F1: Para Horner, polêmica reunião filmada pela Netflix conteve "elementos de teatralidade"

"Então sabe, talvez com o novo filme de Lewis [Hamilton] saindo, eles estão preparando-o para isso", disse o chefe da Red Bull sobre Wolff

Carregar reprodutor de áudio

O assunto no paddock da Fórmula 1 após o GP do Canadá segue sendo a reunião quente entre chefes de equipe no sábado, que terminou com Toto Wolff saindo furioso, afirmando que a atitude de seus colegas no debate sobre o porpoising era "lamentável". Mas para Christian Horner, esse encontro teve "elementos de teatralidade", já que contou com a presença das câmeras da Netflix.

O café da manhã de sábado é um evento regular do CEO da F1 Stefano Domenicali com os chefes de equipe. No Canadá, o encontro girou em torno do porpoising e a diretiva técnica da FIA.

Leia também:

Após a reunião, Wolff disse que o comportamento dos chefes de equipes rivais era "lamentável" e "enganador", defendendo que eles jogam o jogo político enquanto ele diz estar preocupado com as questões de segurança dos pilotos no caso.

As outras equipes foram menos vocais que a Mercedes quanto a uma potencial intervenção da FIA, particularmente a Red Bull, que parece sofrer menos com o porpoising que as demais.

Mas enquanto a conversa se desenvolvia na reunião, foi apontado para Wolff que algumas das equipes, especialmente Ferrari e Alpine, sentem que a diretiva representa uma quebra do regulamento, e que o fato da Mercedes já ter uma segunda haste metálica de fixação representaria uma violação.

Foi apurado que Horner sugeriu a Wolff que os problemas da Mercedes com o porpoising estão no conceito do carro em vez do regulamento, algo que o britânico repetiu posteriormente em entrevista, e que dependeria apenas da equipe alemã acertar sua situação.

Essa foi a primeira reunião entre chefes de equipe que contou com o time de produção da série da Netflix Drive to Survive, que filma atualmente a quinta temporada, a ser lançada em 2023. As câmeras acompanharam Wolff durante o fim de semana em Montreal.

Questionado pelo Motorsport.com se foi algo bom ter a Netflix filmando uma reunião privada, Horner disse: "Acho que houve elementos de teatralidade naquela reunião. Então sabe, talvez com o novo filme de Lewis [Hamilton] saindo, eles estão preparando-o para isso".

Toto Wolff, Team Principal and CEO, Mercedes AMG

Toto Wolff, Team Principal and CEO, Mercedes AMG

Photo by: Carl Bingham / Motorsport Images

Mike Krack, chefe da Aston Martin, disse que a reunião se provou ser "um pouco emocional para alguns" com a tensão crescendo durante o debate.

Em resposta à diretiva técnica, a Mercedes colocou uma segunda haste metálica de fixação ao W13 com o objetivo de reduzir o porpoising, mas removeu o dispositivo antes do TL3 no sábado. Algumas equipes questionaram se isso era permitido pelo regulamento, e a equipe alemão preferiu não arriscar um protesto.

Houve também preocupações das equipes sobre o momento da introdução, já que a FIA divulgou a diretiva apenas enquanto o paddock viajava para Montreal. Horner sente que o porpoising sempre seria um problema no Azerbaijão e no Canadá, mas que "não pareceu um problema na corrida".

"Há um processo sobre a introdução dessas coisas. Acho que o que foi particularmente desapontador foi a segunda haste. Isso tem que ser discutido em um fórum técnico, e isso pareceu muito focado em resolver o problema de uma única equipe, que foi a única a chegar aqui com isso, mesmo antes da diretiva técnica. Então raciocine sobre isso".

VÍDEO: A Mercedes tem razão ao reclamar sobre o porpoising?

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Qual maior adversário ao bi de Verstappen: Pérez, Leclerc ou confiabilidade da Red Bull?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Marko crê que Mercedes sabia de diretiva da FIA antes das outras equipes
Artigo anterior

F1: Marko crê que Mercedes sabia de diretiva da FIA antes das outras equipes

Próximo artigo

F1: Leclerc correu GP do Canadá com asa traseira que chegou no sábado de manhã

F1: Leclerc correu GP do Canadá com asa traseira que chegou no sábado de manhã