Hamilton ignorou ordens para não tentar fazer a volta mais rápida

compartilhar
comentários
Hamilton ignorou ordens para não tentar fazer a volta mais rápida
Por:
Co-autor: Scott Mitchell
24 de jun de 2019 18:06

Britânico ignorou uma mensagem da Mercedes pedindo para ele não se arriscar em tentar fazer a melhor volta da prova, no final do GP da França

No final da corrida do GP da França de Fórmula 1, os engenheiros da Mercedes avisaram Lewis Hamilton que Sebastian Vettel faria uma parada para colocar pneus novos e tentar fazer a volta mais rápida da prova. Mais tarde, voltaram a alertar o britânico de que o piloto da Ferrari estava em volta rápida. No entanto, contrariando as recomendações, Hamilton acelerou e tentou superar a marca do rival.

Leia também:

Apesar de estar com pneus duros e usados, com mais de 29 voltas, Hamilton conseguiu fechar a última volta em 1min32s764. Logo em seguida, Vettel fechou sua volta usando pneus macios novos, em 1min32s740, apenas 2 centésimos mais rápido que o adversário.

Hamilton disse que o resultado é uma boa lembrança de que ele e a Mercedes precisam sempre buscar o melhor desempenho e bater os rivais.

“Eu acho que você nunca deveria desistir, nunca ser complacente e deve sempre acreditar que é possível”, disse o britânico quando questionado pelo Motorsport.com. “Havia um ponto extra disponível. Naturalmente a equipe não podia saber como eu estava sentindo o carro, mas eu sentia como se eu ainda tivesse mais um pouco para tirar dos pneus, e era para apenas mais uma volta”.

“Eu estava pensando: ‘vou acelerar para conseguir a melhor volta, caras, vamos lá’. Mesmo durante a volta eles estavam me dizendo ‘Não se preocupe, ele tem novos pneus, não tem como você batê-lo.’ Sendo o piloto louco que sou, eu pensei que talvez eu conseguisse tomar a melhor volta dele”.

“Eu não percebi que seria tão perto, havia coisas que eu podia ter feito para fazer acontecer. Eu não acho que ele tenha feito a volta perfeita, não acho que ele tenha usado toda a potência, ou algo assim. Eu acho que isso foi um aprendizado para nós, para nunca tomarmos as coisas por garantido e continuar acelerando”.

 

A explicação de Hamilton é suportada pelas conversas de rádio com seu engenheiro, Peter Bonnington. Confira abaixo:

 

Hamilton começa a volta final

Engenheiro: Vettel colocou pneus para a volta mais rápida, então não vamos nos incomodar em tentar superá-lo.

Enquanto Hamilton chega na reta oposta, claramente em uma volta rápida

Engenheiro: Vettel está com pneus macios, então deve baixar de 1min31s.

Hamilton: Ouvi você cara, mas se ele não fizer a volta, talvez eu consiga.

Após a corrida, indo para a área do pódio.

Hamilton: Valia a tentativa, na última volta.

Engenheiro: É, copiei Lewis, sim, foi muito perto de fato.

Hamilton: Quão próximo?

Engenheiro: Dois centésimos.

Hamilton: Vocês não podem ter uma postura de derrota, sempre temos que buscar as coisas, caras.

Engenheiro: É, apenas dizendo...

Hamilton: Eu poderia ter sido mais rápido, se nós tivéssemos planejado isso adequadamente.

Engenheiro: Sim, copiei, foi uma lição para nós.

 

Vettel admitiu que ele esperava ir mais rápido, mas insistiu que não foi desencorajado pelo que Hamilton poderia fazer.

“Não fui rápido o suficiente!”, disse o alemão. “Eu fiquei surpreso comigo mesmo. Tentei ir o mais rápido que podia. Depois que tudo parecia certo, a volta mais rápida foi em apenas 1min33s5, Lewis fez uma volta muito forte no fim".

“Eu só posso assumir que ele estava administrando durante a corrida, antes de ir para a volta rápida. A degradação dos pneus foi lenta, especialmente nos duros, então ele foi capaz de fazer uma volta muito forte no final. Mas sim, foi apertado”.

“Nós tínhamos um pequeno problema com a bateria, então talvez não tenha sido 100% ideal. Eu dei uma olhada rápida na comparação de voltas rápidas e vi que a volta inteira foi muito perto. Então, desencorajante, não. Não mais ou menos do que a falta de velocidade que temos visto em algumas corridas”.

 

Veja as imagens do GP da França de F1:

Galeria
Lista

Os pilotos reunidos antes da prova

Os pilotos reunidos antes da prova
1/14

Foto de: Mark Sutton / Sutton Images

Sir Jackie Stewart que completou 80 anos no dia 11 de junho e Nico Rosberg

Sir Jackie Stewart que completou 80 anos no dia 11 de junho e Nico Rosberg
2/14

Foto de: Mark Sutton / Sutton Images

Jean Todt, President da FIA, e vários outros, homenagearam Stewart antes da prova

Jean Todt, President da FIA, e vários outros, homenagearam Stewart antes da prova
3/14

Foto de: Mark Sutton / Sutton Images

Homenagem a Jackie Stewart

Homenagem a Jackie Stewart
4/14

Foto de: Mark Sutton / Sutton Images

Homenagem a Jackie Stewart

Homenagem a Jackie Stewart
5/14

Foto de: Mark Sutton / Sutton Images

Jackie Stewart Birthday photograph with drivers and team principles

Jackie Stewart Birthday photograph with drivers and team principles
6/14

Foto de: Mark Sutton / Sutton Images

Gunther Steiner e Toto Wolff na homenagem a Jackie Stewart antes da prova

Gunther Steiner e Toto Wolff na homenagem a Jackie Stewart antes da prova
7/14

Foto de: Mark Sutton / Sutton Images

Franz Tost, Mattia Binotto, e Zak Brown na homenagem a Jackie Stewart

Franz Tost, Mattia Binotto, e Zak Brown na homenagem a Jackie Stewart
8/14

Foto de: Mark Sutton / Sutton Images

Foto oficial na homenagem a Jackie Stewart antes da prova

Foto oficial na homenagem a Jackie Stewart antes da prova
9/14

Foto de: Glenn Dunbar / LAT Images

Foto oficial na homenagem a Jackie Stewart antes da prova

Foto oficial na homenagem a Jackie Stewart antes da prova
10/14

Foto de: Glenn Dunbar / LAT Images

David Coulthard, Mark Webber, Sebastian Vettel, Daniil Kvyat, Kevin Magnussen e Romain Grosjean na homenagem a Jackie Stewart antes da prova

David Coulthard, Mark Webber, Sebastian Vettel, Daniil Kvyat, Kevin Magnussen e Romain Grosjean na homenagem a Jackie Stewart antes da prova
11/14

Foto de: Mark Sutton / Sutton Images

Largada do GP da França

Largada do GP da França
12/14

Foto de: Glenn Dunbar / LAT Images

Lewis Hamilton sempre esteve à frente de seu companheiro de equipe.

Lewis Hamilton sempre esteve à frente de seu companheiro de equipe.
13/14

Foto de: Mark Sutton / Sutton Images

No final, mais uma dobradinha da Mercedes, com Lewis Hamilton e Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1, com Charles Leclerc, da Ferrari, em terceiro

No final, mais uma dobradinha da Mercedes, com Lewis Hamilton e Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1, com Charles Leclerc, da Ferrari, em terceiro
14/14

Foto de: Andy Hone / LAT Images

Próximo artigo
RÁDIOS F1: “Churrasco” de Hulk e Leclerc pedindo para Vettel acelerar

Artigo anterior

RÁDIOS F1: “Churrasco” de Hulk e Leclerc pedindo para Vettel acelerar

Próximo artigo

GALERIA: Mercedes iguala Lotus em pole positions na história da F1

GALERIA: Mercedes iguala Lotus em pole positions na história da F1
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da França
Pilotos Lewis Hamilton Compre Agora
Equipes Mercedes Compre Agora
Autor Adam Cooper
Seja o primeiro a receber as últimas notícias