F1 pode punir pilotos por 'lentidão desnecessária' em Baku; entenda

Michael Masi, diretor de prova, falou sobre os pilotos que desaceleram no último setor para abrir espaço antes de começar uma volta rápida

F1 pode punir pilotos por 'lentidão desnecessária' em Baku; entenda

O diretor de corridas da Fórmula 1, Michael Masi, revelou nesta quinta que a FIA começará a tomar atitudes com pilotos que andam desnecessariamente lentos para abrir espaço para o carro da frente durante a classificação, começando com o GP do Azerbaijão.

A nova diretiva, divulgada por Masi na segunda versão das notas do diretor que ele entrega às equipes na quinta, especificou que o último setor da volta em Baku vai da curva 17 até a linha de chegada.

Leia também:

A preocupação é de que os pilotos tirem muito o pé em voltas de classificação para abrir espaço, sem ter ciência do quão rápidos os outros carros se aproximam ao trás devido aos pontos cegos.

Em uma seção particular da pista, Masi segue um precedente estabelecido para o GP da Rússia em Sochi, que teve um alerta similar entre as curvas 12 e 13.

Apesar disso não ter sido um problema particular em Baku no passado, Masi quis evitar quaisquer problemas.

Pilotagem lenta na classificação tem sido um problema recorrente em Monza, fazendo com que os pilotos andassem muito juntos e acabassem perdendo a chance de abrir uma volta rápida, diferente de Sochi em Baku, onde a preocupação tem mais a ver com segurança.

Masi citou o Artigo 27.4 do regulamento desportivo da FIA, que se refere a pilotagem desnecessariamente lenta: "Em nenhum momento um carro pode ser conduzido desnecessariamente lento, errático, ou de modo que pode ser considerado perigoso para outro piloto ou pessoa".

Tempos lentos de volta serão julgados em comparação com o tempo máximo do safety car, algo que sempre é publicado após o TL2.

"Por razões de segurança, durante cada sessão de classificação, atos como cruzar a pista para atrapalhar outro carro podem ser levados aos comissários".

"Durante o TL3 e a classificação, o tempo publicado em acordo com o item oito [tempo limite do safety car] das notas de evento do diretor de prova será usado como um guia pelos comissários para determinar se o piloto está conduzindo desnecessariamente devagar em uma volta de aquecimento ou em qualquer outra volta que não seja rápida ou de recolhimento".

"Para evitar qualquer dúvida, a saída do pit, como definido pelo Artigo 28.2 do regulamento desportivo da F1, é considerado parte da pista e, portanto, as previsões do Artigo 27.4 são aplicadas nesta área".

Falando especificamente sobre as curvas 17 a 20, ele acrescentou: "Durante qualquer sessão de treino livre, qualquer piloto com a intenção de criar uma distância à sua frente para abrir uma volta limpa não pode fazer isso da entrada à curva 17 até a saída da curva 20".

"Qualquer piloto que faça isso terá o caso encaminhado aos comissários devido à quebra do Artigo 27.4 do regulamento desportivo".

F1 2021: O QUEBRA-CABEÇAS das equipes e pilotos na DESAFIADORA Baku com RICO PENTEADO | TELEMETRIA

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast- Quais os episódios fora da F1 que mais marcaram nossas vidas?

 

 

compartilhar
comentários
F1: Bottas ficou "surpreso" com sugestão de que parada desastrosa foi causada por erro de posicionamento dele
Artigo anterior

F1: Bottas ficou "surpreso" com sugestão de que parada desastrosa foi causada por erro de posicionamento dele

Próximo artigo

F1: Verstappen diz que 'ensinou' Mbappé a fazer gols e brinca com veganismo de Hamilton

F1: Verstappen diz que 'ensinou' Mbappé a fazer gols e brinca com veganismo de Hamilton
Carregar comentários