F1 - Ross Brawn: "É o momento certo para me aposentar"

Diretor esportivo da categoria falou sobre decisão de sair, após 46 anos de carreira

Ross Brawn, Managing Director of Motorsports, FOM

Carl Bingham / Motorsport Images

Ross Brawn confirmou que está encerrando sua carreira na Fórmula 1, deixando sua posição-chave como diretor esportivo.

Conforme anunciado em dezembro de 2021, Brawn deixará seu cargo na direção esportiva da F1. Nomeado diretor esportivo há cinco anos, quando a Liberty Media se tornou a dona do campeonato, o ex-engenheiro de sucesso da Benetton e da Ferrari, mas também chefe da Honda/Brawn GP e depois da Mercedes, havia convertido para esta posição-chave.

Leia também:

Em suas funções, impulsionou as muitas reformas desejadas pelos novos acionistas americanos, destinadas a modernizar a F1, seja pela revisão do Regulamento Técnico que entrou em vigor em 2022 ou pela introdução do formato sprint em alguns finais de semana. Com o sentimento de dever cumprido, o britânico sai aos 68 anos.

“Adorei tudo o que fiz nos últimos anos”, disse Ross Brawn em sua coluna nesta segunda-feira no site oficial da F1, confirmando sua saída. "Não queria mais fazer parte de uma equipe, sentia que já estava satisfeito. E isso era a única coisa que poderia me atrair. Tive muita sorte que a Liberty me deu essa oportunidade, e foi um trabalho apaixonante. É um bom momento para me aposentar. Fizemos o trabalho pesado e agora estamos em um período de consolidação. Um carro novo está chegando em 2026, mas é daqui a quatro anos, é um longo caminho para mim, então é melhor para o próximo grupo de pessoas assumir. Eu acho que estou deixando a F1 em uma ótima posição.”

Por enquanto, a F1, ainda presidida por Stefano Domenicali, não deu detalhes sobre a sucessão de Ross Brawn.

"Adorei quase todos os minutos da minha carreira de 46 anos e tive a sorte de trabalhar com grandes equipes, grandes pilotos e ótimas pessoas. Não mudaria nada sobre isso. Isso é certo, é que sem o apoio da minha esposa e da minha família eu não teria conseguido e nem gostaria de ter feito.

“Agora estarei assistindo a F1 do meu sofá, aplaudindo cada ação como um torcedor, feliz por esse esporte estar em uma situação fantástica e que com futuro tão excelente."

VÍDEO: Ricciardo será sombra para Pérez na Red Bull?

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast Motorsport.com debate 'treta' entre Verstappen e Pérez no GP de São Paulo

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Presidente da FIA nega crise com FOM e compara relação com Domenicali a casamento
Próximo artigo RETA FINAL: Ferrari com novo chefe? Os melhores e piores de 2022

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil