F1 planeja proibir barbatana e asa em T no futuro

compartilhar
comentários
F1 planeja proibir barbatana e asa em T no futuro
Por:

Por estética, Ross Brawn diz que pode em breve proibir dispositivos aerodinâmicos: “vamos resolver estes problemas”

Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W08
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W08
Ross Brawn, Managing Director, Motor Sports
Ross Brawn, Managing Director, Motor Sports
Sergio Perez, Force India VJM10
Kimi Raikkonen, Ferrari SF70H
Antonio Giovinazzi, Sauber C36
Max Verstappen, Red Bull Racing RB13
Kimi Raikkonen, Ferrari SF70H
Jolyon Palmer, Renault Sport F1 Team RS17

Falando ao site oficial da Fórmula 1 em Barcelona nesta semana, Ross Brawn, novo diretor esportivo da F1, admitiu que gostaria de ver a aparência dos carros "mais pura", também admirando o salto de desempenho que foi feito.

"Com os carros novos e as novas regras, temos que ver como eles funcionam e que efeito têm", disse Brawn. "Como carro de corrida, parece mais emocionante. As proporções do carro são melhores.”

"Eles são muito mais rápidos, têm desempenho bastante impressionante. Os pilotos me dizem que são fisicamente desafiadores - que é o que se queria.”

"Como sempre com regulamentos novos, há pequenos problemas. Nós temos a barbatana de tubarão que não tem sido popular. Com o tempo, acho que precisamos resolver esses problemas.”

"Parte do objetivo das novas regras era produzir carros mais bonitos, então não queremos estragá-los com pedaços periféricos. Mas isso é normal com novos regras."

Quando perguntado sobre as asas em T vistas em alguns novos projetos, ele acrescentou: "Essas são as consequências do novo regulamento. Portanto, consequências não intencionais. Com o tempo, precisamos tirá-las.”

"Nós também precisamos ver, uma vez que a temporada comece, o quão bem os pilotos poderão competir uns com os outros. Esse é um elemento importante também, e é um ponto aberto no momento.”

"Do ponto de vista do carro, a estabilidade dos regulamentos é importante. Não haverá nenhuma grande mudança lá."

Sem pressa na remoção do DRS

Brawn acrescentou que quer uma investigação profunda sobre as ultrapassagens, para chegar a uma conclusão sobre o DRS - sistema artificial que permite que um carro atrás ganhe vantagem de velocidade nas retas sobre um rival.

"Temos de olhar para todo o tópico de ultrapassagens em corridas, e se os carros podem seguir e ultrapassar uns aos outros. Eu preferiria que isso fosse alcançado por um processo natural.”

"Mas o DRS foi uma solução para um problema que tínhamos na época. Eu não acho que devemos nos apressar em tirar DRS, mas o que eu gostaria de ver é uma melhor solução a longo prazo. "

Bottas: Rajadas de vento fazem carros 2017 ficarem ariscos

Artigo anterior

Bottas: Rajadas de vento fazem carros 2017 ficarem ariscos

Próximo artigo

Chefe diz não ter certeza de que Alonso fique na McLaren

Chefe diz não ter certeza de que Alonso fique na McLaren
Carregar comentários