Massa fica 4 GPs sem pontuar pela primeira vez desde 2009

Felipe sai sem nenhum ponto de sequência de quatro provas em cinco semanas no mês de julho

Massa fica 4 GPs sem pontuar pela primeira vez desde 2009
Felipe Massa, Williams FW38
Felipe Massa, Williams
Felipe Massa, Williams FW38
Felipe Massa, Williams FW38
Felipe Massa, Williams FW38 sends sparks flying
Felipe Massa, Williams FW38 leads Kevin Magnussen, Renault Sport F1 Team RS16
Felipe Massa, Williams FW38

Ainda sem vaga garantida para a temporada que vem, Felipe Massa vai para as férias de três semanas da Fórmula 1 com resultados certamente longe dos que esperava.

O piloto abandonou o GP da Alemanha no último domingo após ser acertado por Jolyon Palmer da Renault na primeira volta da corrida, fechando uma sequência bastante expressiva.

Nas quatro corridas disputadas pela Fórmula 1 no mês de julho, o piloto não pontuou em nenhuma, ficando com os 38 pontos que já tinha no mês de junho.

É importante ressaltar que Felipe começou bem a temporada, pontuando nas primeiras seis provas do mundial. No entanto, a partir do GP do Canadá tudo mudou.

De Montreal até Hockenheim Massa conseguiu apenas um ponto – um décimo lugar no GP da Europa, disputado nas ruas da capital do Azerbaijão, Baku.

Massa não tinha uma sequência de quatro corridas fora dos pontos desde 2009. Há sete anos, o brasileiro abandonou duas provas (Austrália e China) e conquistou um nono (Malásia) e um 14º lugar (Bahrein) no início do mundial.

Na época apenas o top-8 pontuava. Com o top-10 pontuando desde 2010, foi a primeira vez que Massa teve uma sequência tão ruim.

Por outro lado, como de hábito em 2016 (pela 10ª vez em 12 GPs), a Williams teve o pit stop mais rápido da prova. E foi no carro do brasileiro. O time cravou a marca de dois segundos exatos.

 
compartilhar
comentários
Terceiro suspeito era piloto de helicóptero de Ecclestone
Artigo anterior

Terceiro suspeito era piloto de helicóptero de Ecclestone

Próximo artigo

40 anos: o dia que Niki Lauda quase morreu em Nurburgring

40 anos: o dia que Niki Lauda quase morreu em Nurburgring
Carregar comentários