F1: Leclerc comanda dobradinha da Ferrari no TL2 da Holanda marcado por problemas de motor para Hamilton

Etapa marca o retorno de Zandvoort ao calendário pela primeira vez desde 1985

F1: Leclerc comanda dobradinha da Ferrari no TL2 da Holanda marcado por problemas de motor para Hamilton

A Fórmula 1 realizou o segundo treino livre para o GP da Holanda nesta sexta, em uma sessão que contou novamente com uma bandeira vermelha, desta vez por causa de Lewis Hamilton, que também teve problemas com o motor. No final, foi a Ferrari quem deu as cartas, com Charles Leclerc comandando uma dobradinha italiana, com Carlos Sainz em segundo, enquanto Valtteri Bottas e Max Verstappen foram quarto e quinto, respectivamente.

No TL1, realizado mais cedo nesta sexta, os pilotos tiveram menos da metade da sessão, devido a uma longa bandeira vermelha causada por Sebastian Vettel, que teve problemas com sua Aston Martin. Com o grid tendo apenas seis minutos para voltas finais, foi Hamilton quem terminou na frente, menos de um décimo mais rápido que Verstappen.

Leia também:

Devido aos atrasos causados pela classificação da F3, com a sessão começando dez minutos atrasada além de uma bandeira vermelha, o horário de início da F1 também foi afetado.

 

E a bandeira vermelha voltou a ser utilizada logo no início da sessão. Hamilton reportou pelo rádio problemas com sua Mercedes, que havia perdido potência, parando o carro na lateral da pista, para o delírio da torcida de Verstappen, que celebrou ao vê-lo parado.

 

Diferente do caso de Vettel pela manhã, seu carro foi rapidamente removido da pista, permitindo uma retomada do TL2 cerca de sete minutos depois, com 46 restantes no cronômetro.

No momento do reinício, apenas Vettel ainda não havia feito volta, e Bottas era o líder, com 01min11s664, à frente de Hamilton, Leclerc, Sainz e Ocon, enquanto Verstappen havia feito apenas uma volta de reconhecimento. Mas o tetracampeão saiu da garagem assim que a pista foi liberada.

 

E a sessão voltou a ser interrompida próximo à marca de 31 minutos. Nikita Mazepin perdeu o controle da Haas no complexo das curvas 11 e 12, indo parar na caixa de brita. Sem ter como sair sem ajuda dos fiscais, a direção de prova acionou novamente a bandeira vermelha.

 

Neste momento, os pilotos se dividiam entre as simulações de corrida e outros que ainda cumpriam seus programas de teste, que foi atrasado por conta da bandeira vermelha. Ocon liderava com 01min11s074, menos de um décimo à frente de Bottas, com Alonso, Gasly e Verstappen completando o top 5.

A interrupção foi breve, durando apenas quatro minutos. E rapidamente os pilotos saíram novamente para concluir suas simulações de classificação. 

 

A 15 minutos do fim, era a Ferrari quem comandava o TL2. Leclerc liderava com 01min10s902, o melhor tempo do fim de semana, 0s154 a frente de Sainz, com Ocon em terceiro a 0s172. Bottas era o quarto, a 0s230 e Verstappen completava o top 5, a 0s362.

Os dez minutos finais foram reservados às simulações de corrida, com tempos de volta mais altos. Com isso, o top 5 foi mantido, com a Ferrari garantindo a dobradinha de Charles Leclerc e Carlos Sainz. Esteban Ocon, Valtteri Bottas, Max Verstappen, Fernando Alonso, Pierre Gasly, Lando Norris, Antonio Giovinazzi e Sebastian Vettel completaram o top 10.

Mesmo com apenas uma volta rápida de médios, feita na primeira saída, Lewis Hamilton ainda garantiu a 11ª posição, ficando a 1s009 do tempo de Leclerc.

A Fórmula 1 volta à pista de Zandvoort no sábado para o terceiro treino livre para o GP da Holanda, 13ª etapa da temporada 2021. A sessão está marcada para 07h, horário de Brasília, com transmissão do Bandsports.

Resultado final

Cla # Piloto Chassi Motor Voltas Tempo Diferença Intervalo km/h
1 16 Monaco Charles Leclerc Ferrari Ferrari 29 1'10.902     216.247
2 55 Spain Carlos Sainz Jr. Ferrari Ferrari 28 1'11.056 0.154 0.154 215.779
3 31 France Esteban Ocon Alpine Renault 33 1'11.074 0.172 0.018 215.724
4 77 Finland Valtteri Bottas Mercedes Mercedes 33 1'11.132 0.230 0.058 215.548
5 33 Netherlands Max Verstappen Red Bull Honda 28 1'11.264 0.362 0.132 215.149
6 14 Spain Fernando Alonso Alpine Renault 30 1'11.280 0.378 0.016 215.101
7 10 France Pierre Gasly AlphaTauri Honda 29 1'11.462 0.560 0.182 214.553
8 4 United Kingdom Lando Norris McLaren Mercedes 27 1'11.488 0.586 0.026 214.475
9 99 Italy Antonio Giovinazzi Alfa Romeo Ferrari 30 1'11.678 0.776 0.190 213.906
10 5 Germany Sebastian Vettel Aston Martin Mercedes 24 1'11.713 0.811 0.035 213.802
11 44 United Kingdom Lewis Hamilton Mercedes Mercedes 3 1'11.911 1.009 0.198 213.213
12 11 Mexico Sergio Perez Red Bull Honda 27 1'11.946 1.044 0.035 213.109
13 22 Japan Yuki Tsunoda AlphaTauri Honda 31 1'12.096 1.194 0.150 212.666
14 18 Canada Lance Stroll Aston Martin Mercedes 29 1'12.136 1.234 0.040 212.548
15 3 Australia Daniel Ricciardo McLaren Mercedes 25 1'12.157 1.255 0.021 212.486
16 7 Finland Kimi Raikkonen Alfa Romeo Ferrari 31 1'12.206 1.304 0.049 212.342
17 47 Germany Mick Schumacher Haas Ferrari 31 1'12.607 1.705 0.401 211.169
18 6 Canada Nicholas Latifi Williams Mercedes 27 1'12.610 1.708 0.003 211.160
19 9 Russian Federation Nikita Mazepin Haas Ferrari 12 1'12.835 1.933 0.225 210.508
20 63 United Kingdom George Russell Williams Mercedes 30 1'12.855 1.953 0.020 210.450

F1 AO VIVO: TREINOS na Holanda, Hamilton com PROBLEMAS e a volta de ALBON | SEXTA-LIVRE

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #129 - A aposentadoria de Raikkonen e tudo sobre o GP da Holanda

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
SEXTA-LIVRE: Confira repercussão da dobradinha da Ferrari e problemas de Hamilton na Holanda
Artigo anterior

SEXTA-LIVRE: Confira repercussão da dobradinha da Ferrari e problemas de Hamilton na Holanda

Próximo artigo

F1- Hamilton minimiza problemas na Holanda: “não é o fim do mundo”

F1- Hamilton minimiza problemas na Holanda: “não é o fim do mundo”
Carregar comentários