Hulkenberg diz que bandeira vermelha lhe custou pódio

Piloto da Force India lamenta não ter conseguido manter terceira posição após dar sorte na primeira curva

Hulkenberg diz que bandeira vermelha lhe custou pódio
Nico Hulkenberg, Sahara Force India
Nico Hulkenberg, Sahara Force India F1 in the pits as the race is stopped
Felipe Massa, Williams FW38 and Sergio Perez, Sahara Force India F1 VJM09 battle for position
Nico Hulkenberg, Sahara Force India F1 VJM09
Nico Hulkenberg, Sahara Force India F1 VJM09
Nico Hulkenberg, Sahara Force India F1 VJM09
Nico Hulkenberg, Sahara Force India F1 VJM09
Nico Hulkenberg, Sahara Force India F1 VJM09
Carregar reprodutor de áudio

Depois de se aproveitar da confusão da primeira curva, Nico Hulkenberg assumiu uma grande posição no GP da Bélgica deste último domingo. O piloto da Force India se colocou no top-3 e, com uma boa estratégia, dificilmente seria alcançado pelos carros atrás.

No entanto, o acidente de Kevin Magnussen, que trouxe a bandeira vermelha à corrida, acabou com suas chances. Com isso, todos os pilotos puderam trocar os pneus, e Lewis Hamilton, naquele momento em quinto, teve seu trabalho facilitado para chegar ao lugar mais baixo do pódio.

"Eu tive um grande início e uma grande primeira volta após o incidente entre Max Verstappen e as Ferraris na curva 1", disse Hulkenberg.

"Eu fui capaz de lucrar com isso. Fiquei em segundo lugar. Meus pneus supermacios estavam indo bem, e eu estava atrás de Nico Rosberg, afastando as pessoas que estavam atrás de mim.”

"Então, infelizmente, a bandeira vermelha veio e neutralizou toda a corrida, o que foi um pouco frustrante naquele momento."

Batalha com a Williams

Apesar da chance de pódio perdida, tanto Hulkenberg quanto seu companheiro Sergio Perez tiveram motivos para sorrir, com a Force India tomando o quarto lugar da Williams no campeonato de construtores.

"Sob este ponto de vista, estamos muito felizes", acrescentou Hulkenberg. "Mas nós queremos ser os quartos na noite de domingo em Abu Dhabi. Há ainda oito corridas pela frente e um longo caminho.”

"Vai ser uma batalha muito apertada com a Williams até lá, e é importante que façamos o nosso dever de casa para capitalizarmos em dias como hoje, quando as grandes equipes estiverem tendo problemas. Somos competitivos, temos um bom pacote."

Com Perez em quinto, a corrida de Spa marcou a primeira vez que a Force India teve dois carros entre os cinco primeiros desde o GP do Bahrein de 2014.

compartilhar
comentários
FIA analisa desprendimento de encosto de cabeça de Magnussen
Artigo anterior

FIA analisa desprendimento de encosto de cabeça de Magnussen

Próximo artigo

Presidente volta a pressionar Ferrari por resultados

Presidente volta a pressionar Ferrari por resultados
Carregar comentários