F1 mantém média de audiência global em 2020; saiba qual foi o GP mais assistido do ano

Apesar de apresentar uma pequena queda em relação a 2019, os números de 2020 seguem mais altos que anos anteriores, como 2014 e 2015

F1 mantém média de audiência global em 2020; saiba qual foi o GP mais assistido do ano

Apesar do início tardio da temporada e o calendário fortemente revisado devido à pandemia, o plano ousado da Fórmula 1 deu certo e a categoria conseguiu manter um bom nível de audiência em 2020, perdendo pouco em comparação com 2019.

Com o GP da Austrália em março cancelado horas antes do início do primeiro treino livre, a temporada foi começar mesmo somente em julho, sem realizar provas durante o primeiro semestre.

Leia também:

Mas enquanto as mudanças poderiam ter causado uma perda considerável de audiência, a F1 conseguiu manter as perdas em níveis pequenos. A audiência total de televisão em 2020 foi de 1,5 bilhão, comparado com 1,9 bilhão de 2019.

Mas é preciso levar em consideração o calendário reduzido de 2020, com apenas 17 etapas contra 21 de 2019. Fazendo as contas, a perda segue sendo baixa. A média de audiência por corrida foi de 87,4 milhões no ano passado, apenas 4,5% mais baixo que em 2019. Olhando para anos anteriores, 2016, 2017 e 2018 tiveram uma média de 87 milhões por prova, enquanto 2014 e 2015 tiveram números mais baixos: 80 milhões.

A maior audiência do ano foi o GP da Hungria, com 103,7 milhões de espectadores, 7% a mais que em 2019. O GP de Portugal registrou 100,5 milhões, Sakhir ficou com 98,1 milhões e a Turquia 89,1 milhões.

Alguns territórios registraram um aumento de audiência, como a China, com 43% ao longo do ano. Na Holanda, um aumento de 28%, enquanto Grã-Bretanha (10%), Rússia (71%) e Alemanha (5%) também registraram crescimento.

O CEO da F1 Stefano Domenicali disse que os números de audiência do ano passado são um testamento da força do esporte, que poderia ter enfrentado sérios problemas caso a temporada fosse cancelada.

"O ano passado foi algo sem precedentes para todos e a Fórmula 1 precisou se adaptar aos desafios que a pandemia apresentava. Entregamos 17 corridas, algo que muitos viam como impossível. Fizemos isso de modo seguro e trouxemos animação e novas corridas para os fãs ao redor do mundo".

"Os números da audiência de 2020 mostram a força e resiliência de nosso esporte, com uma média de 87,4 milhões por corrida em 2020 e um total de 1,5 bilhão. Estamos orgulhosos do que entregamos em 2020 e sabemos que temos uma base de fãs muito forte, e um crescimento de audiência nas plataformas nos próximos anos".

"Estamos felizes que nossos fãs estão satisfeitos com o esporte, a temporada e o modo como respondemos à pandemia. Mal podemos esperar pelo início da temporada 2021 e sabemos que os fãs também querem voltar às corridas".

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

RENOVAÇÃO de HAMILTON: por que ele SEGUROU negociações e os passos FORA da Mercedes que ele pode dar

PODCAST: Bottas reagirá na Mercedes? Como compará-lo a Barrichello, Webber e cia?

 

compartilhar
comentários
Hamilton e Mercedes anunciam renovação de apenas um ano: entenda o que isso significa para o futuro do heptacampeão na F1

Artigo anterior

Hamilton e Mercedes anunciam renovação de apenas um ano: entenda o que isso significa para o futuro do heptacampeão na F1

Próximo artigo

Wolff explica acordo de apenas um ano com Hamilton e descarta rumores de cláusula de veto

Wolff explica acordo de apenas um ano com Hamilton e descarta rumores de cláusula de veto
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Jonathan Noble