F1: Norris detona regra "estúpida" que permitiu troca de pneus de Stroll durante paralisação

Regulamento da FIA permite troca de pneus durante uma bandeira vermelha, com isso Stroll não precisou fazer uma parada tradicional

F1: Norris detona regra "estúpida" que permitiu troca de pneus de Stroll durante paralisação

Lando Norris não ficou nada feliz com o fato de ter perdido o pódio para Lance Stroll no GP da Itália de Fórmula 1, pelo fato do canadense não ter precisado para para trocar pneus. O piloto da Racing Point se aproveitou de uma permissão no regulamento, que Norris detonou após a prova, chamando a regra de "estúpida".

Norris estava em terceiro, atrás de Lewis Hamilton e Carlos Sainz na primeira parte do GP. Mas após a bandeira vermelha, ele ficou atrás de Pierre Gasly e Antonio Giovinazzi, que já haviam parado, e de Lance Stroll, que não parou e trocou de pneus durante a bandeira vermelha.

Leia também:

O canadense se aproveitou da regra que permite que os pilotos troquem de pneus enquanto a prova está interrompida por uma bandeira vermelha e, com isso, não precisou fazer uma parada como os demais.

Após a relargada, Norris passou o resto da corrida caçando Stroll, mas terminou em quarto, fora do pódio.

"A única razão para eu não estar no pódio hoje é que Stroll se beneficiou de um pit stop gratuito, o que é uma regra estúpida", disse Norris à Sky Sports F1. "Essa regra deveria cair. Acho que tivemos dois exemplos diferentes. Gasly, que parou antes da paralisação e se deu bem. Ali foi justo, não tenho o que dizer".

"Mas para alguém que não parou, eles ganharam 24 segundos fazendo nada. Ele deveria ter que parar, é culpa deles não terem parado naquele momento. Você pode se dar bem fazendo o que Pierre fez, mas o outro eu acho que não é justo".

O chefe da McLaren, Andreas Seidl, disse que aceitava a regra, dizendo que todas as equipes estão cientes dela.

"Não vejo isso como um problema no regulamento", disse ao Motorsport.com. "Trabalhamos juntos com a FIA para chegar a esse ponto. Eu entendo o sentimento de Lando naquele momento, mas haverá momentos em que nós podemos nos beneficiar disso".

"Então, o regulamento é como ele é, sabemos como ele é, todos votamos nele, então não temos motivo para reclamar. O negócio é seguir em frente".

O diretor de provas da F1, Michael Masi, disse que está aberto a revisar a regra.

"Do meu ponto de vista, o regulamento sobre suspensão de prova é o mesmo há algum tempo", disse.

"Com sorte, não é algo que acontece regularmente, e se há elementos do regulamento que precisam ser revisados, vamos revisar em um Grupo de Trabalho com todos os diretores esportivos das equipes e, se for necessário, vamos seguir todo o processo de revisão".

"Nada mudará para 2020, mas vamos discutir sobre o futuro, aprender a partir disso e ver se há algo que pode ser melhorado".

PÓDIO: GP da Itália maluco! Gasly vence, Hamilton punido e Ferrari na maior "draga" em 35 anos

PODCAST: O que será da F1 no Brasil em 2021, sem Globo, pilotos e corrida?

 

compartilhar
comentários
F1: Gasly iguala 'feito' de Hamilton com vitória na Itália; entenda

Artigo anterior

F1: Gasly iguala 'feito' de Hamilton com vitória na Itália; entenda

Próximo artigo

F1: Chefe da McLaren diz que equipe tinha o segundo carro mais rápido em Monza

F1: Chefe da McLaren diz que equipe tinha o segundo carro mais rápido em Monza
Carregar comentários