F1 - Ricciardo: "Não sei como tirar um tempo como o de Norris"

Australiano diz que se sente confortável com o carro e que não teve um dia ruim se não considerar a classificação, mas não sabe onde está devendo

F1 - Ricciardo: "Não sei como tirar um tempo como o de Norris"
Carregar reprodutor de áudio

Se Lando Norris foi um dos destaques positivos da classificação para o GP da Áustria de Fórmula 1, superando Lewis Hamilton e Valtteri Bottas para terminar em segundo, seu companheiro de McLaren, Daniel Ricciardo, se encontra do outro lado. E o australiano parece estar perdido, sem respostas para a falta de resultados.

Enquanto Norris terminou em segundo, Ricciardo caiu ainda no Q2, sendo o 13º no grid de largada, com um tempo um segundo mais alto que o do companheiro de equipe.

Leia também:

Após a classificação, Ricciardo tentava manter o pensamento positivo, afirmando que não "deixará o esporte me derrubar".

"Certamente já estive melhor. Mas ok, está tudo bem. Eu definitivamente não vou deixar o esporte me derrubar, porque isso não pode virar algo repetitivo. Então, me sinto bem até. Não sei se é um positivo ou negativo, porque o tempo de volta ainda está longe".

Questionado sobre a volta no Q2 que levou à sua eliminação, o australiano disse que se sente confortável com o carro, mas que está faltando mostrar isso nos tempos de volta.

"Não foi uma volta perfeita. Tive um erro na curva quatro, mas acho que não seria bom o suficiente para o Q3. Talvez tenha perdido um décimo, mas o Q1 foi bom na verdade. Já havia uma certa preocupação, porque estou confortável com o carro, mas isso não aparece nos tempos de volta".

"Não tenho muito mais o que dizer. Quando você faz uma volta e está a um décimo, dois, é uma coisa, mas quando falamos de cinco, seis décimos, é mais difícil de entender onde é possível encontrar esse tipo de volta, ainda mais em uma pista curta".

Ricciardo disse ainda que não consegue tirar o mesmo tempo de volta de Norris.

"É encorajador para o carro [ver Norris em segundo] mas, tendo dito isso, não tenho como tirar um segundo do carro. Eu fiz 01min04s7 e ele fez 01min30s7... não sei... eu o parabenizei, mas não sei como tirar um tempo desses. Essa é a verdade".

O australiano falou ainda sobre a dificuldade em sua adaptação e o que é possível fazer para reverter o momento ruim.

"É certamente algo que segurei trabalhando mas definitivamente me sinto confortável com o carro. E não estamos mais naquela situação de corrida dois, três, onde você sabe que há mais por vir naturalmente com mais tempo no carro".

"Sinto que agora, estando no fim de uma rodada tripla, eu tive tempo suficiente com o carro e consistentemente venho buscando estar em um nível bom de conforto e, ok, parece que existem alguns erros aqui e ali, mas se eu não olhar para a classificação, eu diria que foi um bom dia, sólido, com tudo parecendo bem familiar".

Q4 AO VIVO: Tudo sobre a classificação para o GP da Áustria de F1

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #116 - TELEMETRIA: Quais as esperanças de Hamilton na Áustria? Rico Penteado responde

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Russell diz que ida ao Q3 na Áustria "é como uma pole position para Wiliiams"
Artigo anterior

F1: Russell diz que ida ao Q3 na Áustria "é como uma pole position para Wiliiams"

Próximo artigo

F1: Wolff confirma que segunda vaga da Mercedes está entre Bottas e Russell

F1: Wolff confirma que segunda vaga da Mercedes está entre Bottas e Russell
Carregar comentários