F1: Norris detona regra "estúpida" que permitiu troca de pneus de Stroll durante paralisação

compartilhar
comentários
F1: Norris detona regra "estúpida" que permitiu troca de pneus de Stroll durante paralisação
Por:

Regulamento da FIA permite troca de pneus durante uma bandeira vermelha, com isso Stroll não precisou fazer uma parada tradicional

Lando Norris não ficou nada feliz com o fato de ter perdido o pódio para Lance Stroll no GP da Itália de Fórmula 1, pelo fato do canadense não ter precisado para para trocar pneus. O piloto da Racing Point se aproveitou de uma permissão no regulamento, que Norris detonou após a prova, chamando a regra de "estúpida".

Norris estava em terceiro, atrás de Lewis Hamilton e Carlos Sainz na primeira parte do GP. Mas após a bandeira vermelha, ele ficou atrás de Pierre Gasly e Antonio Giovinazzi, que já haviam parado, e de Lance Stroll, que não parou e trocou de pneus durante a bandeira vermelha.

Leia também:

O canadense se aproveitou da regra que permite que os pilotos troquem de pneus enquanto a prova está interrompida por uma bandeira vermelha e, com isso, não precisou fazer uma parada como os demais.

Após a relargada, Norris passou o resto da corrida caçando Stroll, mas terminou em quarto, fora do pódio.

"A única razão para eu não estar no pódio hoje é que Stroll se beneficiou de um pit stop gratuito, o que é uma regra estúpida", disse Norris à Sky Sports F1. "Essa regra deveria cair. Acho que tivemos dois exemplos diferentes. Gasly, que parou antes da paralisação e se deu bem. Ali foi justo, não tenho o que dizer".

"Mas para alguém que não parou, eles ganharam 24 segundos fazendo nada. Ele deveria ter que parar, é culpa deles não terem parado naquele momento. Você pode se dar bem fazendo o que Pierre fez, mas o outro eu acho que não é justo".

O chefe da McLaren, Andreas Seidl, disse que aceitava a regra, dizendo que todas as equipes estão cientes dela.

"Não vejo isso como um problema no regulamento", disse ao Motorsport.com. "Trabalhamos juntos com a FIA para chegar a esse ponto. Eu entendo o sentimento de Lando naquele momento, mas haverá momentos em que nós podemos nos beneficiar disso".

"Então, o regulamento é como ele é, sabemos como ele é, todos votamos nele, então não temos motivo para reclamar. O negócio é seguir em frente".

O diretor de provas da F1, Michael Masi, disse que está aberto a revisar a regra.

"Do meu ponto de vista, o regulamento sobre suspensão de prova é o mesmo há algum tempo", disse.

"Com sorte, não é algo que acontece regularmente, e se há elementos do regulamento que precisam ser revisados, vamos revisar em um Grupo de Trabalho com todos os diretores esportivos das equipes e, se for necessário, vamos seguir todo o processo de revisão".

"Nada mudará para 2020, mas vamos discutir sobre o futuro, aprender a partir disso e ver se há algo que pode ser melhorado".

PÓDIO: GP da Itália maluco! Gasly vence, Hamilton punido e Ferrari na maior "draga" em 35 anos

PODCAST: O que será da F1 no Brasil em 2021, sem Globo, pilotos e corrida?

 

F1: Gasly iguala 'feito' de Hamilton com vitória na Itália; entenda

Artigo anterior

F1: Gasly iguala 'feito' de Hamilton com vitória na Itália; entenda

Próximo artigo

F1: Chefe da McLaren diz que equipe tinha o segundo carro mais rápido em Monza

F1: Chefe da McLaren diz que equipe tinha o segundo carro mais rápido em Monza
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Itália
Pilotos Lando Norris
Equipes McLaren
Autor Adam Cooper