F1 pode reduzir pré-temporada e ter 1ª etapa de 2021 no Bahrein, diz site

compartilhar
comentários
F1 pode reduzir pré-temporada e ter 1ª etapa de 2021 no Bahrein, diz site

Portal alemão Auto Motor und Sport publicou reportagem nesta terça-feira com duas possíveis mudanças no formato da temporada da F1 para 2021

A Fórmula 1 mal fechou o calendário da temporada 2020 mas já começa a finalizar os últimos detalhes do cronograma de 2021, que pode ter algumas novidades para as equipes, com dois em especial: a redução dos testes de pré-temporada e a volta do Bahrein como etapa de abertura no lugar da Austrália.

De acordo com o site alemão Auto Motor und Sport, os chefões da categoria pretendem fechar um calendário normal de temporada, com mais de 20 etapas ao longo do ano, além da expectativa de retorno do público, para que a F1 possa voltar a cobrar as taxas milionárias que os promotores dos GPs pagam.

Leia também:

Porém, com a incerteza sobre a situação da vacina e a projeção de início da temporada em março, período tradicional dos últimos anos, a Liberty Media trabalha com várias opções.

Uma das opções trabalhadas pela Liberty, segundo a publicação, é de que a Austrália não abra a temporada. Melbourne foi uma cidade duramente afetada pela pandemia e a prefeitura da cidade já decretou o bloqueio total mais de uma vez. Com isso, a última pista a receber a primeira etapa do ano além da Austrália surge como uma opção: o Bahrein.

A pista do Oriente Médio, que vai receber uma rodada dupla no final de novembro / começo de dezembro, já abriu uma temporada da F1 em duas oportunidades: 2006 e 2010.

A segunda possível modificação, segundo a reportagem, é no formato e no local dos testes de pré-temporada. Segundo o Auto Motor und Sport, a F1 chegou a considerar o cancelamento das sessões de testes, já que os carros seriam os mesmos, além de ser uma forma de redução de gastos.

Porém, eles foram mantidos após pedidos de algumas equipes, como a McLaren, que terá a introdução do motor Mercedes no próximo ano, afirmando que precisa testar se a integração chassi - unidade de potência foi concluída com sucesso. Além da equipe britânica, outras também pediram a manutenção dos testes por causa de novos pilotos.

A Liberty Media teria encontrado um meio termo ideal com todos, reduzindo a pré-temporada de duas semanas com três dias de testes para apenas uma semana e três dias de sessões.

Além disso, a manutenção da pré-temporada seria importante devido às mudanças referentes a aerodinâmica dos carros que a FIA fará no regulamento técnico, visando reduzir o downforce dos carros em cerca de 10%.

Além dos candidatos habituais a receber a pré-temporada, Barcelona e Jerez, o circuito do Bahrein também foi colocado na lista. Mas a pista do Oriente Médio tem um empecilho: os voos limitados entre a Europa e a região no momento, devido à pandemia. Com isso, o transporte de peças extras pode ser complicado.

O Bahrein já recebeu a pré-temporada da F1 na última década, mas a categoria optou por retornar à Espanha devido ao traçado do circuito de Barcelona, que ajuda em um desenvolvimento mais completo do carro, além do clima.

Vettel comenta rumores sobre ida p/ Racing Point e fala de outras categorias para 2021

PODCAST Motorsport.com debate qual seria o calendário ideal da Fórmula 1; ouça

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Ricciardo: ajuste "perfeito" transformou performance da Renault na F1

Artigo anterior

Ricciardo: ajuste "perfeito" transformou performance da Renault na F1

Próximo artigo

F1: Ferrari explica razão por trás da parada longa de Leclerc em Spa

F1: Ferrari explica razão por trás da parada longa de Leclerc em Spa
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1