F1: Hamilton vence GP da Arábia Saudita caótico e polêmico e empata com Verstappen a uma corrida do fim

Prova foi marcada por interrupções e polêmicas que mexeram com a dinâmica da corrida

F1: Hamilton vence GP da Arábia Saudita caótico e polêmico e empata com Verstappen a uma corrida do fim

Caótico é a palavra que melhor pode definir a estreia do GP da Arábia Saudita de Fórmula 1. A corrida em Jeddah foi marcada por acidentes, bandeiras vermelhas e muito mais. No final, Lewis Hamilton superou Max Verstappen após uma batida polêmica entre eles e uma punição ao holandês. Assim, os dois vão para Abu Dhabi empatados no Mundial.

Valtteri Bottas completou o pódio em meio ao caos Completaram os dez primeiros: Esteban Ocon, Daniel Ricciardo, Pierre Gasly, Carlos Sainz, Charles Leclerc, Antonio Giovinazzi e Lando Norris.

A prova teve uma duração bem maior do que o normal devido a duas paralisações, por conta dos acidentes envolvendo Mick Schumacher, Sergio Pérez, Nikita Mazepin e George Russell. Além disso, o GP teve suas polêmicas, com uma manobra defensiva de Verstappen em cima de Hamilton tirando o carro para fora da pista, obrigando o holandês a perder duas posições na segunda relargada.

Leia também:

Por semanas, o futuro do GP da Arábia Saudita de 2021 foi colocado em xeque, devido às obras para a construção do circuito, dando a impressão de que não ficaria pronto a tempo. No final das contas, pelo menos o básico para a realização da etapa foi concluído.

 

Mesmo assim, o circuito não esteve imune à críticas ao longo do fim de semana, com os pilotos destacando os perigos do traçado, especialmente após a batida de Verstappen no final da classificação. E no domingo, mais um susto, com o acidente entre Enzo Fittipaldi e Théo Pourchaire na largada da corrida 3 da F2. Os dois pilotos saíram conscientes, mas o brasileiro tem uma suspeita de fratura no tornozelo.

Para Hamilton, Verstappen, Mercedes e Red Bull, o GP da Arábia Saudita é de suma importância na disputa dos Mundiais. Entre os pilotos, Verstappen tinha o primeiro match point em mãos, mas precisando fazer 18 pontos a mais que o rival, enquanto o cenário oposto permitia que Hamilton pudesse reassumir a liderança a uma corrida do fim.

 

A largada foi bem comportada, e não tivemos mudanças nas primeiras colocações, com Pérez sendo o único a pressionar o carro da frente, Leclerc, pela quarta posição. Ao final da volta inaugural, o top 5 vinha inalterado, com Hamilton, Bottas, Verstappen, Leclerc e Pérez, seguidos de  Norris, Ocon, Gasly, Ricciardo e Giovinazzi fechando os dez primeiros.

 

Buscando controlar a vantagem das Mercedes, Bottas pediu pelo rádio que Hamilton apertasse o ritmo para aumentar sua diferença na frente, para que ele pudesse fazer o mesmo com Verstappen. As diferenças entre os três circulava entre 1s4 e 1s8 próximo da décima volta.

O safety car precisou ser acionado no início da 10ª volta. Mick Schumacher bateu no mesmo local de Leclerc na sexta, obrigando reparos na barreira de proteção no local, a curva 22. A Mercedes aproveitou para trazer Hamilton e Bottas aos boxes, colocando pneus duros, enquanto a Red Bull manteve Verstappen e parou Pérez.

 

E a estratégia da Red Bull de não parar Verstappen acabou dando certo. Na 13ª volta o diretor de provas Michael Masi confirmou a paralisação da prova, o que permitia à equipe trocar os pneus do holandês. 

A direção confirmou a relargada parada, no início da 14ª volta, após uma paralisação de 20 minutos. Verstappen era o primeiro, com Hamilton em segundo, Bottas em terceiro, Ocon em quarto e Ricciardo em quinto. Completavam os dez primeiros: Leclerc, Gasly, Pérez, Sainz e Giovinazzi.

Hamilton largou melhor que Verstappen, mas o holandês foi mais agressivo na defesa, saindo fora da pista para se defender e manter a liderança. Isso fez o britânico desacelerar e perder a segunda posição para Ocon. Logo atrás, uma série de acidentes, envolvendo Nikita Mazepin, Sergio Pérez e George Russell, forçaram mais uma bandeira vermelha.

 

O mexicano recebeu um toque por trás de Leclerc, bateu e perdeu a asa traseira. Já Mazepin, buscando desviar, bateu em Russell e no outro muro, levando ao abandono dos três.

Durante a paralisação, uma cena inusitada nos bastidores: FIA e Red Bull 'negociando' como que Verstappen devolveria a posição por ter saído da pista na primeira curva. No final, Verstappen caiu de primeiro para terceiro, promovendo Ocon à pole e Hamilton em segundo.

 

A nova relargada aconteceu às 15h40, horário de Brasília, para a 17ª volta de um total de 50. Dessa vez, a Red Bull arriscou, colocando pneus médios para o holandês. Verstappen largou bem e assumiu a ponta, enquanto Ocon se manteve à frente de Hamilton. O britânico voltou à segunda posição no início da volta seguinte, quando o rival já abria 1s5 de vantagem.

 

Hamilton e Verstappen imprimiam um ritmo forte, com a vantagem circulando entre 0s9 e 1s5, abrindo já 6s de diferença para Ocon em terceiro no início da volta 22. Ricciardo e Bottas completavam os cinco primeiros.

 

O safety car virtual precisou ser acionado na volta 24. Tsunoda acertou a traseira de Vettel na primeira curva e o piloto da AlphaTauri ficou sem a asa dianteira. A quantidade de detritos na pista toda forçou um segundo acionamento do VSC, esse de maior duração, com a bandeira verde apenas na volta 33.

A 15 voltas do fim, Hamilton apertava para cima de Verstappen, reduzindo a diferença para menos de 1s, antes de mais um acionamento do VSC por novos detritos na pista. 

Hamilton voltou a se aproximar de Verstappen e abriu a asa para tentar ultrapassar na primeira curva, levando o holandês para fora da pista novamente. A Red Bull avisou a ele para devolver a posição para evitar uma investigação e tirou o pé, mas fazendo isso em uma zona de alta e no meio da pista. Hamilton acabou acertando a traseira do rival, ficando com danos na asa traseira. O caso foi colocado sob investigação pelos comissários.

Mesmo assim, Hamilton voltou a se aproximar de Verstappen enquanto os comissários determinavam uma punição de 5s ao holandês. A oito voltas do fim, o britânico fez a ultrapassagem, assumindo a liderança da prova.

No final de uma prova com mais de 2h de duração, Lewis Hamilton conseguiu uma vitória que parecia improvável e deixa o campeonato mais quente do que nunca. Com Max Verstappen em segundo e o heptacampeão fazendo a volta mais rápida, os dois vão para Abu Dhabi empatados.

Valtteri Bottas completou o pódio em meio ao caos Completaram os dez primeiros: Esteban Ocon, Daniel Ricciardo, Pierre Gasly, Carlos Sainz, Charles Leclerc, Antonio Giovinazzi e Lando Norris.

A Fórmula 1 retoma as atividades já no próximo final de semana com o GP de Abu Dhabi, etapa final da temporada 2021. A movimentação em Yas Marina começa na sexta-feira, dia 10 com os dois primeiros treinos livres. No Motorsport.com você acompanha a cobertura completa da principal categoria do automobilismo mundial.

Cla   # Piloto Chassi Motor Voltas Tempo Diferença Pontos
1   44 United Kingdom Lewis Hamilton Mercedes Mercedes 50 -   26
2   33 Netherlands Max Verstappen Red Bull Honda 50 11.825 11.825 18
3   77 Finland Valtteri Bottas Mercedes Mercedes 50 27.531 27.531 15
4   31 France Esteban Ocon Alpine Renault 50 27.633 27.633 12
5   3 Australia Daniel Ricciardo McLaren Mercedes 50 40.121 40.121 10
6   10 France Pierre Gasly AlphaTauri Honda 50 41.613 41.613 8
7   16 Monaco Charles Leclerc Ferrari Ferrari 50 44.475 44.475 6
8   55 Spain Carlos Sainz Jr. Ferrari Ferrari 50 46.606 46.606 4
9   99 Italy Antonio Giovinazzi Alfa Romeo Ferrari 50 58.505 58.505 2
10   4 United Kingdom Lando Norris McLaren Mercedes 50 1'01.358 1'01.358 1
11   18 Canada Lance Stroll Aston Martin Mercedes 50 1'17.212 1'17.212  
12   6 Canada Nicholas Latifi Williams Mercedes 50 1'23.249 1'23.249  
13   14 Spain Fernando Alonso Alpine Renault 49 1 lap    
14   22 Japan Yuki Tsunoda AlphaTauri Honda 49 1 lap    
15   7 Finland Kimi Raikkonen Alfa Romeo Ferrari 49 1 lap    
  dnf 5 Germany Sebastian Vettel Aston Martin Mercedes 44      
  dnf 11 Mexico Sergio Perez Red Bull Honda 14      
  dnf 9 Russian Federation Nikita Mazepin Haas Ferrari 14      
  dnf 63 United Kingdom George Russell Williams Mercedes 14      
  dnf 47 Germany Mick Schumacher Haas Ferrari 8      

F1 AO VIVO: Penúltimo capítulo da disputa VERSTAPPEN X HAMILTON e informações sobre ENZO FITTIPALDI

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #149: Frank Williams é o maior personagem da F1 fora das pistas?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Corrida na Arábia é paralisada após acidente de Pérez e manobra polêmica de Verstappen
Artigo anterior

F1: Corrida na Arábia é paralisada após acidente de Pérez e manobra polêmica de Verstappen

Próximo artigo

VÍDEO: Reveja a polêmica batida de Hamilton e Verstappen no GP da Arábia Saudita

VÍDEO: Reveja a polêmica batida de Hamilton e Verstappen no GP da Arábia Saudita
Carregar comentários