F1 - Verstappen não se preocupa com melhora da Mercedes: "Temos que focar em nós mesmos"

Holandês chega ao GP dos Estados Unidos seis pontos à frente de Hamilton no Mundial

F1 - Verstappen não se preocupa com melhora da Mercedes: "Temos que focar em nós mesmos"

Chegando a Austin novamente na liderança do Mundial de Pilotos da Fórmula 1, Max Verstappen acredita que não há nada que possa fazer quanto a melhora da Mercedes, e que por isso não se preocupa com a ameaça que o rival Lewis Hamilton pode representar, preferindo focar no que é possível fazer com a Red Bull.

Questionado se ele está em um bom momento após a forte corrida na Turquia, mesmo com a performance abaixo do esperado ao longo do fim de semana, Verstappen disse que não foi tão bem quanto queria em Istambul.

Leia também:

"Na verdade não. Foi ok, mas sabemos que temos trabalho pela frente. Queremos ser mais rápidos, mas o resultado da equipe foi bom na Turquia. No geral, a performance não foi boa. Vamos tentar novamente aqui e ver o quão rápido somos".

Em termos de preparação e expectativas, Verstappen destacou que passou um tempo treinando no simulador, e, com um asfalto diferente do de Istambul, a sensação inicial foi boa.

E enquanto a melhora no rendimento da Mercedes nas últimas corridas parece preocupar a Red Bull, Verstappen acredita que o melhor é focar em si próprio.

"Não estou preocupado, porque não há nada que fazer. O que podemos é focar em nós mesmos, há algumas coisas que podemos melhorar. Aprendemos muito na Turquia. E sim, vamos tentar melhorar com nosso pacote, tentar encontrar um pouco mais de performance".

"Sim, eles deram [um passo adiante]. Mas, como eu disso, não há nada que possamos fazer a não ser focar em nós mesmos".

Verstappen possui como melhor resultado nos Estados Unidos um terceiro lugar em 2019, mas, na coletiva, foi relembrado do GP em 2015, seu ano de estreia, quando terminou em um bom terceiro lugar com a Toro Rosso.

"Na verdade, não lembro muito daquele ano para ser honesto. Choveu muito não? Não sei como chegamos até quarto para ser honesto. No final, estávamos ali. Mas é uma pista muito boa, legal de pilotar".

"Na classificação, eu diria que o primeiro setor é muito bom, mas na corrida o segundo setor e o começo do terceiro há muita ação e várias linhas diferentes que você pode usar. Então é possível ultrapassar aqui, e acho que é isso que torna a pista especial".

F1 2021: Mercedes FAVORITA em Austin? Pista será um PROBLEMA? RICO PENTEADO responde | TELEMETRIA

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #139 – Qual o campeonato da F1 mais emocionante do século?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Entenda o efeito Netflix por trás dos aproximadamente 40 mil ingressos vendidos a mais para o GP dos Estados Unidos
Artigo anterior

F1: Entenda o efeito Netflix por trás dos aproximadamente 40 mil ingressos vendidos a mais para o GP dos Estados Unidos

Próximo artigo

F1: Vettel confirma troca do motor e saída no fundo do grid em Austin

F1: Vettel confirma troca do motor e saída no fundo do grid em Austin
Carregar comentários