Fórmula 1
24 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
14 nov
-
17 nov
Evento encerrado
28 nov
-
01 dez
Evento encerrado

McLaren defende acordo com companhia de tabaco

compartilhar
comentários
McLaren defende acordo com companhia de tabaco
Por:
14 de fev de 2019 18:11

Equipe falou sobre decisão de formar parceria com a British American Tobacco para temporada 2019

A British American Tobacco (BAT), que chegou a ter a equipe BAR F1 em 1999 até se transformar no time oficial da Honda em meados dos anos 2000, aparece na McLaren 2019 por meio da marca 'A Better Tomorrow' e deixou claro que não promoverá produtos de tabaco por meio do acordo.

O retorno da BAT à F1 vem logo depois que a Phillip Morris - outra empresa de tabaco, aumentou sua presença visual nos carros da Ferrari por meio do projeto Mission Winnow, e que levou a uma investigação na Austrália.

O executivo-chefe da McLaren, Zak Brown, disse que a parceria com a BAT não deve ser vista como um patrocinador de "tabaco".

Leia também:

"A BAT é uma empresa de destaque que tem uma longa história no automobilismo", disse ele.

"Nossa parceria é uma tecnologia baseada em produtos de geração mais nova. Não temos qualquer relação com o lado do tabaco do negócio.”

"Sua indústria é uma que está se transformando e é impulsionada pela tecnologia. Por isso, achamos que há áreas em que podemos trabalhar com eles e ajudá-los em sua jornada de transformação em torno da tecnologia.”

"Eles são uma ótima empresa para se trabalhar. O mundo evolui e muda diariamente, provavelmente em um ritmo mais acelerado hoje do que nunca.”

"O que aconteceu 10, 15, 20 anos atrás, o mundo é um lugar diferente e sua paisagem mudou e a Fórmula 1 é uma boa plataforma para eles.”

"Uma das coisas que a McLaren se orgulha em parcerias é trabalhar com empresas inovadoras e líderes, e você pode definitivamente colocar a BAT nessa categoria."

Ele negou que a parceria da Mission Winnow / Phillip Morris e da BAT com a McLaren era uma "tendência" de empresas relacionadas ao tabaco retornarem à F1.

"A Phillip Morris está com a Ferrari para sempre e a BAT tem uma grande história em corridas e eles entendem o poder disso e, à medida que avançam em sua nova jornada, sentiram que a McLaren era uma parceira que poderia ajudar", disse Brown.

Até agora, três equipas anunciaram novos patrocinadores para o ano de 2019 – a Haas com a Rich Energy, a Williams com a ROKiT e a Racing Point com SportPesa - e em cada um dos casos a empresa é nova na F1.

A nova pintura da McLaren inclui marcas proeminentes da empresa de chocolates Huski, além do slogan da BAT. A equipe teve algumas conversas com a Rich Energy, assim como a Williams, antes que a companhia fosse para a Haas.

"Vamos conversar de um ponto de vista da McLaren, queremos estar associados a empresas líderes, empresas bem reconhecidas", disse Brown quando perguntado porque a McLaren não seguiu uma rota semelhante a outras e garantiu uma marca nova para a F1.

"Nós temos algumas marcas que estão em uma jornada inicial para o crescimento. Eu sei quem são os proprietários por trás deles e eles parecem ser pessoas com crédito.”

"Estou feliz com o conjunto de parceiros que temos e a direção que estamos tomando.”

"Estamos fazendo um bom progresso e certamente há algumas equipes por aí que estão em situações diferentes em que talvez façam um acordo que passamos adiante.”

"Mas todo mundo tem que comandar seu próprio time de corridas como quiserem."

Próximo artigo
McLaren deve atrasar uso de combustível da Petrobras

Artigo anterior

McLaren deve atrasar uso de combustível da Petrobras

Próximo artigo

Alonso pode ser piloto reserva da McLaren em 2019

Alonso pode ser piloto reserva da McLaren em 2019
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes McLaren Compre Agora
Autor Matt Beer