F1: Wolff diz que Mercedes reduziu pela metade vantagem de Red Bull e Ferrari

Equipe alemã conseguiu terceiro e quinto lugares na corrida em Barcelona

F1: Wolff diz que Mercedes reduziu pela metade vantagem de Red Bull e Ferrari
Carregar reprodutor de áudio

O chefe da Mercedes, Toto Wolff disse que Mercedes reduziu pela metade a vantagem dos rivais Red Bull e Ferrari na Fórmula 1 após conquistar um pódio e a quinta colocação com George Russell e Lewis Hamilton.

Max Verstappen venceu o GP da Espanha neste domingo (22), assumindo pela primeira vez em 2022 a liderança do campeonato, Sergio Pérez foi o segundo colocado, seguido da Mercedes de Russell. Carlos Sainz e Hamilton completaram o top5. 

 

Leia também:

Questionado após a corrida se o final de semana em Barcelona havia comprovado que o conceito do W13 estaria certo o tempo todo, Wolff disse que a equipe está entendendo o que precisa para trazer desempenho para o carro e acrescentou: "reduzimos pela metade a desvantagem para os primeiros colocados". 

"Acho que estamos literalmente aprendendo ao executar também. Esses regulamentos nos pegaram desprevenidos de certa forma. E passo a passo estamos entendendo o que precisamos fazer para trazer o desempenho de volta ao carro", disse o dirigente.

"Vimos outro grande passo neste fim de semana, provavelmente reduzimos pela metade a desvantagem para os primeiros colocados. Mas ainda há muito caminho a percorrer para estar lá em cima na briga."

"Mas tendo dito isso, estamos em terceiro com George e isso é forte. Sua pilotagem foi inacreditável, a defesa, o posicionamento. Estou tão orgulhoso e feliz de certa forma por ver isso. Uma grande estrela ou um grande piloto em formação. E com Lewis, provavelmente tivemos o carro de corrida mais rápido hoje. Ele estava 50 segundos atrás no final. E ele alcançou todo o caminho, e isso mostra o potencial que o carro tem."

Questionado se a Mercedes ainda poderia lutar pelo título, o dirigente austríaco disse que "tem razões para acreditar" que podem chegar lá.

"O que eu quis dizer é que eu vi um carro de corrida hoje que me lembrou os carros de corrida das temporadas anteriores, onde você está mais de 30 segundos atrás de todo o pelotão, e você vem até a frente e perto do pódio. E isso é muito encorajador e mostra que demos mais um passo", disse Wolff.

"Podemos lutar por um campeonato mundial? Bem, nós apostamos que podemos. Mas só precisamos de um carro capaz de terminar em primeiro e segundo. E acho que temos razões para acreditar que podemos chegar lá, mas também temos que olhar para as probabilidades que estão contra nós."

"Mas o automobilismo é um jogo diferente. Vimos hoje que a Ferrari não marcou muitos pontos, embora devesse. Estamos absolutamente forçando para nos trazer de volta ao jogo", concluiu.

F1 AO VIVO: VERSTAPPEN vence AOS TRANCOS E BARRANCOS, Russell DÁ SHOW e Leclerc AMARGA abandono

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST #178: Será o fim da linha para Vettel e Alonso na F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Hamilton revela que poderia brigar com carros da Red Bull na Espanha
Artigo anterior

F1: Hamilton revela que poderia brigar com carros da Red Bull na Espanha

Próximo artigo

F1 deve agrupar corridas por região no calendário de 2023

F1 deve agrupar corridas por região no calendário de 2023