F1: Pai de Pérez lidera projeto pela realização de GP em Cancún para 2024

Proposta seria de um segundo GP em terras mexicanas, mantendo a realização da etapa no Autódromo Hermanos Rodríguez

F1: Pai de Pérez lidera projeto pela realização de GP em Cancún para 2024
Carregar reprodutor de áudio

Se depender de António Pérez Garibay, pai do piloto da Red Bull Sergio Pérez, a Fórmula 1 pode ganhar uma segunda corrida em terras mexicanas no próximo ano. O projeto, que possui apoio de nomes importantes da política do país, prevê a realização de um GP em Cancún a partir de 2024.

Segundo publicado nesta semana pelo jornal mexicano Reforma, a proposta não implicaria na exclusão do GP da Cidade do México, etapa realizada atualmente no Autódromo Hermanos Rodríguez, que tem contrato com a F1 até 2022, pelo menos.

Leia também:

António Pérez esteve em Budapeste no último final de semana, acompanhando o filho no GP da Hungria, e publicou em suas redes sociais que já conversou com os chefes da F1 sobre a possível realização da etapa em Cancún. "Boas notícias para México, Cancún 2024", escreveu o pai de Checo no Instagram.

 

Ao Reforma, António Pérez falou mais sobre o projeto do GP e fez uma projeção sobre o futuro do filho na categoria.

"É um projeto novo, e estaríamos começando do zero. Estamos apenas começando a produzir as cartas de compromisso, mas fomos muito bem recebidos por Jean Todt [presidente da FIA] e Stefano Domenicali [CEO da F1]".

"Vamos iniciar o desenvolvimento disso, e eles [Todt e Domenicali] disseram que talvez para 2024, quando Checo for campeão mundial".

Segundo o jornal mexicano, uma das forças do projeto de António Pérez é a sua proximidade com nomes importantes da política local, incluindo o presidente Andrés Manuel López Obrador e o governador do estado de Quintana Roo, onde fica Cancún.

Para Pérez, "é importante reativar a economia, e projetos grandes, internacionais como esse são necessários para o México".

Desde que assumiu a F1 em 2017, um dos pontos do projeto de expansão da categoria previsto pela Liberty Media é aumentar a presença do esporte em alguns dos principais polos turísticos do planeta, como foi o caso da negociação no ano passado para transferir o GP do Brasil de São Paulo para o Rio de Janeiro.

O apelo turístico e econômico de Cancún, aliado a adições recentes ao calendário, como Miami e Jeddah, e o momento de Sergio Pérez na F1, ocupando um carro de ponta, podem ajudar a tornar esse projeto realidade.

F1 2021: DO CÉU AO INFERNO: Como Verstappen PERDEU TUDO o que construiu EM DUAS CORRIDAS

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast – A primeira metade do campeonato da F1 foi a mais incrível dos últimos anos?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1- Wolff: Batida de Bottas não influenciará na escolha de pilotos de 2022
Artigo anterior

F1- Wolff: Batida de Bottas não influenciará na escolha de pilotos de 2022

Próximo artigo

F1: Saiba como George Russell escapou de punição após relargada na Hungria

F1: Saiba como George Russell escapou de punição após relargada na Hungria