F1: Verstappen confirma que usará número 1 no carro em 2022

Vettel foi o último campeão a usar o #1 em 2014, ainda no momento de transição do sistema rotativo para o permanente

F1: Verstappen confirma que usará número 1 no carro em 2022
Carregar reprodutor de áudio

A Fórmula 1 voltará a ter um carro com o número 1 em 2022. Max Verstappen confirmou que adotará a numeração para a temporada de defesa do título, sendo o primeiro a fazer isso desde que a categoria introduziu a numeração permanente.

Mais cedo neste ano, o holandês já havia manifestado o interesse em usar o número caso fosse campeão e em coletiva nesta segunda com veículos selecionados, incluindo o Motorsport.com, ele confirmou que fará isso.

Leia também:

"Sim, eu vou. Vou usar [o número 1]. Quantas vezes você tem a chance de fazer isso? Não sei, talvez seja minha única chance na vida. Acho que é o melhor número que existe. Definitivamente colocarei no carro".

A última vez que o #1 esteve presente no grid da F1 foi em 2014, quando Sebastian Vettel usou o número na defesa do tetracampeonato, garantindo seu quarto título no final daquele ano. Mas a situação era diferente da atual.

Até 2013, as numerações dos pilotos seguiam um sistema rotativo, seguindo a ordem do Mundial do ano anterior. Com isso, naquele ano, enquanto Vettel era o #1, seu companheiro de Red Bull, Mark Webber, era o #2 e a Ferrari vinha na sequência, com o #3 para Fernando Alonso e #4 para Felipe Massa, e assim sucessivamente até chegarmos na Marussia, com o #22 de Jules Bianchi e o #23 de Max Chilton.

A partir de 2014, a F1 introduziu o sistema de numeração permanente, com os pilotos escolhendo um número que é utilizado por toda sua carreira na categoria. 

Isso permitiu que os pilotos criassem uma identidade em torno desse número, com Hamilton sendo o #44, Bottas o #77, Verstappen #33, Felipe Massa #19 e mais. Mas o regulamento permite apenas uma potencial mudança de número: o campeão de um ano pode disputar o ano seguinte com o #1.

Desde que o formato foi introduzido, Vettel optou por manter o #1 em 2014, ainda usando o regulamento antigo, enquanto Hamilton foi o único campeão que voltou no ano seguinte para defender seu título, já que Nico Rosberg anunciou a aposentadoria logo após a conquista do título de 2016. Mas o heptacampeão optou por seguir usando o #44.

Com isso, Verstappen será o primeiro piloto a usar o #1 na categoria desde a introdução deste sistema.

A MotoGP utiliza algo similar há vários anos e lá, os pilotos também fogem da utilização do #1. O último a adotar o número foi Casey Stoner na temporada de 2012. Desde então, Jorge Lorenzo, Marc Márquez, Joan Mir e agora Fabio Quartararo optaram por manter suas identidades.

F1 AO VIVO: VERSTAPPEN PASSA HAMILTON NO FIM E É CAMPEÃO EM ABU DHABI; MERCEDES PROTESTA CONTRA MAX

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #151: Hamilton x Verstappen é a maior decisão da história da F1?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
"Máxima loucura", "Supermax", "Hamilton roubado"; imprensa internacional repercute final da F1
Artigo anterior

"Máxima loucura", "Supermax", "Hamilton roubado"; imprensa internacional repercute final da F1

Próximo artigo

F1 - Verstappen sentiu por Hamilton após derrota e elogia rival: "Voltará forte, porque é um piloto incrível"

F1 - Verstappen sentiu por Hamilton após derrota e elogia rival: "Voltará forte, porque é um piloto incrível"
Carregar comentários