F1: "Lauda teria tirado o chapéu", diz Wolff sobre estreia de de Vries

O chefe da Mercedes, Toto Wolff, acredita que nenhum outro piloto poderia ter feito um trabalho melhor do que Nyck De Vries fez em sua estreia na Fórmula 1 com a Williams no Grande Prêmio da Itália

Nyck de Vries, Williams FW44, Zhou Guanyu, Alfa Romeo C42, Carlos Sainz, Ferrari F1-75

Glenn Dunbar / Motorsport Images

Logo na estreia na Fórmula 1Nyck De Vries  se classificou em 13º e subiu cinco lugares no grid em razão das penalidades aplicadas aos outros pilotos. Tendo pilotado pela Aston Martin no primeiro treino livre na sexta-feira, De Vries foi convocado pela Williams antes do TL3 no sábado, quando Alex Albon ficou doente e foi diagnosticado com apendicite.

Ele terminou a corrida em nono, marcando assim dois pontos em sua estreia.

Leia também:

Wolff disse que o resultado foi o que De Vries merecia depois de um um bom desempenho.

"Ele é um bom jovem", disse Wolff após a corrida. "Ele não é apenas rápido e mostrou isso nas categorias de base, mas também é inteligente e um bom membro de equipe.

"E é por isso que ele mereceu hoje. Eu não acho que alguém poderia ter feito um trabalho melhor no que ele fez.

"Ele estava em um Aston Martin, dirigindo com o rake. E então foi convocado no último minuto para pilotar um carro diferente. Ele venceu o companheiro de equipe por uma boa margem.

"Ele largou em oitavo e está terminou em nono. Niki [Lauda] teria tirado o chapéu como piloto."

Embora De Vries tenha sido intimamente associado à Mercedes como piloto de Fórmula E e reserva na F1, ele não está oficialmente no programa de jovens pilotos da fabricante ou sob qualquer acordo de gestão da maneira que George Russell e Esteban Ocon estão.

Nyck de Vries, Williams

Nyck de Vries, Williams

Photo by: Williams

No entanto, a Mercedes ainda está muito interessada em seu progresso.

“Nyck era um piloto oficial da Mercedes até pararmos a Fórmula E há algumas semanas”, disse Wolff quando perguntado pelo Motorsport.com sobre a relação do piloto com a equipe.

"E ele ganhou o campeonato para nós, nosso primeiro campeonato mundial.

"Mas não temos nenhum contrato de gestão com ele, nem temos qualquer influência em sua carreira, nem estamos recebendo qualquer corte de seus ganhos futuros. Nós apenas o conhecemos muito bem.

“E nós o avaliamos, e acho que Nyck merece ter um lugar na F1”.

Lewis Hamilton, que conhece bem De Vries por conta da proximidade do piloto holandês com a Mercedes, o parabenizou no parque fechado após a corrida de Monza.

"Incrivelmente feliz por Nyck, estou muito orgulhoso dele", disse Hamilton quando perguntado pelo Motorsport.com sobre o desempenho do estreante.

"Ele é um cara tão bom, um bom humano. E ele tem sido importante na nossa equipe, ajudando e trabalhando conosco. Para Nyck ter entrado e terminado no top 10, acho que é ótimo para sua primeira corrida."

Podcast #195 - Fantasma de Abu Dhabi assombra Monza: o que mudar na F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior FIA anuncia Natalie Robyn como primeira CEO da história
Próximo artigo Drugovich defende que F2 deveria valer promoção à F1 ou permitir retorno do campeão

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil