F1: Horner revela que Hamilton queria ir para a Red Bull; saiba mais

Dirigente britânico também afirmou que encarajou Niki Lauda a contratar o piloto; confira

Red Bull Racing Team Principal Christian Horner shakes hands with second placed Lewis Hamilton, Mercedes

Chefe da Red Bull, o britânico Christian Horner revelou que o compatriota Lewis Hamilton, piloto da equipe alemã Mercedes desde a temporada 2013 da Fórmula 1, queria ir para o time austríaco de energéticos.

A informação foi confirmada por Horner em entrevista ao jornal britânico Daily Mail. Segundo o dirigente, a negociação não avançou pois a Red Bull já tinha como piloto o alemão Sebastian Vettel, de modo que a escuderia optou por não ter competidores 'alfa'.

O editor recomenda:

As tratativas teriam ocorrido no período áureo da Red Bull na F1, entre 2010 e 2013, quando a equipe enfileirou todos os títulos disputados na categoria naquela época. Hamilton estava na McLaren e acabou indo para a Mercedes em 2013, na vaga do alemão Michael Schumacher. Horner afirmou ainda que foi ele quem incentivou o austríaco Niki Lauda, então dirigente da Mercedes, a tentar tirar o piloto britânico da McLaren. 

“Lewis e eu tivemos algumas conversas ao longo dos anos. De 2010 a 2013, ele esteve muito interessado em vir para a Red Bull. Tínhamos Sebastian naquela época, e ter dois pilotos Alfa não faria sentido”, explicou Horner.

Em 2010, a Mercedes voltou à F1 como equipe de fábrica, assumindo a entrada que era da Brawn GP. A primeira dupla de pilotos das Flechas de Prata foi composta pelos alemães Nico Rosberg e Schumacher, mas Schumi não rendeu como o esperado e decidiu se aposentar 'de vez' em 2012.

“Niki Lauda estava na Mercedes e muito interessado em levar Lewis para lá. Lembro de tê-lo encorajado a isso. Lutávamos contra a McLaren, e, em 2012, eles tinham o carro mais rápido, e sentimos que Lewis em uma McLaren seria mais ameaçador do que em uma Mercedes. Eu incentivei Niki a investir dinheiro [em Hamilton], pois Lewis estava um tanto hesitante. Seria justo dizer que o tiro saiu pela culatra para mim”, analisou o chefe da Red Bull.

CAOS na Alpine, Ricciardo e mais: Giaffone opina sobre FÉRIAS DOIDAS da F1 e fala de Drugovich; veja

OUÇA AGORA MESMO

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1 - Binotto avalia período à frente da Ferrari e externa sentimento sobre falhas em 2022: "Fico deprimido"
Próximo artigo F1: Ralf Schumacher aponta Felipe Drugovich como possível ameaça para Mick na Haas

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil