério. E é isso que vemos na pintura. Vemos muito carbono, não muita tinta no carro. É o mínimo.

"E para mim, é positivo, porque isso significa que tudo está voltado para o desempenho. E não é necessariamente a aparência, mas a rapidez com que acontece."

No evento de lançamento da Mercedes, o W14 apareceu com suas superfícies inferiores compostas apenas por fibra de carbono nua e suas áreas superiores pintadas de preto.

Não está claro se essa mistura foi organizada para destacar os decalques do patrocinador da Mercedes durante o shakedown e as filmagens associadas ou se a equipe agora removerá a tinta preta e exporá mais carbono quando se trata do próximo início da campanha de 2023.

 

Alpine AZUL, Alfa Romeo, McLaren e cia: MELHORES e PIORES pinturas da F1 2023; assista ao DEBATE

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #217 – Como serão as batalhas internas das equipes na F1 2023?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

 

 

Artigo anterior F1 - Aston Martin: chefes de equipe talvez tenham papel "superestimado"
Próximo artigo ANÁLISE: Aston Martin enfrenta os mesmos obstáculos que McLaren na busca de dias melhores na F1
Assinar