F1: Red Bull cria empresa para seguir com programa de motores

Red Bull Powertrains surgiu depois que a Comissão da F1 votou no congelamento dos motores a partir de 2022

F1: Red Bull cria empresa para seguir com programa de motores

Depois de meses de incerteza, a Red Bull finalmente sabe o que esperar: a Comissão da Fórmula 1 votou na quinta-feira, de forma unânime, para congelar o desenvolvimento do motor a partir da temporada de 2022. Agora que a decisão foi tomada, a equipe austríaca sabe que pode continuar com os motores Honda no próximo ano.

O conselheiro da escuderia Helmut Marko revelou o que o time planeja para seu próprio programa de motores.

Leia também:

"Esta é uma boa notícia não só para nós, mas também para a F1 em geral. É uma redução significativa de custos", disse Marko em entrevista ao Motorsport-Magazin.

Para a Red Bull e sua equipe secundária, AlphaTauri, o acordo significa que podem continuar com as unidades de potência da Honda por conta própria. Eles já haviam chegado a um acordo com o fabricante japonês a respeito disso.

De acordo com Marko, a Red Bull criará agora uma nova empresa para lidar com o programa de motores. "Esse será o Red Bull Powertrains", informou.

O conselheiro está claramente satisfeito com a aceitação da proposta da equipe. O ex-piloto de 77 anos vê uma vantagem significativa na manutenção do motor por si só em comparação com a compra de unidades de potência de outro fornecedor.

"Agora construímos um motor e as coisas podem ser coordenadas com a equipe que trabalha no chassi. Isso deve beneficiar ambas as partes. Se tivéssemos adquirido um motor, digamos, da Renault, seríamos forçados a projetar nossos chassis, radiadores e outras coisas em torno do motor fornecido.

As instalações da Honda não serão usadas

Embora a Honda tenha uma base europeia em Milton Keynes, onde está localizada a fábrica da Red Bull, e a empresa tenha colocado essa instalação à venda, a escuderia está escolhendo começar do zero.

"O prédio 8, um dos que já temos, será transformado em uma oficina de motores", disse Marko. 

A equipe está deliberadamente escolhendo evitar usar as instalações da Honda. “A oficina da Honda está mais equipada para motos elétricas. Não há bancadas de teste suficientes ou mais modernas para fazer a necessária otimização dos motores”.

O edifício onde a Red Bull pretende guardar os motores será equipado com uma série de novas bancadas de teste da empresa austríaca AVL, especialista na área. 

Nenhuma despesa será poupada, mas isso não é um problema segundo Marko.

“É um investimento único na construção e principalmente nas bancadas de teste, mas os custos operacionais não serão muito maiores do que se tivéssemos comprado um motor em outro lugar. Custa um pouco mais, mas a diferença não é significativa”, avaliou.

Ao investir pesado na sede, a equipe de Max Verstappen espera colher os benefícios depois de 2025, quando chegar a mudança regulatória para os motores. 

"Esta oficina é tecnicamente projetada de forma que o desenvolvimento para os novos regulamentos de motor possa ser realizado aqui, desde que permaneça dentro da faixa-alvo."

Um dos pontos que a Red Bull também estuda é a venda dos Naming Rights dos motores. Anteriormente, a escuderia o fazia em 2017 e 2018, quando ainda usava motores Renault. No entanto, a relação entre as duas partes tornou-se muito tensa devido a problemas técnicos, o que levou a TAG Heuer a patrocinar os motores.

Marko acredita que é realista um cenário semelhante, embora ressalte que nem todas as marcas são adequadas para isso. "Claro, não por outra montadora, mas por uma empresa interessada, por exemplo”, concluiu.

F1 na BAND - BARRICHELLO e cia: quem são os NOMES sondados para completar a equipe de transmissão

PODCAST #088 - F1 na Band e o 'fico' de Hamilton: o que esperar de 2021?

 

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

compartilhar
comentários
F1: Ferrari revela a data de lançamento do carro de 2021; confira

Artigo anterior

F1: Ferrari revela a data de lançamento do carro de 2021; confira

Próximo artigo

ANÁLISE: Entenda por que F1 deve ser "muito agressiva" nas novas regras do motor

ANÁLISE: Entenda por que F1 deve ser "muito agressiva" nas novas regras do motor
Carregar comentários